Obra de Leminski ganha destaque na Europa

Do Texto: A obra do escritor prolífico, versátil e multitalentoso voa mais alto com o lançamento de edições de sua obra na Espanha e na Itália, além da mostra M

Múltiplo-Leminski

Obras chegam à Itália e Espanha e exposição Múltiplo Leminski abre em Roma

Com um processo criativo único, Paulo Leminski é um dos nomes mais cultuados e com aura pop da literatura brasileira nos últimos anos. Agora, a obra do escritor prolífico, versátil e multitalentoso voa mais alto com o lançamento de edições de sua obra na Espanha e na Itália, além da mostra Múltiplo Leminski, que abre para visitação na capital italiana no Instituto Guimarães Rosa. Tudo para coroar um momento especial para um autor que vem sendo redescoberto por novas gerações de leitores. 

Para conhecer mais a obra de Leminski: https://pauloleminski.com.br 

Conheça a mostra: www.mutiploleminski.com.br

“A obra de meu pai sendo traduzida para tantas línguas é o reconhecimento e consagração do seu trabalho e da sua trajetória. Contribuir com a divulgação e difusão da sua produção no exterior é um grande orgulho e satisfação, tanto como representante de seu legado quanto como produtora cultural", avalia Aurea Leminski, que junto da mãe Alice Ruiz e da irmã Estrela Ruiz Leminski divide a curadoria da exposição. “A exemplo de Lisboa, no ano passado, a montagem da Múltiplo Leminski em Roma também é produzida localmente. Para criar uma ambientação, acrescentamos documentos originais, como objetos afetivos, e criamos uma atmosfera leminskiana com recursos de áudio e vídeo, para complementar o mergulho na vida e obra de Paulo Leminski”, acrescenta Aurea.

Ela está em Roma para a montagem e participará de uma mesa redonda para o lançamento de “Distratti vinceremo”, edição italiana para “Distraídos venceremos”. Com tradução do poeta Massimiliano Damaggio e revisão de Tuti Maioli, este será o primeiro lançamento de Leminski na Itália e chega pela editora L'arcolaio.

“Quando jovem, eu frequentava a casa de Paulo e Alice e fui contatado por ela para ajudar na revisão da obra. O Massimiliano fez uma tradução espetacular, pois o resultado está – além da qualidade – muito sensível e carinhoso com a obra original”, conta Tuti. “Essa tradução é um presente para o público e também para mim, pois mostra que esse poeta que admiro tanto e que fez a poesia ser pop está com uma obra viva e sendo valorizada”, ele conclui.

Além da edição italiana, o clássico “Agora é que São Elas” se torna “Ahora es que son ellas” na Espanha. Segundo livro de Paulo Leminski publicado pela editora Libros de la resistencia (o outro foi “Catatau”, em 2019), essa obra foi contemplada no Programa de Apoio à Tradução e Publicação de Autores Brasileiros no Exterior, da Biblioteca Nacional, com apoio da Embaixada do Brasil em Madri.

Hoje consagrado como um dos nomes mais importantes e vibrantes da literatura brasileira, Leminski nasceu em Curitiba, em 1944, e fez de sua vida uma busca contínua pelo sublime. Seja pela procura religiosa, que despertou precocemente a vontade de ser monge, levando- o a passar parte da juventude no Mosteiro de São Bento, em São Paulo, seja até na filosofia zen que marcou sua obra, passando pelo minimalismo do dia a dia dos haicais. Esta forma poética japonesa, aliás, teve no autor um de seus grandes divulgadores no Brasil.

Em 1975, começa uma série de lançamentos de trabalhos que se tornaram marcos na literatura brasileira, com “Catatau”, em prosa, e os escritos poéticos independentes “Quarenta clics em Curitiba” (com o fotógrafo Jack Pires), em 1976, e “Não fosse isso e era menos não fosse tanto e era quase” e “Polonaises”, ambos de 1980. A repercussão destes trabalhos foi base para o inovador “Caprichos e relaxos” (1983). Quatro anos depois, Leminski lança seu último livro em vida, o cultuado “Distraídos venceremos”.

Como tradutor, Leminski trouxe para nossa língua textos de autores plurais como Matsuó Bashô, Beckett, James Joyce e John Lennon. Como compositor, escreveu mais de 100 canções, sozinho e em parceria, e teve suas composições gravadas por estrelas da MPB como Caetano Veloso, Itamar Assumpção, Ney Matogrosso, Paulinho Boca de Cantor e Moraes Moreira.

A sua filha Estrela Ruiz Leminski lançou em 2014 o álbum “Leminskanções”, uma releitura de composições do pai e já levou o respectivo show para a mostra itinerante em várias cidades, com participações especiais de grandes nomes da MPB, como Arnaldo Antunes, Zélia Duncan, Moraes Moreira, José Miguel Wisnik, Carlos Careqa, Marinho Gallera, entre outros. No ano seguinte, compilou as músicas do pai em um songbook, com partituras e cifras que podem ser baixadas de modo gratuito.

Confira uma playlist com faixas icônicas de autoria do poeta: https://spoti.fi/3PIL7Pl 

Baixe o songbook de modo gratuito: http://www.pauloleminski.com.br/songbook/livro-cancoes-paulo-leminski.html 

Em 2013, a carreira de Leminski experimentou um renascimento com o lançamento pela Companhia das Letras da cultuada coletânea “Toda Poesia”, best-seller com a obra poética completa, organizada por Alice Ruiz, que acompanhou toda a produção. Esse trabalho apresentou o autor para toda uma nova geração de leitores. 

Enquanto o público europeu se encanta com essas novidades, os leitores brasileiros podem conferir a Múltiplo Leminski em cartaz pelo Brasil. Atualmente, a exposição está aberta com classificação livre e entrada gratuita, em Porto Alegre, no Centro Cultural da UFRGS. 

Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !