10 dúvidas sobre o uso do anticoncepcional oral


Especialista explica o modo de ação e possíveis efeitos colaterais do contraceptivo

                                                                                                                                 
Alda jesus
portal Splish Splash

O anticoncepcional auxilia na prevenção de uma possível gravidez indesejada, ajuda a manter o ciclo menstrual regulado ou ausente e proporciona alguns benefícios à saúde da mulher. Porém, seu uso gera muita discussão e diversas dúvidas. “Há quem acredite, por exemplo, que o uso da pílula por muitos anos pode atrapalhar a gravidez futura, mas isso não acontece. O que atrapalha a gravidez não é o fato de usar por muitos anos o anticoncepcional, mas sim, a idade da mulher na ocasião”, destaca Renato de Oliveira, ginecologista responsável pela área de reprodução humana da Criogênesis.

Abaixo, o especialista responde algumas das principais questões sobre o assunto

Há uma idade certa para começar a tomar o anticoncepcional?

Não existe uma idade certa. O que existe é a indicação individualizada. Assim, a partir da primeira menstruação, ela poderia ser utilizada. Porém, caso não exista um benefício claro, não há sentido para sua introdução. Ressalto que é normal a irregularidade, geralmente, nos dois primeiros anos do ciclo menstrual.

2. É verdade que alguns anticoncepcionais são capazes de diminuir as espinhas?

É verdade. Em muitos casos, a pílula é a primeira linha de tratamento para a acne. Alguns anticoncepcionais orais combinados possuem o componente da progesterona derivado da ciproterona, o qual apresenta importante ação antiandrogênica, que melhora os quadros de acne e oleosidade excessiva da pele.

3. O uso da pílula é capaz de engordar ou emagrecer?

Os métodos estão cada vez mais modernos e utilizam baixas doses de hormônios, causando o mínimo possível de transtorno em relação ao peso e desde que não existam contraindicações, costumam ser bem tolerados. Um tipo de progesterona denominada drospirinona possui atividade que implica na diminuição da retenção de líquidos, por exemplo.

4. Alguns remédios podem cortar o efeito do anticoncepcional?

Sim. Dentre todos, deve-se destacar alguns antibióticos e antidepressivos. Portanto, informe sempre ao seu médico sobre o uso de remédios em paralelo.

5. Existe um tempo certo para utiliza-lo ou posso tomar a vida toda?

Pode ser utilizado até a menopausa. É importante desmistificar a necessidade de fazer pausas regulares no uso de anticoncepcionais para um processo de "desintoxicação". Isto é um erro e pausas maiores que 3 meses aumentam o risco de trombose quando se reinicia o anticoncepcional. Portanto, não interrompa seu anticoncepcional sem um motivo pertinente.

6. Usar anticoncepcional por um longo período causa infertilidade?

É muito importante frisar que os métodos hormonais não causam infertilidade. A interrupção do método e o retorno dos ciclos menstruais sugere o retorno à fertilidade. Porém, o longo tempo de uso implica em maior idade da paciente, fato que impacta na fertilidade.

7. Posso utilizar o medicamento para interromper a menstruação?

A interrupção da menstruação com métodos anticoncepcionais, desde que não haja contraindicações, é considerada segura e deve ser oferecida como uma opção para a mulher moderna. No entanto, a escolha do método depende de critérios de elegibilidade definidos pela Organização Mundial de Saúde a fim de avaliar o risco para cada paciente. Assim, antes de iniciar qualquer método, procure seu ginecologista.

8. Como proceder se eu esquecer de tomar a pílula?

Em caso de esquecimento, tome-a assim que se lembrar e próximo do horário regular. Se passar um dia, tome os dois em conjunto e mantenha a ordem dos demais. Caso haja o esquecimento de mais de dois comprimidos, deve-se orientar à utilização de preservativos durante sete dias, tomando as pílulas restantes de forma habitual.

9. É possível engravidar nos 7 dias de intervalo entre uma cartela e outra?

Não. Desde que a mulher tenha feito o uso correto, o intervalo não é considerado um momento fértil para que possa surgir uma gravidez.

10. O anticoncepcional pode falhar?

Sim. Não existe nenhum método contraceptico 100% seguro e as chances de falhar aumentam se a mulher tiver náuseas e vômitos, diarréia, esquecer as tomadas ou fazer uso em horários desordenados.

Sobre a Criogênesis

A Criogênesis, que nasceu em São Paulo e possui mais de 14 anos de experiência com células-tronco, é acreditada pela AABB (Associação Norte Americana de Bancos de Sangue) e certificada pela IQNet NBR ISO 9001:2015. A clínica é referência em serviços de coleta e criopreservação de células-tronco, medicina reprodutiva, gel de plaquetas e aférese, incluindo a diferenciada técnica de fotoférese extracorpórea. Sua missão é estimular o desenvolvimento da biotecnologia através de pesquisas, assegurando uma reserva celular para tratamento genético futuro.  www.criogenesis.com.br.

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário