7 maiores marcadores do envelhecimento da pele: Seven Skin Ages

É no mínimo curioso, mas os 7 grandes marcadores do processo de envelhecimento da pele começam, em inglês, com a letra S, de Skin.


Com o objetivo de evitar o envelhecimento acelerado do tecido cutâneo, pesquisas buscam maneiras de lidar com...


Sun (sol), Sugar (açúcar), Smoking (cigarro), Stress (estresse), Sleep (sono), Skin Care (cuidados com a pele) e Second (segundos, no sentido do envelhecimento natural) são considerados como os maiores marcadores do envelhecimento da pele

São Paulo – 14/06/2022 - É no mínimo curioso, mas os 7 grandes marcadores do processo de envelhecimento da pele começam, em inglês, com a letra S, de Skin. Com o objetivo de evitar o envelhecimento acelerado do tecido cutâneo, pesquisas buscam maneiras de lidar com: Sun (sol), Sugar (açúcar), Smoking (cigarro), Stress (estresse), Sleep (sono), Skin Care (cuidados com a pele) e Second (segundos, no sentido do envelhecimento natural). Chamados de Seven Skin Ages, esses marcadores foram objetos de diversas tendências. Especialistas explicam mais sobre os marcadores:

SUN: Não tem jeito, o sol é considerado o mais importante agressor da pele e de suas estruturas. “A exposição solar crônica, sem a proteção adequada, leva a um dano cumulativo, inclusive no DNA celular; é isso que acelera o envelhecimento da pele, inflama o tecido cutâneo, causa manchas, piora o melasma e aumenta o risco de câncer de pele”, explica a Dra. Valéria Campos, professora convidada do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina de Jundiaí e Pós-Graduada em Laser e Dermatologia pela Harvard Medical School, que cita alguns tópicos importantes sobre os filtros solares: “A aplicação deve ser feita 30 minutos antes da exposição solar. O filtro deve ser reaplicado ao longo do dia. E, em sua composição, é fundamental que tenha proteção eficiente contra as radiações UVA e UVB, mas também contra a luz visível e o calor (Infravermelho). É isso que chamamos de filtro solar de amplo espectro”, explica a médica. “Como os raios UVA, UVB, luz visível e calor estão ligados à inflamação, ao dano oxidativo e à produção de enzimas que degradam colágeno, resultando em uma pele mais flácida, com rugas e manchas, é necessário apostar em ativos antioxidantes que reforcem a proteção da pele”, diz a médica. No mercado, existem fotoprotetores que contêm, no mínimo, FPS 30 e proteção de amplo espectro (UVA/UVB/Infrared), como é o caso do protetor solar Bonelli Solare, da Be Belle, que ainda confere ação hidratante, antioxidante e rejuvenescedora. “Caso seu filtro solar não tenha esse tipo de proteção antioxidante, será necessário formular um produto com Shield MLDA e OTZ 10. O primeiro é um peptídeo extraído do café torrado, que tem a capacidade de absorver a luz visível/azul neutralizando os malefícios desta radiação. OTZ 10, por outro lado, é um antioxidante poderoso que tem a capacidade de neutralizar os danos gerados pelo calor e raios UVA”, explica a farmacêutica Patrícia França, gerente científica da *Biotec Dermocosméticos. “A fórmula ainda pode ser enriquecida com CoffeeSkin®, uma combinação de ativos vegetais antioxidantes, que reduz os danos causados pelos raios UV, e auxilia no combate ao envelhecimento”, completa Patrícia.

SUGAR: Ligado a processos altamente inflamatórios no corpo, o açúcar (quando ingerido em excesso) é um vilão para as fibras de colágeno e elastina, que se tornam endurecidas, perdendo maleabilidade, flexibilidade e capacidade de sustentação, quando ocorre um processo chamado glicação. “O açúcar também está ligado ao aparecimento de manchas. Essa inflamação constante pelo excesso de açúcar, comum na dieta ocidental, leva a um acúmulo de radicais livres ou AGEs (espécies avançadas de glicação). Eles são altamente inflamatórios e envelhecem precocemente o sistema, sendo necessário produtos tópicos e orais para ação antiglicante e desglicante”, diz a Dra. Valéria. “Muitos estudos sugerem que a alta carga glicêmica desses alimentos está associada à ocorrência e gravidade da acne vulgar em pacientes predispostos, pois favorece o aumento da secreção sebácea, a obstrução dos poros e a inflamação da pele”, explica a dermatologista Dra. Paola Pomerantzeff*, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD). “Para o tratamento tópico, podemos usar Alistin, um peptídeo mimético derivado da carnosina. Ele neutraliza os radicais livres e impede a glicação do colágeno. Mas é fundamental associar o tratamento oral com Glycoxil®, um dipeptídeo biomimético da carcinina, com maior biodisponibilidade, pois possui ação antiglicante por impedir a união da proteína com a molécula de glicose; desglicante por promover a separação da glicose deixando a proteína livre; e antiglicoxidante por impedir a formação dos AGEs e sua oxidação”, explica Patrícia França.

STRESS: Não só a acne, mas diversas patologias de pele – e até mesmo o envelhecimento – sofrem influência do estresse. “Ele potencializa o estudo inflamatório, diminuindo o tempo de vida das células e acelerando o envelhecimento da pele”, diz a dermatologista Dra. Valéria. “O estresse também pode interferir de maneira importante no nosso microbioma. Há um crescente campo de pesquisas que mostra como nossos micróbios comensais - as populações nativas de bactérias, vírus e fungos que colonizam nossa pele - melhoram nossa saúde”, diz o dermatologista Dr. Daniel Cassiano*, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Para combater os efeitos do estresse na pele, a farmacêutica indica o sérum senolítico oral, fórmula exclusiva da Biotec que conta com Modulip e Glycoxil. O sérum oral senolítico é formulado com dois poderosos ativos: Modulip GC e Glycoxil. “Quando falamos em envelhecimento da pele, o que também engloba a senescência celular, podemos dizer que ele é ocasionado por um conjunto de fatores como a epigenética (como o ambiente modifica o DNA celular), encurtamento de telômeros, disfunção mitocondrial, estresse crônico, resistência insulínica entre outros. E dentro deste conjunto o estresse crônico é o grande maestro na regência da orquestra que tem o cortisol (considerado o hormônio do estresse) como o principal instrumentista e responsável pela inflamação crônica de baixo de grau”, explica Patrícia. “O estresse crônico promove a liberação de grandes quantidades de radicais livres levando ao quadro de estresse oxidativo que contribui para um aumento de cortisol e também a uma busca maior por alimentos processados, carboidratos e açúcares que irão promover o fenômeno conhecido como glicação. Esse fenômeno levará à formação de AGES (produtos finais de glicação avançada) que afetam o colágeno da pele, com consequente aceleração do processo de envelhecimento”, acrescenta. A união dos ativos é indicada para combater essa cascata de danos, agindo na modulação do cortisol (Modulip GC) e glicação (Glycoxil). “Quanto ao produto tópico, Hyaxel é o principal ativo, já que combate os efeitos do cortisol na pele. Quando há presença de cortisol, ocorre uma diminuição da secreção de Ácido Hialurônico, favorecendo o processo de dermatoporose, comum ao envelhecimento cutâneo. Estudos realizados com Hyaxel® demonstraram que o ativo diminui o impacto do cortisol na pele, sendo dosedependente. Quanto maior a concentração de Hyaxel®, maior a secreção de ácido hialurônico”, explica Patrícia.

SLEEP: “O sono é essencial para que haja reparo e regeneração celular. Mas alterações no ciclo circadiano podem afetar a produção de hormônios, comprometer nossa defesa antioxidante natural, afetando a imunidade também da pele”, diz a Dra. Valéria. Com isso, há mais inflamação. A forma como dormimos também é um ponto a ser observado: “Dormir com o rosto virado para qualquer um dos lados ou de bruços acelera o aparecimento de demarcações, linhas finas e rugas”, completa. Nos tratamentos com a pele, Patrícia França indica Overnight Repair, formado por biopeptídeos que ajudam a ressincronizar os genes do ciclo circadiano, combatendo o estresse oxidativo e os danos celulares, intensificando o ciclo de reparação celular noturno e promovendo hidratação intensa e duradoura.

SKIN CARE: O uso do protetor solar é fundamental, mas não adianta simplificar a rotina de cuidados com a pele usando apenas ele. “A limpeza assim como a hidratação são fundamentais, principalmente com o uso de substâncias antioxidantes, antipoluentes, antiglicantes, além de peptídeos, vitaminas, minerais, pré e probióticos, que são importantes para manter íntegra e protegida a barreira da pele”, explica a Dra. Valéria. Segundo Patrícia França, algumas dessas substâncias fundamentais incluem Progeline, Ascorbosilane C e Hyaxel em produtos tópicos e Exsynutriment para suplementação oral. “Progeline é um peptídeo biomimético de três aminoácidos de Elafin, um inibidor enzimático envolvido na integridade da matriz extracelular. Progeline diminui a síntese de progerina, um novo biomarcador de envelhecimento envolvido na senescência celular da pele. Já Arcorbosilane C é uma Vitamina C vetorizada pelo Silício Orgânico, com ação antiaging, reestruturadora da derme, antioxidante global, além de estimular a síntese de colágeno e oferecer ação despigmentante. Hyaxel, por sua vez, é um ácido Hialurônico de baixo peso molecular vetorizado pelo silício Orgânico, com potente ação antiaging, de forma a intensificar a renovação epidérmica, promover hidratação cutânea, melhorar a cicatrização e aumentar a produção de colágeno”, explica a farmacêutica. Ativos como resveratrol também são fundamentais: o ativo está presente no Gel-Creme Complex Antissinais, um hidratante anti-idade desenvolvido pela Età Cosmetic que conta com uma associação de ativos naturais biotecnológicos que agem sinergicamente para impedir os danos causados pelos radicais livres, aumentar a quantidade de fibras de colágeno e elastina e melhorar a densidade e integridade da pele. “Na fórmula oral, Exsynutriment®, o silício orgânico de Mônaco, tem elevada biodisponibilidade para estimular fibroblastos, aumentando a produção de proteínas estruturais, incluindo colágeno, elastina e ácido hialurônico”, completa. 

SMOKING: “Parar de fumar é fundamental para desacelerar o envelhecimento, minimizar complicações cirúrgicas e dermatológicas relacionadas ao tabagismo e melhorar as condições de saúde como um tudo, o que impacta diretamente no tecido cutâneo. Cada cigarro fumado é responsável por diminuir o fluxo de sangue para o tecido cutâneo e cabelos, o que afeta seriamente a nutrição dessas células. Com isso, há uma perda do brilho natural, da hidratação, um amarelamento do tecido cutâneo e aceleração de processos de hiperpigmentações, rugas e linhas”, diz a médica Dra. Valéria. Fumantes passivos também precisam ficar atentos: “Na fumaça do cigarro existem radicais livres e outras moléculas que tem o poder inflamatório, aumentando estresse oxidativo. Além disso estudos mostram diminuição da quantidade de oxigênio na pele após um só cigarro”, diz a Dra. Beatriz Lassance*, cirurgiã plástica membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. “Como o cigarro aumenta a inflamação e a oxidação, prejudicando também a nutrição celular, é necessário utilizar suplementos que combatem a inflamação, como é o caso do FC Oral; que tenham ação antioxidante, como a Vitamina C e o Glycoxil; e que aumentem a nutrição celular, como In.Cell, um ingrediente funcional preparado a partir da gema do ovo esterilizada rica em DHA. Ele contém aminoácidos essenciais, lipídeos e ácidos graxos mono e poli-insaturados (ômegas 3, 6, 7 e 9) nas proporções adequadas para o consumo humano”, conta Patrícia.

SECOND: O último ‘S’ do envelhecimento é o second. “A cada segundo estamos em um processo de envelhecimento natural, mas acelerado por outros fatores dos Seven Skin Ages. Com o tempo, sofremos um declínio da produção natural de antioxidantes, uma queda no metabolismo que afeta a bioenergia das células da pele e o próprio encurtamento dos telômeros, que são as extremidades do DNA com a função de protege-los. Mas na medida em que nossas células se dividem para se multiplicar e para regenerar os tecidos e órgãos do nosso corpo, a longitude dos telômeros é reduzida e eles vão ficando mais curtos”, explica a médica Dra. Valéria. “Além de Exsynutriment para o aumento de proteínas estruturais, é recomendada também a suplementação para melhorar a performance mitoncondrial com Bio-Arct, uma biomassa marinha que aumenta a produção energética e o metabolismo celular liberando arginina e citrulina. Sua composição única possibilita a ativação da mitocôndria fornecendo micronutrientes e fonte de nitrogênio ao organismo. Com isso, há uma ação antioxidante e protetora do DNA para a pele”, finaliza a farmacêutica.

                                                                 ✳✳✳

*BIOTEC DERMOCOSMÉTICOS: Biotec Dermocosméticos disponibiliza às farmácias magistrais, à área dermatológica e de medicina estética os mais modernos e inovadores conceitos de beleza e matérias-primas. A empresa busca associar às tendências mundiais à realidade do consumidor brasileiro, cada vez mais exigente e sedento por novidades que ofereçam qualidade de vida e bem-estar. Instagram: @biotecdermocosmeticos
*DR. DANIEL CASSIANO: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica. Cofundador da clínica GRU Saúde, o Dr. Daniel Cassiano é formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP) e Doutor em medicina translacional também pela UNIFESP. Professor de Dermatologia do curso de medicina da Universidade São Camilo, o Dr. Daniel possui amplo conhecimento científico, atuando nas áreas de dermatologia clínica, cirúrgica e cosmiátrica. Instagram: @clinicagrusaude
*DRA. PAOLA POMERANTZEFF: Dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD), tem mais de 10 anos de atuação em Dermatologia Clínica. Graduada em Medicina pela Faculdade de Medicina Santo Amaro, a médica é especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, e participa periodicamente de Congressos, Jornadas e Simpósios nacionais e internacionais. Instagram: @drapaoladermatologista
*DRA. BEATRIZ LASSANCE: Cirurgiã Plástica formada na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e residência em cirurgia plástica na Faculdade de Medicina do ABC. Trabalhou no Onze Lieve Vrouwe Gusthuis – Amsterdam -NL e é Membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, da ISAPS (International Society of Aesthetic Plastic Surgery) e da American Society of Plastic Surgery. Além disso, é membro do American College of LifeStyle Medicine e do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida. Instagram: @drabeatrizlassance

 

Também pode ler:

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !