Ao deslizar do teclado

                 
POLITICA 

Tem sido hilariante assistir aos comentários e entrevistas com os candidatos à presidência da república do Brasil. Como sempre, promessas e mais promessas e, depois, como dizem os próprios brasileiros, tudo termina em pizza, ou seja, não há nada pra ninguém, ou melhor, há sim para eles, para os seus familiares e, também, o tal compadrio para emprego reservado para os amigos mais chegados. Tem sido sempre assim e não irá fugir a este estigma. À semelhança do Toyota, o vírus veio para ficar e ficou mesmo, sem ser encontrado, até agora, o tão almejado antídoto para acabar com esse amaldiçoado vírus.

LUÍS INÁCIO LULA DA SILVA – É candidato, não é candidato, fica preso, não fica preso e assim vai a justiça neste país. Tanta gente a pretender que ele seja inocentado, um direito de defesa que temos que respeitar. Concordar já é outra questão. E não foi há muito tempo que uma mulher, num supermercado, roubou (é o termo) uma caixa de leite e foi imediatamente presa. A fome obrigou-a a cometer este cato.

Hoje ouvi numa rádio de Manaus que Lula da Silva lidera as previsões. Será mesmo? O melhor é aguardar pelo dia das eleições. Como já vi um “porco andar de bicicleta” já acredito em tudo, sobretudo neste país no que concerne a justiça.

Aqui deixamos um registo do Datafolha:

“São Paulo – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está preso na Polícia Federal de Curitiba há dois meses, mesmo assim, segue na liderança da corrida presidencial deste ano, com 30% das intenções de voto, como mostra a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada no início da madrugada deste domingo, 10.

Sem o petista na corrida presidencial, o deputado Jair Bolsonaro (PSL) continua à frente dos concorrentes, com 19%, seguido de Marina Silva (Rede), que oscila entre 14% e 15%, Ciro Gomes (PDT), que oscila entre 10 e 11%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 7% e Alvaro Dias (Podemos) com 4%.

Apesar da liderança, Lula vem registrando queda na preferência do eleitorado. Em janeiro, o Datafolha indicava que ele tinha 37% e na pesquisa divulgada no dia 15 de abril, 31% no cenário mais favorável entre nove pesquisados. Na atual mostra, nos cenários em que o petista fica fora do páreo, mais de 1/3 do eleitorado ainda diz que está sem opção de voto. E os dois candidatos mais cotados para a sua vaga, o ex-prefeito Fernando Haddad (SP) e o ex-governador Jaques Wagner (BA), aparecem com apenas 1% na pesquisa.

Votos nulos, brancos e ‘não sabem’, com Fernando Haddad ou Jaques Wagner no lugar de Lula nessa disputa, chegam a 33%. Sem o PT no páreo, esses votos chegam a 34%. E com Lula na disputa, os que dizem não ter candidato ficam em torno dos 21%.

Nessa mostra, Manuela D’Ávila (PCdoB) e Rodrigo Maia (DEM) oscilam entre 1% e 2%; Aldo Rebelo (SDD), Fernando Collor de Mello (PTC), Flávio Rocha (PRB), Guilherme Afif (PSD), Guilherme Boulos (PSOL), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL), Josué Alencar (PR) e Levy Fidelix (PRTB), oscilam entre 0% e 1%. Paulo Rabello de Castro (PSC) não alcança 1% em nenhum cenário.

O candidato do presidente Michel Temer, o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles (MDB) aparece nessa mostra com apenas 1% das intenções de voto.
Rejeição

No quesito rejeição, o campeão é o ex-presidente Fernando Collor (PTC) com 39%, seguido de Lula (PT) com 36%, Bolsonaro (PSL) com 32%, Alckmin (PSDB) com 27%, Marina Silva (Rede) com 24% e Ciro Gomes (PDT) com 23%.
A mais recente pesquisa Datafolha, realizada entre os dias 6 (quarta-feira) e 7 (quinta-feira) deste mês, teve como base 2.824 entrevistas em 174 municípios em todos os Estados do País, mais Distrito Federal. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob número BR-05110/2018.”.

NOTA - O melhor mesmo é aguardar pelos próximos episódios.


FUTEBOL

Escrevo esta crónica três horas antes do início do amistoso entre Portugal e Croácia. Portugal com algumas caras-novas. Por certo, a tal renovação que muito se deseja para a seleção de todos nós. Portugal que neste jogo e nos próximos, não contará com a presença de Cristiano Ronaldo.

Na segunda-feira, dia 10, Portugal defronta a Itália para a Liga das Nações. Para a mesma competição, no dia 10, a seleção lusa medirá forças com a Escócia, desta feita fora de casa.

BRASIL (MENU GE) 

Passada a decepção pela eliminação na Copa do Mundo, a Seleção já começa a pensar no Qatar. O ciclo até o Mundial de 2022 começa no próximo dia 7 de setembro, contra os Estados Unidos, em Nova Jersey. Além desse jogo, o Brasil terá pelo menos mais sete amistosos para disputar antes de sediar a Copa 
América entre junho e julho de 2019.

Até lá, o calendário prevê quatro datas FIFAS, períodos de nove dias destinados à jogos entre seleções (confira abaixo). Os ingressos para Brasil x Estados Unidos já estão à venda, mas as negociações pelos outros adversários seguem em andamento.

– (Os jogos) De outubro também estamos negociando. Estamos encaminhando alguns amistosos até março de 2019 para dar sequência no trabalho, como preparação para a Copa América, principal foco a partir de agora – frisou o coordenador de seleções Edu Gaspar.

As datas FIFA até a Copa América:

3 a 11 de setembro
8 a 16 de outubro
12 a 20 de novembro
18 a 26 de março
Copa América (14 de junho a 7 de julho)

Como frisou Edu, o foco principal depois do retorno da delegação passou a ser a Copa América em casa. Inicialmente, o Brasil sediaria o torneio de 2015. Mas como o país estava no meio de duas grandes competições como organizador (Copa 2014 e Olimpíada 2016), acabou trocando com o Chile – que seria a sede de 2019.

O torneio terá 12 participantes e será disputado em seis estados a serem anunciados. Além dos 10 países sul-americanos membros da Conmebol, Qatar e Japão, times convidados, também estão confirmados.

A edição de 2019 será a última em anos ímpares. Em 2020, haverá um novo torneio nos Estados Unidos, no mesmo modelo da Copa América Centenário, e a partir daí, a competição será disputada nos mesmos anos da Eurocopa. O Chile é o atual bicampeão. A Roja conquistou em 2015, quando foi anfitriã, e em 2016, na edição do Centenário da Conmebol.

FICÇÃO - UM TURISTA DE FÉRIAS 

                                                           
O cidadão que está nesta foto passou férias lá na zona da terrinha onde tem familiares, ao que consta. Dali andou a passear pela Galiza, de acordo com as muitas fotos que publicou no facebook. Fotos muito bonitas, adiante-se, uma vez que a sua máquina fotográfica é especial, sobretudo para fotografar borboletas multicolores, que ele muito adora. É dos maiores colecionadores deste universo. Faz inveja a muita gente e em cujo lote estou incluído. E, curiosamente, ele procurava nesta pequena embarcação “borboletas marítimas”, o que é, convenhamos, uma raridade. Ou será que ele idealizava mais uma viagem Circum-Navegação com o rei Roberto Carlos? 

                                                                
Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :