ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

25 de outubro de 2018

Fundição Progresso realiza PLANTE RIO 2018

Terceira edição do projeto ambiental acontece dia 3 de novembro e explora o tema 'Alimentar o planeta: comida sem veneno, agricultura urbana, sementes e futuro do consumo' 

O Centro Cultural Fundição Progresso segue na militância ambiental em busca do equilíbrio na relação entre o homem urbano e o meio-ambiente e realiza, no dia 3 de novembro, sábado, a terceira edição consecutiva do Plante Rio. Com o tema "Alimentar o planeta: comida sem veneno, agricultura urbana, sementes e futuro do consumo", o evento propõe uma reflexão sobre o espaço da natureza no meio urbano e sobre como podemos desenvolver práticas que melhorem a qualidade de vida, a segurança alimentar, o conhecimento sobre o cultivo e consumo de plantas sem agrotóxicos e a utilização do espaço urbano como áreas verdes produtivas. 

O Plante Rio é um lugar de encontros, convivências, trocas de informações e saberes. Com uma programação diversificada, o evento vai reunir pessoas e grupos para trocar experiências, fortalecer a rede de agricultores urbanos e, ao mesmo tempo, difundir na sociedade os princípios da agrofloresta que envolvem temas essenciais como alimentação, saúde, educação, cultura, agricultura familiar, agricultura urbana e sustentabilidade, entre tantos outros. A portuguesa Mónica Guerra da Rocha, idealizadora da organização Comida do Amanhã, é uma das convidadas e vai participar do seminário "Como alimentar 8 bilhões de pessoas".

Em constante movimento, a Fundição Progresso vem promovendo diversas outras iniciativas verdes. Foi no centro cultural da Lapa que aconteceram, por exemplo, as duas edições anteriores do Plante Rio, que no último ano reuniu na mesma mesa o presidente do Jardim Botânico, Sergio Besserman, e o líder indígena Ailton Krenak, entre outros

No Mercado Fundição, toda terça, acontece uma feira de produtos agroecológicos. No Canto das Flores é feito um trabalho contínuo de pesquisa e oficinas com as Plantas Alimentícias Não Convencionais - as PANCs, que não são consumidas como forma de alimento simplesmente por falta de costume ou de conhecimento. No espaço são tratados também outros temas, como plantas medicinais, desenho botânico, hortas funcionais e materiais em bambu, entre outros.

O Plante Rio 2018 vai apresentar a cartilha "Pequeno Guia Prático Para a Agricultura Urbana", publicação e site www.guiaagriculturaurbana.com.br que ensina de maneira prática como plantar seu próprio alimento, buscando colaborar no processo de implementação da agricultura urbana em qualquer localidade. 

Durante o evento também haverá atividades no Jardim Funcional Olho D'Água, que atua na recuperação do solo dos canteiros da Praça dos Arcos, com técnicas inspiradas na dinâmica da floresta para desenvolver um paisagismo funcional urbano. O mercado vai trazer produtores agroflorestais de diversas regiões do estado do Rio de Janeiro, com produtos como alimentos, cosméticos e produtos para plantio. O público vai poder desfrutar ainda do almoço feito com alimentos frescos e orgânicos, colhidos e  preparados por agricultores familiares da região de Casimiro de Abreu, no interior do estado do Rio de Janeiro. 

As propostas apresentadas pela Fundição Progresso convergem com iniciativas que acontecem em várias cidades do Brasil e do mundo e busca fortalecer um movimento de sustentabilidade que preserva o meio ambiente, reconhece e valoriza os biomas locais e atua com conhecimentos de agroecologia e agricultura sintrópica. 

"Fomos invadidos por uma juventude querendo plantar. O mais necessário é isso: água e comida. O resto é o resto. Então, começamos a plantar flores e descobrimos que podíamos fazer um jardim com plantas comestíveis.

Conseguimos um terreno para plantar e começamos a trazer pessoas para dar cursos, como o Ernst Gotsch, que nos ensinou a usar a matéria orgânica das podas das árvores da cidade para recuperar o terreno. Hoje, temos um mutirão para cuidar da horta e uma feira orgânica todas as terças-feiras", conta Perfeito Fortuna, presidente da Fundição Progresso.

As atividades previstas para o evento Plante Rio 2018 são: seminário; rodas de conversa; mutirão de plantio em agricultura urbana; feira de produtos agroecológicos; oficinas e workshops; alimentação saudável; performances artísticas; cenografia temática; instalações visuais; programação infantil; interação com a comunidade e lançamentos de livros.

PROGRAMAÇÃO
09h30 | Oficina: "Mutirão de plantio no Jardim Olho D'Água - Uma experiência em agricultura urbana"

10h | Exposições temáticas e Instalações Visuais 
10h | Feira de produtos agroecológicos
10h | Exposição de Excicata: Espécies cultivadas no Canto das Flores
11h30 |Roda de conversa no Canto das Flores: "Conversa com Iniciativas de Agricultura Urbana do Rio de Janeiro e Lançamento do Humus (Hortas Urbanas em Movimento e União Sintrópica)" :: PARTICIPAÇÃO :: Organicidade, Carpe, Horta das Artes, Horta Nossa, Cariru, Permacultura.Lab
11h30 | Brincadeiras indígenas para crianças
12h | Almoço agroecológico produzido pelos agricultores familiares da região Serra Mar do Rio de Janeiro
13h | Exibição do documentário em realidade virtual: Projeto 5 Visões Apresenta "Fundição Verde"
13h | Contação de histórias indígenas para crianças (Dauá Puri) na varanda da Fundição
14h | Um passeio nos jardins da PANC (adultos)
14h30 | Um passeio no Jardim dos Sentidos (infantil) 
14h30 | Fala de representatividade dos produtores agroecológicos
15h | Seminário 1: "Comer é um ato político" (Arena da Fundição)
Com: Alexandre Nascimento, Alexandre Pessoa (Efeitos do Agrotóxico - Laboratório de Vigilância em Saúde da FioCruz - RJ) e representante da Rede CAU, sobre o movimento de produção periurbana.
16h | Apresentação de palhaço e performances circenses
16h30 | Lançamento da cartilha "Pequeno Guia Prático para a Agricultura Urbana"
17h30 | Seminário 2 - "Como alimentar 8 bilhões de pessoas"
Com: Mónica Guerra da Rocha (idealizadora do Comida do Amanhã, uma organização sem fins lucrativos que se propõe a ajudar na regeneração do planeta e na reconexão entre os seres, partindo de um empoderamento de cada indivíduo nas suas escolhas: a comida como forma de mudar o mundo, três vezes por dia), Nuno Madeira (EMBRAPA - hortaliças - DF) e Fernanda de Albuquerque Melo Nogueira (INCA).

Programação sujeita a alterações. Outras ações ainda podem ser incluídas.

SERVIÇO

PLANTE RIO 2018
Data: 3 de novembro de 2018 (sábado)
Horário: das 9h30 às 20h
Local: Fundição Progresso 
Endereço: Rua dos Arcos, 24 - Lapa
Entrada gratuita
Classificação etária: livre
Telefone: (21) 3212-0800
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis