Autor de Onde Nascem os Fortes critica americanização de séries nacionais: “Nunca seremos como eles”

George Moura, autor de Onde Nascem os Fortes (Divulgação)

Por Gabriel Vaquer

Um dos autores da elogiada supersérie Onde Nascem Os Fortes, o escritor George Moura criticou a americanização das séries nacionais e de uma inspiração de autores brasileiros produções dos Estados Unidos.

No evento Milhões De Uns, realizado na última quarta-feira (25), na sede da Globo em São Paulo, George explicou o motivo de sua opinião para o jornal publicitário Meio e Mensagem, e falou que a excelência dos americanos em seriados é enorme.

“Os Estados Unidos possuem uma excelência indiscutível na produção de séries. Nunca seremos como eles. Temos que colher, claro, inspiração em todo o mundo”, disse o autor da Globo.

“É falando de nossa aldeia que conseguimos nos comunicar com todo o planeta. Toda nação que tenta copiar uma cultura estrangeira é uma nação pobre”, criticou o escritor, autor de sucessos como O Canto da Sereia, Amores Roubados e O Rebu.

Falando especificamente de Onde Nascem os Fortes, que está sendo muito celebrada por sua qualidade de texto e produção, George disse que começou pensando primeiro na ambientação, no caso, o sertão.

“Queria voltar aquele lugar para desenvolver uma história em que o sertão fosse um dos personagens principais”, explicou o autor.

Até aqui, Onde Nascem os Fortes tem marcado audiência na casa dos 22 pontos de Ibope na Grande São Paulo, além de ter alta repercussão e ser a atual querida da crítica televisiva.

In
//observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/noticia-da-tv/
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário