SOS Mata Atlântica participa da 4ª edição da Corrida e Passeio Circuito Rios e Ruas Caixa


Ambientalistas farão o monitoramento das águas do Riacho Pirarungáua, uma das nascentes do Riacho do Ipiranga 

A Fundação SOS Mata Atlântica participará da segunda etapa da 4ª edição da Corrida e Passeio Circuito Rios e Ruas Caixa, que será realizada no dia 26 de novembro e terá como circuito as nascentes do Riacho do Ipiranga. No dia, a ONG utilizará a metodologia do projeto Observando os Rios para avaliar a qualidade da água do Riacho Pirarungáua, uma das nascentes desse rio histórico, que foi cenário da declaração da Independência do Brasil. 
O monitoramento será realizado durante o final da corrida, que tem roteiros em torno de rios subterrâneos e sobre as bacias hidrográficas distribuídas pela cidade de São Paulo. A apresentação dos resultados da análise será feita no mesmo dia, durante a premiação dos participantes. Além disso, ambientalistas farão uma apresentação sobre saneamento básico, discutindo também a relação entre a restauração florestal e a qualidade das águas dos rios.
“Nosso objetivo é criar um sentimento de proximidade entre a sociedade e os rios brasileiros, mostrando que a condição de suas águas está diretamente ligada à nossa qualidade de vida”, explica Cesar Pegoraro, educador ambiental da Fundação SOS Mata Atlântica. O projeto é realizado por voluntários nos 17 estados em que a Mata Atlântica está presente. “Essa é uma grande oportunidade, inclusive, de mostrar nosso trabalho para os esportistas e inspirá-los para que cuidem dos rios de suas comunidades”, conclui. 

Serviço
Corrida e Passeio Circuito Rios e Ruas Caixa
2ª. etapa 26 de Novembro – Parque Zoológico e Jardim Botânico
3ª. etapa 10 de Dezembro - Parque Ecológico do Tietê
Informações e inscrições: www.circuitorioseruas.com.br

Sobre o “Circuito Rios e Ruas”
O “Circuito e Mostra Rios e Ruas”, projeto inovador que caminha para a 4ª edição, nasceu em 2014 sob o pano de fundo da crise hídrica (abastecimento). Neste mesmo ano, após o conjunto das ações do Planeta no Parque Rios e Ruas, o projeto recebeu menção da ONU para projetos com impacto mundial. Mais que uma Corrida, Mais que um Passeio, Uma Causa. O grande diferencial desta plataforma de eventos e experiências é o conteúdo relevante e o foco nos pilares bem estar, arte e educação para a sustentabilidade. A idealização do Circuito e Mostra Rios e Ruas é assinada pela a IdeaAction – Ideais em Movimento, Ideias com Proposito com a chancela do conteúdo e a inspiração da Iniciativa Rios e Ruas, dos criadores Luiz de Campos Jr, geógrafo e José Bueno, arquiteto e urbanista. “Os Rios estão para uma Cidade, assim como as Veias estão para os Seres Humanos” – completa Charles Groisman, fundador da IdeaAction e o criador do Circuito e a Mostra.

Sobre o Observando os Rios
O projeto surgiu em 1991 com a campanha Observando o Tietê, que reuniu 1,2 milhão de assinaturas para recuperar o Rio Tietê em São Paulo. Posteriormente, passou a agregar outras bacias hidrográficas e a se chamar Observando os Rios. As equipes de monitoramento analisam elementos presentes na água, como oxigênio, PH e fosfato, por meio de um kit desenvolvido especificamente para o projeto. A iniciativa é aberta à população em geral, que pode participar dos grupos existentes ou formar novas equipes. A capacitação dos voluntários que participam do programa é dividida em dois momentos. No primeiro, a equipe da Fundação SOS Mata Atlântica comparece ao município, apresenta a metodologia do projeto e define os locais das análises mensais. No segundo são realizadas as visitas técnicas com os grupos para a parte prática do projeto.

Sobre a Fundação SOS Mata Atlântica
A Fundação SOS Mata Atlântica é uma ONG brasileira que atua há mais de 30 anos na proteção dessa que é a floresta mais ameaçada do país. A ONG realiza diversos projetos nas áreas de monitoramento e restauração da Mata Atlântica, proteção do mar e da costa, políticas públicas e melhorias das leis ambientais, educação ambiental, campanhas sobre o meio ambiente, apoio a reservas e unidades de conservação, dentre outros. Todas essas ações contribuem para a qualidade de vida, já que vivem na Mata Atlântica mais de 72% da população brasileira. Os projetos e campanhas da ONG dependem da ajuda de pessoas e empresas para continuar a existir. Saiba como você pode ajudar em www.sosma.org.br.
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário