ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

16 de novembro de 2014

Subsídios para uma radiografia do Rei




Por: Armindo Guimarães
Diplomado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins
Facebook
https://www.facebook.com/armindo.guimaraes


Existem letras da autoria de Roberto Carlos Braga que dão que pensar. E, como se não bastasse, dentro delas há frases cujo conteúdo, em termos literários, se classifica de divinais e que só numa mente aberta e esclarecida como a de um Rei e de um Dinossauro da Música Popular Brasileira é possível encontrar.

Creio que ninguém duvida que as letras de Roberto Carlos não surgem por acaso, ou seja, todas elas lhe dizem ou disseram algo, o que o mesmo é dizer que lhe saíram do peito, caso contrário não as escreveria e muito menos as cantaria. Veja-se, a título de exemplo “As rosas não falam”, que sempre se recusou a cantar, quiçá por pensar que, no fundo, as rosas também falam.

Na verdade, quem já recebeu uma rosa de alguém, não precisou, seguramente, que esse alguém lhe dissesse o porquê do gesto, o porquê da oferta, pois que, nesse mesmo instante a rosa falou!

Atentemos em “As Folhas de Outono” e facilmente ouviremos os queixumes duma árvore, seus troncos e suas folhas. Pelo menos, é o que eu sinto sempre que a ouço e cuja sensação decidi partilhar em artigo publicado no Portal Clube do Rei sob o título Seminuas e feridas, com o pseudónimo de João Gonçalves, em honra do avô materno que nunca logrei conhecer.

Além disso, a vasta obra de Roberto Carlos fala por si, pois tanto canta o amor, como o desamor, a amizade, a religião, a ecologia, o passado, o presente e o futuro.

Entre aquelas que melhor o retratam e nos dão uma autêntica radiografia da sua personalidade; sua meninice, sua eterna juventude, seus medos, suas alegrias, seus receios e suas esperanças, gostaria de citar a título de exemplo, as seguintes:

QUERO QUE VÁ TUDO PRÓ INFERNO - A rebeldia à flor da pele;
AMIGO - A amizade suprema;
MINHA TIA - As coisas podem mudar, mas o afecto, esse, continua sempre no coração;
LADY LAURA/MEU QUERIDO MEU VELHO MEU AMIGO - Amor pelos pais. Para sempre!
TRAUMAS - Na infância e não só, sem dúvida que às vezes as mentiras também ajudam a viver;
CAVALGADA - O amor sublime;
DESABAFO - O amor/desamor;
A GUERRA DOS MENINOS - A paz feita realidade;
TUDO PÁRA - Quando todo mundo se deixa contagiar, a cidade é um coração no seu todo;
AS BALEIAS - O grito ecológico;
O GOSTO DE TUDO - O amor como bebida espiritual;
O PORTÃO - Todo fim pode ser um princípio;
O PROGRESSO - O manifesto pela civilização na verdadeira acepção da palavra;
ACRÓSTICO - A paixão, o reconhecimento e a dedicatória sentida;
EMOÇÕES - A retrospectiva.

Outras obras haverá, certamente, que melhor retratem a personalidade do Rei, mas essas deixá-las-ei à consideração dos milhares de fãs espalhados pelos quatro cantos do mundo.

Finalmente, este pequeno apontamento não ficaria completo sem lembrar a valiosa parceria que sempre acompanhou Roberto Carlos - o seu amigo de fé, seu irmão, camarada Erasmo Carlos, que muito contribuiu e contribui para a valorização da sua obra.

Matéria publicada em 23-9-2005 no Portal Clube do Rei

COMENTÁRIOS

FRIEND escreveu em 22/5/2008
Aplausos ao amigo (Cavaleiro dos Templos) e fazãoooooo do senhor RC.
                         
AZUL41 escreveu em 15/5/2007
Não é por acaso que eu digo que quando Roberto Carlos canta, estabelece entre ele que está a cantar e seu admirador, fã, amigo incondicional uma comunicação, que só ele sabe fazer, da forma mais simples e ao mesmo tempo com uma grandeza extraordinária, é dessa forma que Armindo aqui o descreve. Excelente o teu comentário amigo.

IATREVER escreveu em 23/12/2005
Impressionante! A tua sensibilidade é muito grande, quando dizes que as rosas também falam, é totalmente certo; acho que muitas vezes essa linguagem é mais eloquente. Afinal, esse retrato que fazes ao rei, tem muito que ver com a natureza das pessoas que amamos todo o tempo e é por isso que Roberto Carlos nos toca ao coração directamente.

MANACAROL escreveu em 18/10/2005
Armindo é sempre um show

RMAS escreveu em 2/10/2005
Adoro quando os membros fazem essas análises além da obra, pura e simples, do Rei. Isso prova porque ele é o Rei.

PILATTIS escreveu em 24/9/2005
Adorei grande Armindo. Vejo que o "problema" que te causei com aquele meu tópico de "canções que exigem conhecimento prévio" lhe rendeu bons frutos, hehehe. Abração!

EVEFRC escreveu em 23/9/2005
Muito boa, Armindo! Abraços!
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis