Marisa Monte chega aos 50 com a voz de uma artista vitoriosa



Marisa Monte chega aos 50 anos neste sábado (01) como uma das grandes cantoras do Brasil.

Ainda não tinha 22 quando lançou o primeiro disco, em 1989. Foi uma estreia singular: optou por um registro ao vivo.

O repertório sofisticado e eclético, tradicional e moderno, veio do gosto de Marisa e da estratégia do seu produtor, Nelson Motta.

O refinamento, a diversidade, o velho e o novo – tudo isso ficou como marcas do trabalho da artista.

Ficaram outras coisas: a liberdade das escolhas, a discografia pouco extensa, a ausência de coletâneas (somente uma em quase três décadas de carreira).

O êxito de Marisa Monte é resultado dos seus méritos como cantora, dos belos shows que faz, mas também do seu marketing pessoal, da capacidade que tem para administrar a carreira e gerar grandes expectativas sempre que anuncia um novo projeto.

Ela vai do pop mais banal ao mais sofisticado standard do cancioneiro americano com a mesma postura com que divide palcos com Paulinho da Viola. Ou Arnaldo Antunes. Ou Roberto Carlos. Ou produz a Velha Guarda da Portela.

Aos 50 anos (e já há um bom tempo), Marisa Monte – como na canção de Bethânia – tem a voz de uma pessoa vitoriosa.

A voz e a trajetória de uma artista vitoriosa!


in-http://blogs.jornaldaparaiba.com.br
Alda Jesus

Sobre a autora

Alda Jesus - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário