Funarte e UFRJ promovem o espetáculo ‘Macunaíma’, no Theatro Municipal do Rio

Dois autores em cena na peça "Macunaima"

Baseado na obra de Mário de Andrade, balé integra as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 22

O Theatro Municipal do Rio de Janeiro, no Centro da capital fluminense, apresenta o balé inédito Macunaíma, baseado no livro homônimo de Mário de Andrade. O espetáculo tem estreia mundial nesta quinta-feira, 22 de setembro, às 19h. A montagem de dança foi encomendada pela Fundação Nacional de Artes – Funarte, em parceria com a UFRJ, por meio do programa Arte de Toda Gente, que engloba os projetos Bossa Criativa, UNO e Sinos. A iniciativa conta com o apoio do Theatro Municipal do Rio e de sua Associação de Amigos e integra as comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 1922.

O balé tem um ato, quatro quadros e, como cenário inicial, a Floresta Amazônica, na região do Rio Uraricoera, terra natal de Macunaíma. A narrativa também é contada por meio da linguagem audiovisual. Os bailarinos contracenam com imagens e, em muitos momentos, “entram e saem da tela”. A trilha sonora traz música do compositor Ronaldo Miranda, especialmente criada para a obra e interpretada pela Orquestra Sinfônica e Ballet do Theatro Municipal, com coreografia inédita de Carlos Laerte. A concepção e o roteiro são assinados pelo maestro e coordenador do projeto Sinos, André Cardoso.

Macunaíma traz algumas peculiaridades, como os tons característicos das obras dos grandes pintores da história— o amarelo de Anita Malfatti; o azul cobalto de Portinari; o verde de Ismael Nery; o azul claro de John Graz; o laranja de Di Cavalcanti; o rosa de Milton Dacosta; e o vermelho de Tarsila do Amaral. O cenário é composto de material reciclado pelo Coletivo Trouxinha da UFRJ. Espelhos servem de cenário para a confecção da arte urbana, especialmente elaborados pela equipe de grafiteiros do Museu do Grafite. O figurino é resultado de uma releitura do acervo do TMRJ.

A temporada de Macunaíma começa no dia 22, com estreia mundial, às 19h. Nos dias seguintes, 23 e 24 de setembro, as apresentações são realizadas no mesmo horário. Já no dia 25, último dia, o balé será encenado às 17h. Os ingressos custam entre R$ 20 e R$ 80.

Ficha técnica:
Concepção e roteiro: André Cardoso | Música: Ronaldo Miranda | Coreografia: Carlos Laerte|Regência: Jésus Figueiredo | Supervisão artística: Hélio Bejani e Jorge Teixeira |Direção de imagem e fotografia: Igor Correa | Com: Orquestra Sinfônica do Theatro Municipal e Ballet do Theatro Municipal |Direção artística TMRJ: Eric Herrero

Saiba mais sobre o programa Arte de Toda Gente
O Arte de Toda Gente (artedetodagente.com.br) foi criado por meio de parceria entre a Funarte e a UFRJ, com curadoria da Escola de Música da Universidade. Ele é composto pelos projetos Bossa Criativa (www.bossacriativa.art.br), Um Novo Olhar (www.umnovoolhar.art.br) e Sistema Nacional de Orquestras Sociais (www.sinos.art.br) e envolve artistas e educadores, compartilhando cultura e conhecimento.

Balé ‘Macunaíma’
Classificação: 14 anos
Temporada: estreia mundial, dia 22 de setembro (quinta-feira), às 19h | 23 e 24 de setembro (sexta-feira e sábado), às 19h | 25 de setembro (domingo), às 17h
Ingressos:
Frisas e camarotes: R$ 80 (ingresso individual) | Plateia e balcão nobre: R$ 60 |Balcão superior: R$ 40 | Galeria: R$ 20
Local: Theatro Municipal do Rio de Janeiro
Endereço: Praça Floriano, s/nº - Centro, Rio de Janeiro
Realização: Fundação Nacional de Artes – Funarte | Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) | Curadoria: Escola de Música da UFRJ | Petrobras | Fundação Theatro Municipal do Rio de Janeiro | Associação dos Amigos do Theatro Municipal | Fundação José Bonifácio 
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !