ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/05/2010

RC9 - Os músicos da banda de Roberto Carlos (Aurino Oliveira)



A banda do cantor e compositor Roberto Carlos, vulgarmente designada por RC9, é comparável à famosa trilogia de Alexandre Dumas, intitulada “Os três mosqueteiros”.

Os 3M, que na verdade eram 4, estavam ao serviço do rei de França, Luís XIII, e os RC9, que na verdade são 17, estão ao serviço do Rei Roberto Carlos.

Mas enquanto os 3M enfrentavam grandes inimigos como o Cardeal Richelieu e seus guardas, além dos huguenotes e dos ingleses, inimigos da Coroa francesa, os RC9 são o séquito real que aqui e além fronteiras apoiam Sua Majestade que no trono salpicado por uma miríade de luzes banhadas por nevoeiro sebastianista, é aclamado pelos seus súbditos ao som de instrumentos musicais regidos pelo seu cavaleiro-mor.

No âmbito das comemorações do cinquentenário da coroação do Rei, os RC9 foram recentemente trazidos à estampa através do site
http://www.rc50anos.com.br/com com fotos e breves palavras de apresentação. São essas fotos e essas breves palavras sobre cada um dos 17 elementos que compõem a banda RC9 que aqui reproduzimos com a devida vénia como reconhecimento por tudo quanto têm feito em prol de Roberto Carlos e dos seus fãs.

Alguns dos elementos já foram alvo de enredos fictícios produzidos pelo autor destas linhas, pelo que se aproveitará para também incluir alguns excertos de tais episódios.

A ideia era publicar este trabalho num só documento, porém, isso iria tornar o artigo demasiado extenso e como tal não muito prático para os estimados leitores. Por isso, decidimos dividi-lo por cada elemento do RC9, sendo que em todos manteremos o presente texto.






Primeiro, em 1964, foram chamados de RC Trio tendo o próprio RC na guitarra, Dedé Marquez na bateria e Bruno no contrabaixo. Roberto Carlos passou a ser só o cantor surgindo então o RC 4 com a entrada de Wanderley no piano e Gato na guitarra. Daí entraram os sopros... e o resto é história. Nos dias de hoje é chamada de RC 9. Com vocês: os músicos que acompanham Roberto Carlos!


------------------------

AURINO OLIVEIRA - Sax Barítono



Sua vida musical teve início em Salvador onde ainda estudante do Colégio Secundário (teve João Gilberto como colega de sala) ingressou na Orquestra Acadêmica. Se profissionalizou em meados de 1945 e desde então não mais parou. Primeiro encontro musical com RC aconteceu na gravação de 1963. Participou de muitas outras e vez por outra de shows mas só se fixou no RC 9 em 1970 (antes músicos de sopro não faziam parte da banda mas eram chamados para participações).


----------------------------

NOTA PRÉVIA:

A matéria que a seguir publicamos, trata-se de bate-papos onde Aurino interveio. Para melhor se entender o sentido das suas intervenções, incluímos, também, os diálogos imediatamente anteriores e/ou posteriores.


--------------------------



7 de Maio de 2008, quarta-feira, 11,07h
................................................


AURINO, exclamando: - Roberto, eu tenho uma…

ROBERTO, interrompendo a exclamação de Aurino, por lhe ter acontecido um incidente: - Puxa vida! Eu tô vendo é que a bateria de meu celular tá pifando, mora! GENIVAAAAAALLLLLL!
…………………………………

AURINO, para Roberto: - Roberto, eu tenho uma…

ROBERTO, interrompendo Aurino: - Aurino, eu tô pedindo minhas folhas pro Dironir e você vem interrompendo, mora! Espere aí um pouco, bicho!
…………………………………

AURINO, intervindo sobre o assunto: - Eu entendo que…

DÁRCIO, aborrecido pelo facto do Aurino ter interrompido o seu argumento: - Olhe aí, Aurino! Então eu tava argumentando sobre o assunto e você me interrompe?
…………………………………...

AURINO, contrapondo: - Dárcio, acontece que eu…

ROBERTO, intervindo: - Aurino, se deixe de coisas, mora! Deixe Dárcio terminar seu raciocínio, e depois fala a seguir, tá?
…………………………………….

ROBERTO – (…) Agora, finalmente, vamos dar a palavra a nosso amigo Aurino, tá? Aurino, diga então o que você pensa deste gravíssimo problema.

AURINO, não acreditando que finalmente iria usar da palavra: - Puxa vida! Finalmente que eu tenho oportunidade de arrumar…

EDUARDO, de celular na mão, dirigindo-se a Roberto: - Olhe aí, Roberto! Tem aqui em meu celular o Erasmo que diz que está há mais de 2 horas tentando ligar pro celular de você que tá sempre dando sinal de ocupado. Então, ele se lembrou de telefonar pra mim, imaginando que eu estava com você nos preparando pros shows em São Paulo. Diz que tem urgência em falar com você, Roberto!
……………………………………..

AURINO, aproveitando a deixa: Olhe aí, Roberto, eu…

ARISTEU, cortando sem querer a palavra a Aurino: - Aurino, não diga que você vai dizer pro Roberto a mesma coisa que eu: se o Mindo foi inventado, então quer dizer que os bate-papos que todos andamos lendo é tudo invenção do Roberto. Porque nós não vimos logo isso, caramba?

AURINO, chateado com Aristeu por lhe ter cortado a palavra: - Não era nada disso que eu ia…

ROBERTO, vendo o tempo passar sem nada falar: - Aurino, tenha paciência, viu? Me deixe continuar meu raciocínio e depois você tem todo o tempo do mundo pra falar, tá?
………………………………………

ROBERTO, rindo-se mas logo a seguir determinante: - Eheheheheh Pessoal, vou prosseguir com minha reflexão sobre este importante caso que a todos diz respeito. Por isso, a partir de agora peço que ninguém interrompa, tá legal?

AURINO, sentindo-se marginalizado: - Roberto, você me desculpe mas de todos, eu sou o único que ainda não falou, caramba!

ROBERTO, quase que abatido: - Aurino, você ao dizer que não falou, já falou, né? Ai, minha Nossa Senhora!
………………………………………

GENIVAL, transando uma de moderador: - Pessoal, vamos lá a ter calma e prestar atenção a nosso Roberto, pôxa! Deixem ele falar.

AURINO, reivindicando mais uma vez o seu direito de falar: - Genival, mas eu sou o único que ainda não falou, pôxa!

GENIVAL, sem meias medidas: - Aurino, não amole, tá? Se não falou, falasse! Deixemos agora Roberto prosseguir, de uma vez por todas!
………………………………………

ROBERTO, satisfeito com a análise do Dedé: - Ora aí está uma observação digna de nota! É assim que eu quero que todo mundo faça e não cada qual falando besteiras que só complicam o achamento de uma solução. E já que o Dedé interrompeu, e muito bem, pra dar seu comentário, vamos aproveitar para, de uma vez por todas, dar a palavra ao Aurino que está há um tempão sem lhe darmos hipóteses de participar nesta importante reunião. Aurino, faça o favor, cara!

AURINO, sem reagir ao convite de Roberto.

ROBERTO, intrigado por o Aurino não dizer nada: - Então, Aurino!? Você sempre reclamando por não poder participar de nossas reflexões, e agora não tem nada pra dizer, mora?

AURINO, reagindo: - Eu só estava fazendo um compasso de espera pra ver se alguém ia me interromper como das outras vezes. Mas agora que passaram estes segundos, tou vendo que desta vez vou poder dar minha importante…

CARMINHA, vindo ao encontro de Roberto com um celular na mão: - Roberto, desculpe interromper, mas acontece que o Dudu ligou pra meu celular, dizendo que tinha urgência em falar com você e que está há um tempão tentando ligar pro seu celular que sempre dá sinal de ocupado. Fale com ele, tá?

AURINO, mais uma vez pensando em voz alta: - Não é possível!
………………………………………….

ROBERTO, contrapondo: - Isso já não vai com convencimentos, Edu! A gente tem que pura e simplesmente terminar com esses bate-papos e assunto arrumado, até porque…

AURINO, interrompendo: - Roberto, eu tenho uma…

ROBERTO, interrompendo a interrupção: - Aurino, tenha paciência, bicho! Cê não vê que eu e Edu tamos falando? Não corte o fio à meada, tá?
………………………………………

CARMINHA, chegando na reunião e intercedendo junto de Roberto: - Roberto, cê tá querendo resolver um problema e me parece que sem querer está criando outro, viu?

ROBERTO, aflito com a intercessão de Carminha: Oi, Carminha! Que bom que você voltou! Que problema eu estou criando sem querer?

CARMINHA, explicando: - De todo o pessoal, existe um elemento que ainda não falou e que se continuarem a não o deixarem falar, isso poderá lhe trazer um problema psicológico.

ROBERTO, de imediato: - Carminha, se você se está referindo ao Mindo, esqueça isso, tá? O Mindo está com seu celular acompanhando nossa reunião tomando nota de tudo. Além disso mais do que falar ele gosta é de escrever. Eheheheheh

ARMINDO, rindo no seu celular: - eheheheheh

CARMINHA, continuando: - Acontece, Roberto, que não estava me referindo ao Mindo, mas sim a Aurino que veio desabafar comigo se sentindo vítima de marginalização de todo pessoal, em especial de você.

ROBERTO, preocupado com mais este problema: - Pô, Carminha! Ninguém marginalizou o Aurino, mora! Onde ele está agora? Foi embora?

CARMINHA, respondendo: Não foi embora, não, Roberto! Foi no banheiro e logo volta.

ROBERTO, dirigindo-se a todos: - Agora ninguém vai poder falar sobre o assunto enquanto Aurino não regressar do banheiro. Vamos todos esperar por ele, tá legal?

CARMINHA, avisando Roberto da chegada de Aurino: - Roberto, Aurino tá chegando!

ROBERTO, dirigindo-se a Aurino: - Oi, Aurino! Você quase que nos causava um problema de consciência, bicho! Porque você não interveio na matéria, cara?

AURINO, respondendo a Roberto: - Roberto, não me lembro quantas vezes tentei falar sem nunca conseguir.

ROBERTO, insistindo: - Mas porquê, Aurino? Cê sempre que ia pra falar ficava afónico, era?

AURINO, explicando: - Nada disso, Roberto! Simplesmente minha intervenção sempre era interrompida por qualquer motivo. Eu sei que não era de propósito, mas você entende que o que é demais é erro, né? E neste momento até tô admirado de não haver nenhuma interrupção. Eheheheheh

TODO O PESSOAL RINDO EM CORO: - Eheheheheh

ROBERTO, numa de afeto para com Aurino: - Olhe aí, Aurino! E o que você queria dizer? Era algo sobre o problema que estamos tratando? Não vai me falar de aumento de salário, não?

AURINO, respondendo: - Logo desde o início eu achei solução pro problema, Roberto!

ROBERTO, expectante: - Achou solução, Aurino? Me diga qual é essa solução, já!

JUREMA e ANA LÚCIA, em coro: - Aurino, se sua solução for a de terminar com os bate-papos, esqueça a ideia sem graça. Nós somos fãs do Mindo, viu?

ROBERTO, chamando a atenção de Jurema e Ana Lúcia: - Puxa vida! Eu disse pra ninguém mais falar e vocês se meteram, mora! E ainda pra mais falando em coro. Parem de falar em coro, mora! Que mania!

ROBERTO, para Aurino: - Aurino, conte então pra nós qual é a sua solução, tá?

AURINO, dando a solução: - Minha solução não é terminar com os bate-papos, pois eu também sou fã do Mindo, não perdendo a leitura de um bate-papo. Minha solução creio ser a mais simples e eficaz.

ROBERTO, impaciente: - Aurino, diga logo qual é a solução, mora! Não deixe a gente na expectativa, viu? Neste momento tá todo mundo centrado em você, esperando saber qual a solução. Você é agora a pessoa mais importante desta reunião, mora!

AURINO, fazendo render o peixe, por ver que estava a ser o alvo das atenções: - Muitas vezes nós é que complicamos o simples. E coisas simples requerem soluções simples. Por isso, nestas circunstâncias o que todos devemos fazer é chegar ao âmago do problema, tentar decifrá-lo e…

ROBERTO, já sem paciência para tanta expectativa: - Aurino, por amor de Deus, cara! Cê agora vai fazer aí um discurso científico sobre a problemática do problema? ME CHAMEM A CARMINHA!

CARMINHA, respondendo a Roberto: - Roberto, não precisa gritar, não! Eu tô aqui. O que você precisa?

ROBERTO, para Carminha: - Me desculpe, Carminha, tá? Eu não preciso de nada. Chamar por você já vem sendo um hábito meu aqui nesta reunião que, na certa, ainda vai parar ao Guinness.

CARMINHA, rindo da saída do Roberto: - eheheheheh Tudo bem, Roberto!

ROBERTO, respondendo: - Tudo bem, não, Carminha! Todos ainda estamos esperando que Aurino diga de uma vez por todas sua grande solução para nosso grande problema!

AURINO, rematando: - Disse bem, Roberto! Para um grande problema, uma grande solução! Eu explico: como sabem, todo bate-papo termina com o habitual aviso “O texto que acabaram de ler é fictício. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência”. Acontece que o Mindo, logo a seguir a essa frase acrescenta sempre uma outra que diz: “A ficção revela verdades que a realidade omite”…

ROBERTO, completando: - A tal frase que o Mindo diz que é do Jasmim Best.

ARMINDO, berrando do celular: - Ó Berto, não é Jasmim Best, mas sim Jessamyn West, pá!

ROBERTO, para Armindo: - Armindo, se deixe de me corrigir, mora! Cê já sabe que esse gajo, digo, esse cara, para mim é sempre Jasmim Best, tá legal?

TODO O PESSOAL RINDO EM CORO: - Eheheheheh

CARMINHA, para Roberto Carlos: - Roberto, estou aqui!

ROBERTO, para Carminha: - Carminha, mas eu não chamei você…

CARMINHA, explicando: - Como todo mundo se riu por causa de você chamar de Jasmim Best a Jessamyn West, logo pensei que você iria gritar: ME CHAMEM A CARMINHA!!!

TODO O PESSOAL, NÃO SE CONTENDO, VOLTA A RIR EM CORO: - Eheheheheh

ROBERTO, rindo também: - Eheheheheh Vocês são demais! Pessoal, vamos continuar ouvindo Aurino na sua solução científica, tá?

AURINO, parando de rir para prosseguir com a explanação da sua solução cientifica: - Ora, o busílis da questão está precisamente nessa segunda frase que contraria a primeira e que, obviamente, deixa todo mundo na dúvida, incluindo aqueles que duvidam da duvida.

ROBERTO, intrigado com a explicação de Aurino: - Caramba, Aurino! Você parece mesmo um cientista falando. Nem estou em mim, mora! Eheheheheh

AURINO, continuando: - Daí que não seja de admirar que com o passar do tempo muitos deixem de ser adeptos da dúvida aderindo à certeza.

ROBERTO, perguntando: - Então cê quer dizer que a solução passa por pura e simplesmente passarmos a excluir essa frase do JB, e está feito!

TODO O PESSOAL RINDO EM CORO: - Eheheheheh

ROBERTO, lixado com o pessoal: - Puxa, vida! Eu não pronunciei o nome do cara de propósito pra vocês não desatarem a rir de mim, e mesmo assim vocês não se contiveram. Ai, meu Deus do céu! Continue, Aurino!

AURINO, parando de rir para continuar a sua explanação: - A solução também não é essa. Isso seria até prejudicial para os fins que temos em vista, ou seja, se nós pura e simplesmente deixássemos de postar esse apoftegma de Jessamyn West ou Jasmim Best como diz nosso Roberto eheheheheh, aí os fãs logo iriam ver que estávamos tentando tornear uma constatação.

ISMAIL – Puxa vida, Aurino! Há caras que tem nome esquisito demais! Quem é esse Apoftegma?

ROBERTO, adiantando-se à pergunta de Ismail: - Ismail, qual cara, qual quê, bicho! Apoftegma é uma palavra que significa uma máxima, ou seja, um dito sentencioso de personagem célebre, como é o caso de Jessamyn West. Eheheheheh É que eu também ando lendo o Dicionário, como o Mindo. Só com uma diferença; o Mindo ainda vai na letra b e eu já tô mais adiantado.

TODO O PESSOAL RINDO EM CORO: - Eheheheheh

ROBERTO, surpreendido pela risada geral: - Porque vocês se estão rindo, desta vez, mora!? Disse alguma coisa de errado?

JUREMA E ANA LÚCIA, em coro: - Roberto, todo mundo se riu porque o normal é pegar dicionário pra consulta e você anda lendo ele como se fosse um romance. Eheheheheh

ROBERTO, indignado com a explicação de Jurema e Ana Lúcia: - Eu já não suporto as meninas sempre falarem em coro, mora! Se o Mindo anda lendo o dicionário, não sei por que razão eu não possa ler, né!? Aurino, continue sua explanação, por favor, tá legal?

AURINO, continuando sua explanação: - Então, eu penso que a solução seria incluir nos bate-papos mais um dito sentencioso de outro personagem, bem mais célebre que a tal Jessamyn West.

ROBERTO, para Aurino: - Puxa vida, Aurino! Porque você esperou mais de 4 horas pra nos dizer essa solução bem bacana, bicho?

AURINO, respondendo a Roberto: - Roberto, me desculpe mas eu prefiro nem comentar essa sua pergunta.

EDUARDO, intervindo sobre a solução de Aurino: - Na verdade, essa é a solução mais científica que eu ouvi até hoje. Mas ela própria nos traz outro problema, que é saber que máxima havemos de arrumar pros bate-papos, ainda por cima de personagem mais célebre do que o Jessamyn West…

ROBERTO, respondendo a Edu: - Edu, tá na cara que o nosso cientifico, se arrumou solução pra uma coisa, também arrumou solução pra outra, né!? Deixemos Aurino continuar explanando sua tese.

AURINO, continuando: - É isso, Roberto! A frase que eu proponho é uma bem legal por se coadunar com os bate-papos. Uma frase que até já foi motivo de o Mindo ter sido vencedor de uma promoção que lhe deu direito a ser premiado com um DVD Duetos, aqui do nosso mais que tudo.

ROBERTO, boquiaberto: - Puxa vida, cara! Que frase foi essa que eu não lembro? E quem foi esse personagem célebre que o Mindo citou?

AURINO, satisfazendo a curiosidade de Roberto e de toda a equipa, numa de orador: - Minhas Senhoras e meus Senhores, Meninas e Meninos: tenho a honra e o grato prazer de apresentar pra todo mundo a frase que doravante constará dos famosos bate-papos: “Às vezes as mentiras também ajudam a viver”. Essa é uma máxima da autoria do mundialmente consagrado Roberto Carlos Braga, para quem eu peço uma grande salva de palmas!

(Na impossibilidade de reproduzir por escrito tamanha ovação, o autor deste texto deixa isso à imaginação dos estimados leitores)

ROBERTO, emocionado, falando para Armindo: - Oi, Mindo! Cê ouviu a solução de Aurino? Eu acho ela bem legal e você, cara?

ARMINDO, também emocionado: - Claro que acho que foi encontrada a melhor solução e que o Aurino está de parabéns. Se não fosse ele, se calhar amanhã por esta hora ainda estaríamos aqui discutindo o sexo dos anjos. Eheheheheh Grande Aurino, carago!
……………………………………

A SEGUIR:

CLÉCIO FORTUNA - Sax Alto

Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

6 comentários:

  1. Fico emocionada ao ler este bate-papo, porque consigo imaginar o "rei" aqui, mais perto...é de uma simpatia contagiante.:)
    bji gde. Posso pedir-te que lhe dês um bji meu e um abraço do meu pai, que o adora?;)
    P.S: o que me ri com o teu comentário! (qto aos contos, mal passe a festinha do pimpolho, recomeço em força)

    ResponderEliminar
  2. vai entao uma salva de palmas para Aurino!!

    ResponderEliminar
  3. O Aurino é um dos músicos mais competentes , humildes e atenciosos da famosa e rica equipe do rei!

    Derbson Frota
    Tianguá CE
    twitter.com/derbsonfrota

    ResponderEliminar
  4. Reportagem sensacional!!!!!!!!! Que competencia, educacao musical e talento!!!!!!!!!!!

    Parabens Aurino!!!!!!!!!!!!!

    E este bate papo que ateh a Carminha entra na danca!!!!!rsrsrsrsrsrssssssss


    Abracoeduardolageanos!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  5. Armindo, meu mano,

    esses seua bate-papos são formidáveis, e o Aurino é sensasional.
    Nos shows eu fico deslumbrada com o Roberto, mas olho em volta também....

    Beijos,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  6. GRANDE AURINO TRABALHEI COM ELE 8 ANOS NA ORQUESTRA ED MACIEL, VEIO DE BAIXO E SE TORNOU UM TOP EM SAXOFONES TANTO BARITONO (SUA ESPECIALIDADE) MAS COM UM TENOR SAI DE BAIXO. FOI UM GRANDE AMIGO QUE NÃO CONSEGUI MAIS BATER UM PAPO

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil