Galiza e Norte de Portugal unidos para aumentar turistas de “ano para ano”

Valença e Tui cumprem tradição pascal do “Lanço da Cruz” Os padres das aldeias de Cristelo Côvo, em Valença, e de Sobrado, em Tui, na Galiza, cruzam o rio Minho de barco,
para cumprir a tradição do "Lanço da Cruz". Cruz Portuguesa no regresso a Cristelo Covo. 
Fotografia: Rui Manuel Fonseca / Global Imagens

As duas regiões pretendem reforçar a partilha de conhecimentos A seguir Catalunha: Turismo da Galiza preocupado com consequências para o setor Mais vistas TRABALHO Os 10 empregos com mais futuro (e os com menos) TECNOLOGIA Os 20 melhores telemóveis do mundo CARREIRA 11 coisas que não deve fazer se quiser ficar rico LIFESTYLE Esta é a vida que levam os bilionários mais jovens do mundo EMPREGO 10 coisas que os recrutadores detestam nas entrevistas de emprego O Turismo do Porto e Norte de Portugal e a Agência de Turismo da Galiza querem aumentar “de ano para ano” o número de turistas portugueses e galegos entre as duas regiões, disseram hoje as duas entidades. À margem de uma ação de promoção e intercâmbio entre a Agência de Turismo da Galiza e o Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), que termina hoje em Santiago de Compostela, no âmbito do Memorando de Entendimento assinado entre as partes nos finais de 2015, a diretora-geral do Turismo da Galiza, Nava Castro, declarou à Lusa que o objetivo daquela entidade é que os portugueses “conheçam os recursos singulares na Galiza” para que “ano após ano sejam muitos os turistas a visitarem a região”.

“Dentro das linhas estratégicas de promoção para nos darmos a conhecer melhor ao turista estrangeiro, um dos nossos objetivos prioritários é o português”, admitiu Nava Castro, acrescentando que a “proximidade com o país vizinho”, não se mede apenas pelos “escassos quilómetros de distância”, mas principalmente pelas “parecenças culturais”, pelas “tradições e folclore”, como também pela “gastronomia” e “vinhos. O presidente da TPNP, Melchior Moreira, disse, por seu lado, que uma “adequada partilha de sinergias transfronteiriças”, vai permitir ao Turismo do Norte de Portugal “aumentar a quota de mercado”, “crescer em número de turistas” e “potenciar o aumento da estada média”, gerando um “maior retorno dos investimentos realizados no âmbito dos Produtos Turismo de Natureza e Gastronomia e Vinhos”.

“Temos noção da importância de Espanha e da Galiza, em concreto, para os nossos objetivos. Mais de 60% do nosso crescimento deve-se ao mercado interno o que nos mostra a importância da concretização desta parceria”, acrescentou. As dormidas dos turistas portugueses em hotéis na Galiza (Espanha) aumentaram 17% entre janeiro e agosto de 2017 face ao período homólogo de 2016, liderando o turismo internacional naquela região, informou o Turismo galego. Dados do Departamento de Promoção do Turismo da Galiza indicam que entre janeiro e agosto de 2017 foram registadas “247 mil dormidas de turistas portugueses em hotéis galegos”, um valor que cresceu 17% face às 205 mil dormidas dos portugueses no mesmo período em 2016.

Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário