Inevitável Amor




INEVITÁVEL AMOR


Dá-me a tua mão, leva-me contigo,
Ensina-me a percorrer os teus caminhos.
Toda a noite nos meus sonhos te persigo
E não há meio de sentir esses carinhos!

Como serão o toque dos teus dedos,
Como, o contacto com a tua pele…?
Na tua boca perderei  os medos
Da tua língua hei-de provar o mel!

Nos nossos corpos cansados de esperar
Hei-de repetir-me quantas vezes desejar…
Provar-te-ei no delírio e no suor!

Inventarás mais de ti e eu mais de mim.
Porque é inevitável ser assim
P’ra morrermos um no outro, oh! Meu amor!!!

Lita
Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário