ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

6/02/2015

Fãs de Roberto Carlos entrevistados pelo Portal Splish Splash – MÁRCIA TRISTÃO BENNETT


A pensar nos milhares de fãs de Roberto Carlos, espalhados pelo Mundo, o Portal Splish Splash achou por bem auscultar a alma robertocarlistica que por eles perpassa, dando início a uma série de entrevistas que, cremos, poderá de algum modo contribuir para uma melhor compreensão do motivo que leva tantos a admirar a obra de um cantor/compositor Brasileiro que ao comemorar 55 anos de carreira, não só consegue manter a fidelidade dos seus fãs que o acompanham desde o início da sua trilha poética e musical, como ainda, atrair muitos jovens que não conseguiram ficar indiferentes à obra daquele que, como disse o poeta, se mais mundo houvera lá chegara.

A selecão da série de entrevistas não obedece a nenhum critério relativamente a este ou àquele fã, foram obtidas por quem as irá publicar, ou seja, Armindo Guimarães, Carmen Augusta e Derbson Frota, de acordo com os contatos que possuem. Também a publicação, que acontecerá às terças-feiras e sábados, é aleatória, ou seja, não tem qualquer ordem em relação aos fãs. Todos eles admiram o rei Roberto Carlos e por isso todos nos merecem a mesma estima e a mesma consideração, independentemente de, muito naturalmente, podermos conhecermos melhor este ou aquele fã.

A entrevista que se segue é com Márcia Tristão Bennett, natural do Rio de Janeiro e atualmente a residir em São Francisco, EUA.

PORTAL SPLISH SPLASH - Como começou a gostar do NMQT Roberto Carlos?

MÁRCIA TRISTÃO BENNETT - Era muito menina, talvez uns 8 ou 9 anos, assistindo ao programa da Jovem Guarda na TV.

PSS - Você se considera uma grande fã? Por quê?

MTB - Eu poderia dizer que RC embalou a minha juventude, assim como outros artistas tambem.  Sempre fui muito ligada à música.  Na minha casa se ouvia muito clássicos, músicas estrangeiras, musicas instrumentais, Bossa Nova, MPB, de tudo um pouco.  Mas havia também o Clube do Disco, onde pedi aos meus pais que comprassem a coleção do RC (vinil) e ouvia muito.  Então tornei-me fã do seu trabalho. 

PSS - Se estivesse numa ilha deserta com o(a) amado(a), qual música do rei colocaria pra tocar? 

MTB - Pra Sempre

PSS - Roberto Carlos faz parte de sua vida? Como?

MTB - Eu morei fora do Brasil por muitos anos e sempre que me via com muitas saudades do Brasil, eu colocava no som do meu carro ou mesmo em casa, músicas que me levavam de volta ao Brasil. Prezo uma boa aparelhagem de som -  ouvia muito RC - músicas como A distância, Todos estão surdos,  Lady Laura, A deusa da minha rua, Meu querido, meu velho, meu amigo, A namorada, Traumas,  A janela, Negra, O divã, Você, É preciso saber viver, entre outras. Sempre as busquei em meus momentos mais saudosos do Brasil, como conforto.  Claro que ouço e ouvia outros artistas daqui e dos USA, mas RC e suas músicas antigas, sempre tiveram um lugar especial no meu coração.

PSS - Cite uma história engraçada e/ou emocionante que já viveu relacionada ao rei Roberto:

MTB - Minha história emocionante, e que para mim foi uma honra muito grande, foi ter tido a oportunidade de visitar D. Laura antes de falecer e conversar muitas vezes  com ela, ao telefone,  antes de adoecer.  Uma pessoa simples, católica, brincalhona, e humanitária  - sempre querendo ajudar quem estivesse ao seu lado. 

PSS - Coleciona algo do rei? Se sim, cite exemplo(s):

MTB – Sim. Os LPs de vinil do Clube do Disco e CDs.

PSS - Uma música que você sempre põe no “repeat”:

MTB - “É preciso saber viver“.  Tem um astral muito positivo, além de outras, claro.

PSS - Muitas são as músicas do repertório do rei e muitas são aquelas que ele há muito não canta. Que música gostaria que ele voltasse a cantar?

MTB - “Pra sempre“, “A distancia“ e “Musica suave“.

PSS - Se Roberto Carlos fosse almoçar em sua casa, o que prepararias?

MTB – Peixe.

PSS - Se fosse escolher para ouvir 10 músicas do rei, em ordem de preferência, quais seriam?

MTB - Vou colocar fora de ordem porque gosto muito de todas: Meu pequeno Cachoeiro, A namorada, Pra Sempre, Todos estão surdos, Lady Laura,  Aquela casa simples, Mulher de 40, A janela, O terço, É preciso saber viver.

PSS - Se tivesse a oportunidade de falar ao vivo com o rei, o que diria?

MTB - Vamos falar sobre sua rotina de trabalho? Poderia assistir a uma gravação no seu estúdio? Prometo ficar caladinha, só observando os trabalhos e não comentarei sobre o trabalho que ainda não esteja no Mercado. Depois, gostaria de um abraço e um beijo para ir embora, poderia ser?

PSS - As músicas do rei não seriam a mesma coisa sem as respetivas letras. Independentemente da música, diga os títulos de três letras que mais a impressionam e porquê.

MTB - Todos estão surdos, É preciso saber viver, e Lady Laura - pela mensagem que a letra nos passa. 

PSS - O rei possui em torno dele uma vasta equipe, desde os elementos que compõem a orquestra (RC9), aos elementos da administração, assessoria de imprensa e apoio logístico. Com certeza você simpatiza por alguns desses elementos por os conhecer ou já ouvir falar. Cite quais e por quê.

MTB - Gosto de todos, mas em especial do maestro Eduardo Lages que nos  dá a honra de participarmos/opinarmos/sugerirmos  músicas  para seu novo trabalho,  quando está fazendo um CD.  É um carinho que nós, que participamos do blogue, lhe somos muito gratos. 

PSS - O que mais gosta na personalidade do rei?

MTB - O fato dele ser muito carismático e discreto.

PSS - O que gostaria que o rei mudasse nos seus usos e costumes?

MTB - Nada.  Penso que cada ser humano tem suas qualidades e suas limitações. RC não é diferente de ninguém. Somos todos humanos. 

PSS - Se tivesse que escolher uma frase robertocarlistica do repertório do rei que mais se identificasse com você, que frase escolhia?

MTB - Ainda bem que tocou/Essa música suave/Eu posso dançar com você/como no passado. (Música Suave). Esta musica é romântica, para dançar, e linda!  Para descontrair.  Adoro as religiosas também.   

PSS - Responda à pergunta que não fizemos e que gostaria que lhe tivéssemos feito.

MTB - Quem gostaria que fosse o próximo a ser entrevistado? Armindo Guimarães. Obrigada, obrigada e obrigada pela oportunidade da entrevista, por ter se lembrado de mim. E agradeço ao maestro Eduardo Lages também. Não fosse por ele, não nos conheceríamos. Saiba que tenho um carinho muito grande por você, que mantém viva a presença do RC em Portugal e no mundo! Carinhos mil!


Entrevista conduzida por:
Armindo Guimarães
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

4 comentários:

  1. MInha Preclara Amiga Márcia,

    Honradamente feliz é que me faço aqui presente para parabenizar esta pessoa encantadora que você .

    Maravilhosa a sua entrevista e, só poderia ser assim, não é mesmo, Márcia?

    Afinal, neste amplexo de um ambiente musical ainda em idade tenra, se fez completar a musicista, posto que és ao nosso ver, uma musicista nata.

    Parabéns Márcia pelo exemplo de uma fã autêntica que você é, não somente do Rei, mas também do ilustre Maestro.

    ResponderEliminar
  2. Querido amigo Bottary,
    Fico sem palavras diante de sua generosidade! Te agradeço a visita/leitura a minha entrevista. As perguntas do amigo Armindo foram também muito interessantes, abrangendo uma serie de situações em relação a nossa admiracao pelo trabalho do Roberto Carlos.
    De musica, todos que me conhecem, sabem que adoro musica. Ouco de tudo um pouco! Do folclore ao clássico, e estou sempre aprendendo e me tocando com as musicas...elas me relaxam, elas são um presente de Deus para a humanidade....felizes aqueles que sabem usufruir da boa musica!
    Obrigada, querido amigo Bottary.
    Aproveito para agradecer também ao nosso querido amigo Armindo, pelo convite e pela lembrança da minha pessoa.
    Deixo um abraço carinhoso e a certeza de que estou muito feliz pela publicação desta entrevista. Carinhos a todos que visitaram/leram a entrevista!!! Muito obrigada!

    ResponderEliminar
  3. A menina Márcia Tristão, fica sem palavras e o administrador do Portal Splish Splash fica sem grana para pagar os honorários de tão distinto Filósofo Robertocarlista. :)

    ResponderEliminar
  4. Qurido Amigo Armindo...e eh necessário muita grana mesmo para pagar ao distinto filosofo, porque ele não poupou elogios!!!

    Obrigada , mais uma vez pelo convite e pela publicacao da entrevista! E viva RC! E viva a boa musica! E viva a Jovem Guarda!!!!

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil