ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

7/03/2011

Porque hoje é domingo





Por: Carlos Alberto Alves
Portal Splish Splash


Os aplausos no Teatro Municipal


Muita gente usando o seu fato domingueiro (no Brasil diz-se terno), quiçá por norma ou, melhor ainda, por se tratar de uma homenagem a um dos mais populares cantores brasileiros da geração da Jovem Guarda, geração essa que teve exatamente como grandes referências o homenageado em causa e o seu


irmão do peito. Eles, os Carlos, Erasmo e Roberto, arrebataram do público estrondosa ovação. Roberto já completou os seus 50 anos de carreira e os 70 de idade e agora foi a vez do mesmo acontecer com Erasmo Carlos que dias antes soprou 70 velas e, ontem, no Teatro Municipal, com a participação do Rei e de Marisa Montes, o homenageado transbordou de alegria e emoção os espectadores que encheram literalmente uma das mais bonitas salas de visita do Brasil. Mas nessa noite de emoções, também não faltou a agradável presença de Marisa Montes, alegre, gentil e, sobretudo, empenhada, com a sua voz cativante, em contribuir para a beleza do espetáculo que o Tremendão bem mereceu pelo que fez ao longo destes 50 anos de brilhante carreira.

Nos dias que antecederam a realização deste show memorável, Erasmo Carlos teve este desabafo para com os seus fãs e dois grandes amigos:

“Sempre me fascinou a ideia de tocar rock"n"roll no Teatro Municipal, por ser um templo solene. Ainda mais fechando uma turnê comemorativa de 50 anos de estrada e sendo abençoado com a presença de dois grandes amigos", diz a mensagem que Erasmo mandou por e-mail.”

O show, beneficente, foi basicamente o mesmo que ele vem apresentando desde o lançamento de Rock “n"Roll, há dois anos: hits como "Mesmo Que Seja Eu", "Mulher", "Sentado À Beira do Caminho", "Close" e "Minha Superstar". A banda também foi a mesma, guitarras, baixo e bateria, acrescida de algumas cordas, conta Leo Esteves, filho de Erasmo, que trabalha com o pai.

E, na verdade, cantores, músicos e público com os seus calorosos aplausos, transmitiram a este show-homenagem um colorido digno dos maiores encómios. E outra coisa não era de esperar em função da qualidade dos cantores e, também, um acompanhamento musical que já faz história ao lado de Erasmo Carlos.

Em suma, uma noite de gala com Erasmo, Roberto e Marisa Montes.

Também eu, para redigir esta crónica, vesti o meu fato (terno) domingueiro. É que o irmão do peito do nosso querido Rei bem merece que, perante ele, nos apresentemos com indumentária social.

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil