ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/07/2012

10 de março data histórica






Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br

O 10 de março é uma data duplamente marcante na minha vida profissional e pessoal. Profissional porque foi a partir de 10 de março de 1964 que me iniciei nas lides jornalísticas. Pessoal porque foi nesta data que nasceu a minha filha. Uma coincidência que é assinalada com todo o carinho, pese embora o fato de eu estar longe da Patrícia.

No que concerne ao jornalismo e toda a outra minha atividade intercalada com alternâncias de posições, só tenho que dar graças a Deus por ter atingido um marco histórico com um currículo que nem todos conseguiram chamar a si, passando, inclusive, por todas as áreas ligadas intrinsecamente ao futebol – juiz, treinador, secretário-técnico, diretor técnico, juiz de basquetebol, andebol e de futebol de salão (hoje futsal) -. De resto, até 2004, ano que vim para o Brasil, sempre o meu jornalismo esteve virado para a vertente desportiva. Hoje, porém, como se sabe, virei agulhas para outra interessante área onde me sinto bem e, assim, corroborando que ser jornalista em qualquer circunstância (como diria o grande MESTRE Vítor Santos) não é um bicho de sete cabeças. Se até aqui cheguei, óbvio que vou continuar até 10 de março de 2014 (três meses antes do início da Copa do Mundo do Brasil) para concretizar este velho sonho: registar 50 anos de carreira que, em qualquer profissão ou atividade, constitui uma façanha. Tantos outros já assinalaram as suas “bodas de ouro”, um deles, muito recentemente, o Rei Roberto Carlos, do qual sou fã desde muito jovem e que hoje, por uma circunstância deveras interessante – o ter sido descoberto no Azores Digital através de um artigo inserido sobre a morte de Lady Laura, mãe do Rei -, estou ligado por via da minha presença neste Portal Splish Splash para o qual colaboro, ativa e regularmente, há dois anos a esta parte. E muito tenho escrito sobre Roberto Carlos, para além de outras temáticas que, para o Splish Splash, foi uma lufada de ar novo, de resto bem aceite pelo administrador, visitantes e leitores. Estamos naquela de inovar com um pouco de tudo, mas sem deixar, de forma alguma, de estabelecer a prioridade a tudo o que se relaciona com o Rei Roberto Carlos.

Portanto, cá estou eu com 48 anos de tarimba, esperando festejar, em 10 de março de 2014, os ambicionados 50 anos de carreira. Onde não sei como não sei. Mas uma coisa é certa: mesmo com uma fresquinha da ordem (não interessa a marca), comemorarei esse dia. Uma fresquinha como muito bem comentaria o meu saudoso amigo José Daniel Macide que, ao puxar-me para a imprensa regional (jornal A União), acreditou nas minhas capacidades. Na altura, e após regressar de Angola (colaborei no Jornal Planalto de Nova Lisboa e fiz parte da redação do Jornal Leopardos do BCAÇ. 471) em Abril de 1967, estava de passagem por jornais de clubes. Depois, sim, o trampolim para jornais nacionais de outra envergadura, nomeadamente “A Bola”, uma ponte significativa desta minha carreira.

Grato a todos aqueles que, ao longo destes anos, me têm acompanhado nesta encruzilhada, ou seja, diretores de jornais, de sites, colegas e assíduos leitores, estes últimos muito especiais para a minha pessoa.

NOTA FINAL – É vulgar dizer-se que os últimos também são os primeiros. E neste caso concreto aplico essa velha máxima, isto é, agradecer a todos os amigos e conhecidos que residem na Diáspora (Estados Unidos e Canadá) e que, nas minhas digressões ao serviço do jornalismo, sempre me apoiaram, muitos deles com presenças diárias para que nada me faltasse. A todos eles (já citei nomes em um artigo que escrevi recentemente e encimado OS AMIGOS DA DIÁSPORA), o meu preito de gratidão e acrescentarei que tenho saudades desse lufa-lufa por terras norte-americanas. Um esforço que foi premiado com um trabalho que hoje é recordado por muita gente, desde de Toronto aos Estados de Massachusetts e New Jersey. Os emails que recebo são prova cabal do que acabo de tornar público.

2 comentários:

  1. Parabens pelos 48 anos de dedicação. Vamos comemorar com um belo vinho, a luz de velas. LS

    ResponderEliminar
  2. Parabens , grande consideração e estima vc sabe que sinto por vc
    Fico honrada de fazer parte de sua vida.
    O reconhecimento a vc é grandioso e valiso das pessoas
    Que Jesus abençõe a vc e a nós
    Beijo no seu coração e alma
    Juma

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil