Maitê Proença é a entrevistada do programa Conversa com Roseann Kennedy

  Maitê Proença e Roseann Kennedy

Roseann Kennedy conversa com a atriz Maitê Proença

Aos 60 anos, a paulistana Maitê Proença é considerada uma das mulheres mais belas do país. Premiada no cinema, no teatro e na TV, já participou de mais de 30 novelas e minisséries. Com 40 anos de carreira é também apresentadora e escritora. Atualmente ela está nos palcos com o seu mais recente projeto teatral em cartaz no Rio de Janeiro: “A mulher de Bath” onde ela interpreta uma mulher libertária do século XIV. A atriz é entrevistada no programa Conversa com Roseann Kennedy, que vai ao ar na segunda-feira, dia 9, às 21h15, na TV Brasil. 

No bate-papo com Roseann Kennedy, Maitê fala de arte, mas também de suas preocupações com o futuro do Brasil e alerta para os perigos da polarização na política. “O radicalismo neste momento é muito perigoso no Brasil, de ambos os lados. Porque se a gente tiver um radical no poder tudo pode acontecer. Pode ter uma movimentação social agressiva, pode acontecer de tudo. As polarizações não vão permitir que ele (radical) governe. Então a gente precisa preparar gente que tem uma visão mais ampla. Não tem só duas verdades como parece. Há muitas verdades e elas tem que ser enxergadas. Tem gente pensando coisas de uma forma mais abrangente. Somos todos brasileiros.”


Maitê ainda alerta para a necessidade de respeito entre os brasileiros num momento de tanta polarização. E ainda faz críticas às pessoas que teimam em discutir dentro de seus próprios grupos:“Você não sai do lugar, porque você está conversando com quem já concorda com você, né? O bom é você extrapolar essas barreiras”. E complementa: “Se você quiser mudar alguma coisa, você tem que fazer com que o seu discurso seja inteligente e afável para o outro”.

Considerada uma mulher a frente do seu tempo, depois de enfrentar uma tragédia familiar na adolescência, Maitê foi obrigada a se virar sozinha. Drama que ela conta em um dos seus livros: "Uma Vida Inventada" uma mistura de ficção e biografia, onde ela fala do assassinato da mãe pelo pai e do suicídio dele. Dentre os seus outros trabalhos literários da atriz-escritora, ainda se destacam: “Entre Ossos e a Escrita”, “É duro ser cabra na Etiópia”, “Todo Vícios” e “Entre Ossos agora”

Quando o assunto é direito das mulheres, Maitê é enfática ao defender que elas ocupem mais lugares de comando: “Se você der soberania para uma mulher, o que acontece é que ela divide esse comando com você. Ela não vai fazer guerra, ela não vai submeter ninguém, nem matar. Ela vai dividir esse poder com quem lhe deu esse poder e ela vai promover o bem-estar comum. Ela olha pelo bem de todos”.


A atriz ainda relembra que as mulheres no mundo inteiro sofrem com vários problemas como a prostituição, falta de acesso à educação, falta de dinheiro e de respeito. E cobra o fim da violência por meio da mudança de comportamento.“Elas não são respeitadas, elas são espancadas, hostilizadas e às vezes mortas com impunidade. Isso ainda acontece. Então tá na hora de isso ser interrompido. Isso acontece não é só nos países islâmicos e africanos. Isso acontece do lado da nossa casa. Então, quem tem voz pode falar a respeito dessas questões”.

SERVIÇO:
Conversa com Roseann Kennedy - segunda-feira, dia 9, às 21h15, na TV Brasil 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário