Autor cearense publica épico de fantasia com enredo no coração da Floresta Amazônica

Do Texto: Nesta aventura, o protagonista vai viver temporariamente em uma pensão, onde conhece nomes importantes para sua trajetória.

Capa do livro "Além do Véu" de Igor Girão

Militante pela acessibilidade cultural, Igor Girão lança "Além do Véu" também em audiolivro com proposta de ampliar acesso

Quando o cearense Igor Girão desenvolveu uma doença neurológica que o deixou com baixa visão e cadeirante, ele continuou a reforçar seu compromisso com a escrita e a literatura. Militante pela acessibilidade cultural, o bibliotecário foi a primeira pessoa do Brasil com deficiência múltipla a se tornar mestre em Ciência da Informação. Agora, o profissional dá mais um passo em sua carreira ao publicar o livro de fantasia Além do Véu, que conta com versões física, digital e em audiobook. 

O enredo de alta fantasia e aventura acompanha Samuel, um ateu e guarda florestal na Amazônia que protege as riquezas naturais da região. Após sua morte repentina, vira um anjo aprisionado ao corpo físico que precisa cuidar de uma jovem de Fortaleza. Ele obtém novos poderes, mas não consegue liberar armas e asas típicas dos seres angelicais. 

Nesta aventura, o protagonista vai viver temporariamente em uma pensão, onde conhece nomes importantes para sua trajetória. Um deles é Izac, mestiço fruto de uma relação entre uma criatura divina e um ser humano. Porém, esses relacionamentos são proibidos pelos anjos, e, por isso, quem nasce a partir da miscigenação é colocado à margem e obrigado a encontrar meios alternativos para sobreviver. 

Muita gente luta para ficar, muita gente vai embora e chora querendo ficar.
As pessoas vivem determinadas pelo tempo e pelo clima, mas não esmorecem,
não falta a coragem e o trabalho para esperar dias melhores.
Quando chove tudo fica verde e tudo parece que vai se resolver.
Chuva passa, os meses mudam, o verde vai e o amarelo vem.
Tudo fica seco e até o vento é morno, mas o povo não esmorece, porque dias melhores sempre vêm.
O povo não amolece porque melhor viver e ter esperança, ter coragem, do que ser forasteiro e humilhado...
melhor ser dono do destino do que tentar a sorte em terras estranhas. 
(Além do Véu, pg. 58) 

A narrativa é uma jornada sobre sacrifícios, autoconhecimento e superação. Em muitos momentos, Samuel tem que testar a humildade e a sabedoria que guarda em si, ao mesmo tempo que se adapta a uma realidade fantástica e adversa. 

Com Além do Véu, Igor Girão quer incentivar outras pessoas com deficiência a explorar as possibilidades de criações de mundos e sonhos. Por isso, a obra também está disponível gratuitamente no Spotify. Cada episódio na plataforma de streaming de áudio é referente a um capítulo. 

Ficha técnica 
Título: Além do Véu 
Autor: Igor Peixoto Torres Girão 
ISBN/ASIN: B09RHP2NZ3 
Páginas: 508 (e-book) e 389 (impresso) 
Preço: R$15 (e-book) e R$ 70 (impresso) 
Onde comprar: na Amazon e com o autor pelo e-mail igor.peixoto310@gmail.com 

Sinopse: Depois de um evento sobrenatural no seio da floresta amazônica, o guarda florestal Samuel se vê enredado no meio de acontecimentos que desafiam os pilares do que, para ele, eram a realidade. “Além do Véu” apresenta um anjo que viveu como ateu e agora precisa acreditar que é um herói, mas será que ele é mesmo? Nessa eletrizante narrativa, as percepções de bondade e maldade se misturam e se convergem sob as faces de uma história de amor e sacrifício, de autoconhecimento e superação, de aprendizado e perdão. É perigoso subestimar o papel de qualquer pessoa. Somos responsáveis pelo nosso destino, ou tudo já foi escrito? 

Sobre o autor: Igor Peixoto Torres Girão é formado em Biblioteconomia e mestre em Ciência da Informação, tornando-se a primeira pessoa do Brasil com deficiência múltipla a obter um mestrado em sua área. Atualmente, ele é o responsável pelo setor de leitura acessível da Biblioteca Pública Estadual do Ceará (Bece) e militante pela acessibilidade cultural no estado cearense. Em 2018, ganhou o prêmio Valdo Pessoa por sua contribuição para a sociedade naquele ano. Jogador de RPG e escritor do livro “Além do Véu”, o autor defende que os conteúdos culturais devem ser acessíveis às pessoas com diferentes condições. Instagram - Facebook - Spotify
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !