Sugestões da TV Brasil para domingo (20)


 
Alba Bittencourt
Portal Splish Splash


Memorial Clara Nunes ganha as telas do Conhecendo Museus deste domingo (20)
 
Programa recorda a trajetória da cantora mineira através de seu legado para a cultura nacional


Um dos maiores nomes da música popular brasileira e estrela internacional, Clara Nunes está eternizada em um memorial que leva o seu nome, localizado na cidade de Caetanópolis, no interior de Minas Gerais. O programa Conhecendo Museus desta semana é dedicado à Guerreira e visita o espaço. A homenagem vai ao ar neste domingo (20), às 11h30, na TV Brasil.

Inaugurado em 11 de agosto de 2012, o local é um oásis para os fãs da artista que deixou um legado cultural para a música brasileira. O acervo do Memorial Clara Nunes é testemunho fundamental da trajetória dessa importante cantora.

São aproximadamente 6 mil peças catalogadas e mais algumas centenas a serem enumeradas. Todos os itens são bem preservados primando pela qualidade e respeito com a artista e com seus admiradores. A maioria das obras expostas foram doadas pelo marido de Clara, o compositor Paulo César Pinheiro, e por fãs.



A visita ao universo de Clara Nunes começa pela Fé, traço marcante em sua vida e que ela fez questão de tornar público através de sua obra. Seu trânsito por diferentes universos religiosos, com seriedade e convicção, foi fundamental para que ela entendesse o seu canto como uma missão.

As guias que usava estão penduradas no teto. O chão é forrado de conchinhas trazidas da praia e representam a presença do mar na obra da cantora e o seu significado no universo das religiões afro-brasileiras. O espaço também traz o oratório com os santos de devoção, os Pretos Velhos e a Pomba do Espírito Santo. Filha de Ogum e Yansã, Clara nunca negou sua fé.

A mostra também conduz o visitante a um passeio pelos principais momentos da carreira de Clara, no início dos anos 1980, com a gravação do LP "Brasil Mestiço" e o show "Clara Mestiça". As roupas usadas no clipe da música e a famosa tornozeleira estão expostas no local.



Na parede, um painel cronológico batizado de Vida e Obra apresenta as principais etapas da trajetória artística que transformou Clara Nunes em cantora das raízes da Cultura Popular Brasileira. Ela ganhou prêmios importantes, como o Roquete Pinto, o mais cobiçado da época, foi acompanhada pelo Conjunto Nosso Samba e trabalhou com grandes produtores e cenógrafos.



Ainda fazem parte do acervo telas, objetos de decoração, roupas, fantasias, colares, pulseiras e adereços que se tornaram símbolo do figurino de Clara Nunes e ajudaram a construir uma mensagem visual única e impactante. O passaporte é testemunha de um tempo passado que continua presente. No museu há registros por meio de fotos, cartazes, recortes de jornais, cartões postais, roupas e chinelos da passagem da cantora pelo Japão.



O mural de fotos da artista e amigos em momentos de descontração é um destaque à parte. O centro cultural também presenteia o público com um documentário feito exclusivamente para ser exibido e levar os fãs e admirados ao túnel do tempo.

O Memorial Clara Nunes atua em diferentes frentes, como atendimento a pesquisas acadêmicas e artísticas, apoio a projetos educacionais e parcerias na realização de festivais. O espaço promete matar a saudade dessa importante cantora e ícone da música brasileira.

SERVIÇO:
Conhecendo Museus – domingo (20), às 11h30, na TV Brasil.

 
Partituras exibe show do pianista baiano Paulo Brasil neste domingo (20)
 
Talento da nova geração apresenta repertório com brasilidade no Centro Cultural BNDES



O Partituras mostra o espetáculo do pianista baiano Paulo Brasil, gravado em fevereiro no palco do Centro Cultural BNDES, neste domingo (20), ao meio-dia, na TV Brasil. No show “Piano Brasileiro”, realizado no projeto Quartas Instrumentais, o artista toca um repertório que privilegia as composições nacionais e valoriza a cultura do país. A apresentadora Sofia Ceccato aproveita a presença do músico no Rio de Janeiro para uma entrevista exclusiva para o programa.



O repertório do espetáculo “Piano Brasileiro” é formado por composições que são referências para o piano e que remetem a outras áreas da cultura nacional. Entre as obras escolhidas estão “Le Tombeau de Aleijadinho”, do compositor carioca Ricardo Tacuchian, e “Bachianas Brasileiras”, “Choros nº 5” e “Ciclo Brasileiro”, canções do maestro Heitor Villa-Lobos.

Com uma importante bagagem internacional em seu currículo, Paulo Brasil é um dos principais nomes da nova geração de pianistas brasileiros. O baiano lançou-se solista aos 10 anos de idade, tocando com a Orquestra Sinfônica da UFBA. Posteriormente, estudou em Moscou e Viena. Foi reconhecido em diversos concursos europeus. Desde 2011, Paulo está de volta ao Brasil onde tem se apresentando como solista ou camerista em salas de todo país.

Sobre o programa

Apresentado pela flautista Sofia Ceccato, o Partituras oferece uma vasta programação de concertos de música de câmara semanalmente na TV Brasil. O programa também pode ser acompanhado na versão radiofônica.

Excepcionalmente essa semana, o Partituras será transmitido na Rádio MEC AM Brasília e na Rádio MEC FM Rio, às 13h de domingo. O horário habitual é ao meio-dia simultaneamente com a TV Brasil. As emissoras reprisam o espetáculo às quintas, às 21h. Já na Rádio MEC AM Rio, a atração vai ao ar no domingo à meia-noite.

SERVIÇO:
Exibições do Partituras
Partituras – domingo (20), ao meio-dia, na TV Brasil
Partituras – domingo (20) para segunda-feira (21), às 3h, na TV Brasil (reprise)
Partituras – domingo (20), excepcionalmente às 13h, na Rádio MEC FM Rio 99,3 MHz
Partituras – quinta-feira (24), às 21h, na Rádio MEC FM Rio 99,3 MHz (reprise)
Partituras – domingo (20), excepcionalmente às 13h, na Rádio MEC AM Brasília 800kHz
Partituras – domingo (20) para segunda-feira (21), à meia-noite, na Rádio MEC AM Rio 800kHz

 
Fundistas Haile Gebrselassie e Patrick Makau


Segundo episódio da série "O Milagre do Corpo" vai ao ar neste domingo (20) na TV Brasil

Produção documental revela segredos da performance de grandes atletas com pesquisa de alta tecnologia

As atrações do segundo episódio da série documental O Milagre do Corpo são dois corredores de primeira linha: o etíope Haile Gebrselassie e o queniano Patrick Makau. A produção vai ao ar na TV Brasil neste domingo (20), às 22h, logo após o programa No Mundo da Bola.



Realizada em parceria com a emissora japonesa NHK, a série desvenda a performance dos melhores atletas do mundo com pesquisa de alta tecnologia. No primeiro programa, o destaque foi o velocista jamaicano Usain Bolt.

O Milagre do Corpo utiliza filmagens com tecnologia de última geração para explorar os segredos do corpo humano. Atletas de alto rendimento, campeões olímpicos e mundiais, participam da atração para mostrar como superam seus próprios limites e melhoram o desempenho nas competições. Na próxima semana, no dia 27 de agosto, a série acompanha os treinos do ginasta japonês Kohei Uchimura.

Feitos de Haile Gebrselassie e Patrick Makau em corridas de longa distância


Considerado um dos maiores fundistas da história do atletismo em provas de longa distância, Gebrselassie é bicampeão olímpico e tetracampeão mundial dos 10.000m. O atleta, que recebeu o apelido de “Imperador”, estabeleceu 27 recordes mundiais entre distâncias que vão dos 3.000m aos 42km da maratona. Os principais resultados do etíope foram entre 1993 e 2003.



Gebrselassie foi o primeiro homem a correr uma maratona abaixo de 2h04m nas ruas de Berlim. É um dos poucos a conseguir o feito até hoje. Há seis anos, em 2011, a marca de 2h03m59s que o etíope obteve na prova alemã foi superada em 21 segundos pelo queniano Patrick Makau que venceu a Maratona de Berlim com o tempo de 2h03m38s.

O corredor queniano também participa da coprodução entre Brasil e Japão. Makau teve seu recorde batido dois anos depois pelo compatriota Wilson Kipsang na mesma maratona. Em 2014, o também queniano Dennis Kimetto estabeleceu um novo recorde mundial para a distância com a marca de 2h02m57. Em 1998, o brasileiro Ronaldo da Costa conquistou Berlim ao cravar 2h06m05s.

Durante as gravações de O Milagre do Corpo, os fundistas Haile Gebrselassie e Patrick Makau foram submetidos a uma série de testes com tecnologia de ponta para acompanhar as reações do organismo que os diferenciam de outros atletas.

Atleta mais completo da ginástica


 A série O Milagre do Corpo fecha com o terceiro episódio que acompanha os treinos do ginasta japonês Kohei Uchimura, conhecido como “King Kohei” pelos fãs, no dia 27 de agosto, às 22h, na TV Brasil.

Em suas apresentações, o atleta une força, técnica e precisão. Kohei Uchimura é considerado o ginasta mais completo de todos os tempos. A máquina japonesa disputou sua terceira Olimpíada nos Jogos Rio 2016. Na competição, ele garantiu mais duas medalhas de ouro para a sua coleção: individual geral e por equipes.

SERVIÇO:
O Milagre do Corpo
Série em três episódios de 50 minutos
Dias 20 e 27 de agosto de 2017, às 22h, na TV Brasil
Título original: "Miracle Body"
Classificação indicativa: Livre

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e Administradora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário