Documentário “Exodus” terá sessão especial no Estação NET Rio nesta quarta-feira, 27, seguida de debate

Cena de “Exodus- De Onde Eu Vim Não Existe Mais” dirigido por Hank Levine

Produzido pela O2 Filmes e distribuído pela O2 Play, documentário tem narração de Wagner Moura e faz um retrato das histórias de refugiados

Rio de Janeiro, setembro de 2017- O documentário “Exodus - De Onde Eu Vim Não Existe Mais”, dirigido por Hank Levine e produzido pela O2 Filmes, terá uma sessão especial nesta quarta-feira, 27, no Rio de Janeiro, no Estação NET Rio, às 19h30. Após a exibição haverá um debate para discutir a questão dos refugiados com a presença do mediador Carlos Alberto Matos (crítico e professor de cinema) e dos debatedores: Fernando Sapelli (Produtor do filme) e Hadi Bakkour (professor sírio na ONG Abraço Cultural).

Narrado por Wagner Moura, “Exodus”, faz um retrato das dramáticas e íntimas histórias de refugiados de diferentes partes do mundo que tiveram de deixar suas casas por motivos distintos. O filme acompanha as jornadas de Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow, e mostra o desenrolar de seus destinos diante de um mundo pautado por fronteiras abertas e fechadas.

O documentário da O2 Filmes foi realizado em coprodução com a Alemanha. As filmagens passaram por diversos países como Sudão do Sul, Argélia, Congo, Mianmar, Cuba, Brasil e Alemanha e duraram cerca de dois anos.

O longa estreia comercialmente dia 28 de setembro e será distribuído em todo Brasil pela O2 Play e pela Paris Filmes.

“Exodus - de onde eu vim não existe mais”, tem roteiro e direção de Hank Levine (produtor de “Lixo Extraordinário” e “Praia do Futuro”, entre outros), produção de Fernando Sapelli e Fernando Meirelles (“Cidade de Deus”).

SERVIÇO:
Exodus- De Onde Eu Vim Não Existe Mais
Sessão especial com debate- com a presença do mediador Carlos Alberto Matos (crítico e professor de cinema) e dos debatedores Fernando Sapelli (Produtor do filme) e Hadi Bakkour (professor sírio na ONG Abraço Cultural).
Quando: 27 de setembro (quarta-feira) às 19h30
Onde: Estação NET Rio – rua Voluntários da Pátria, 35, Botafogo.
Preço: R$ 22,00
Mais informações sobre ingressos em http://www.grupoestacao.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=538&lang=pt


Ficha Técnica:
Exodus - De onde vim não existe mais

Brasil, Alemanha | 2016 | Documentário | 105 min.
Direção e roteiro: HANK LEVINE
Produção: FERNANDO MEIRELLES, ANDREA BARATA RIBEIRO, BEL BERLINCK, FERNANDO SAPELLI, HANK LEVINE
Narração: WAGNER MOURA, JULE BÖWE


Sinopse: O filme "Exodus - De onde eu vim não existe mais" é um retrato das dramáticas e íntimas histórias de refugiados de diferentes partes do mundo que tiveram de deixar suas casas por motivos distintos. Durante dois anos, o filme acompanha as jornadas de Napuli, Tarcha, Bruno, Dana, Nizar e Lahtow, e mostra o desenrolar de seus destinos diante de um mundo pautado por fronteiras abertas e fechadas.

O2 Play
Distribuidora digital, a O2 Play é dirigida por Igor Kupstas sob a tutela de Paulo Morelli, sócio da O2 Filmes, e faz parte do grupo O2. Em atividade desde 2013, a O2 Play lançou em cinema filmes como CIDADE CINZA, da Sala 12, com os grafiteiros Os Gêmeos, LATITUDES, com Alice Braga e Daniel de Oliveira, JUNHO - O MÊS QUE ABALOU O BRASIL, da Folha de São Paulo, A LEI DA ÁGUA, de André D’Elia com produção de Fernando Meirelles, A BRUTA FLOR DO QUERER, vencedor de 2 prêmios em Gramado, e ENTRE NÓS, A NOITE DA VIRADA e ZOOM, estes de produção da O2 Filmes em co-distribuição com a Paris Filmes.


A O2 PLAY é um agregador de iTunes, Google Play, Netflix, Now e outras plataformas de VOD, e realiza a distribuição digital e encoding para dezenas de títulos e séries, além de vendas para TV e mercado internacional. A O2 PLAY teve seis longas escolhidos pela Apple como "Os Melhores Filmes do Ano” entre 2014 e 2015.



EXODUS - DE ONDE EU VIM NÃO EXISTE MAIS - Trailer Oficial
 
 
 

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e Administradora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário