Energia solar chega ao interior da Amazônia para levar eletricidade a 2.250 famílias sem provocar impacto ambiental


Projeto da EBES irá gerar energia para 2.250 famílias no interior da Floresta Amazônica, no Pará
 
O objetivo principal do projeto é instalar 2.334 sistemas solares off-grid em residências, centros comunitários, igrejas, escolas públicas, centros médicos e postos de saúde na região de Porto de Moz.
 
A cidade foi fundada em 1639 e a área era habitada por grupos indígenas ao longo das margens do rio Xingu, Amazonas e seus afluentes. Atualmente, a comunidade é composta por populações extrativistas tradicionais, cuja subsistência baseia-se no extrativismo e na agricultura de subsistência.

O objetivo principal do projeto é instalar 2.334 sistemas solares off-grid em residências, centros comunitários, igrejas, escolas públicas, centros médicos e postos de saúde na região de Porto de Moz.

O projeto teve início em 5 de Junho e a expectativa de conclusão é de até 12 meses. A construção e instalação dos sistemas na comunidade terá início em Outubro de 2017.

Com essa importante iniciativa, 2.250 famílias, que não tinham acesso à energia ou dependiam de geração a diesel, serão beneficiadas e terão acesso à energia limpa, somando aproximadamente 3.200 kWp de capacidade instalada.

No Brasil, o projeto da EBES é pioneiro e o maior do país em termos de escala em potência e quantidade de pessoas beneficiadas. A bagagem e a expertise da empresa foram adquiridas pela execução de projeto similar na Praia do Bonete, em Ilhabela - SP, que levou acesso à energia para 180 famílias.

Sobre EBES: Fundada em 2.010, a EBES é uma empresa pioneira que oferece soluções de energia solar on-grid e off-grid para residências e empresas, permitindo a estes clientes gerar sua própria energia e reduzir o gasto com eletricidade. Além disto, a EBES foi a primeira empresa do país a lançar uma solução de geração de energia em fazendas solares. Neste serviço, empresas pagam uma assinatura mensal para alugar quotas desta fazenda, e a energia gerada pelas quotas da fazenda viram créditos na conta de energia das empresas. A EBES tem um plano de instalar 1 GWp de geração de energia nos próximos 3 anos.

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário