Porque hoje é domingo





Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9

Ora, quando as novelas brasileiras começaram a ser exibidas em Portugal (RTP, claro), fui um dos muitos que as seguiram com bastante regularidade. Era novidade e com o condão de falarem a nossa língua. Fui apreciando alguns artistas de enorme talento, mas há três que me marcaram, os quais, ainda hoje, se mantém em atividade. São eles, Lima Duarte, Tony Ramos e Regina Duarte. Das várias novelas em que foram principais figuras, destaco uma encenada por Lima Duarte e Regina Duarte: o Roque Santeiro. Vibrei com a interpretação de Regina Duarte no papel de viúva Porcina. E essa imagem jamais deixei de recordar quando, esporadicamente, falo com amigos sobre o papel das novelas junto dos brasileiros e inclusivamente em Portugal.

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :

  1. Não esquecendo o Herculano Quintanilha "Astro" (pensar, professor, pensar!) e o grande Paulo Gracindo (Odorico Paraguaçu que ficou para os anais e menstruais de Sucupira e do país. Um exemplo de político que sempre se preocupou com em tratar dos providenciamentos inauguratícios do cemitério de Secupira que para o poder inaugurar rapidamente não era precisar matar ninguém, simplesmente suicidar.
    Já não há mais telenovelas como antigamente!

    ResponderEliminar