Galeria de Copacabana recebe exposição 'Louça Fina', de Fernando Ribeiro


Mostra questiona o consumismo e o valor da obra de arte
 

Jornal do Brasil

Um liquidificador que mistura ícones da história da arte nacional e internacional, com uma generosa dose de bom humor, passando por nomes como Keith Haring, Basquiat e Roy Lichtenstein, obras famosas como 'O Grito' e a 'Mona Lisa', personagens da Disney, a Coca-Cola, figuras religiosas, tudo isso tendo como suporte singelos pratos de papelão. Assim é a exposição 'Louça fina’, de Fernando Ribeiro, com cerca de 30 obras que chegam ao Rio de Janeiro dia 27 de junho, na Tramas Arte Contemporânea, depois de passar por São Paulo e Belo Horizonte.

Com a mostra, o artista aborda questões diversas, do consumismo ao valor da obra de arte como memória e parte da história. Fernando Ribeiro aponta como sua princípal influência o francês Marcel Duchamp, que entrou de vez para a história com a técnica do ready-made, em que escolhia produtos industriais, criados com finalidade prática, e não artística (mictório de louça, pá, roda de bicicleta), e os elevava à categoria de obra de arte.

"O meu trabalho basicamente é duchampiano, a coisa mais importante é o fato de [a exposição] ter nascido do prato de papelão", explica ele, que descreve seu trabalho como "uma espécie de ready-made induzido". "Está tudo pronto, e eu vou acrescentando as peças. Eu sou um colecionador: vou recebendo presentes e compro coisas que nem sei bem como vou usar e, com o tempo, acabam entrando nas obras", detalha.
A pop art também é outra influência grande para o artista plástico, com homenagens a artistas desse estilo e o uso de grandes marcas do mercado publicitário em suas obras. "Eu só faço referência a artistas que realmente me interessam. Se você for olhar, a mostra na verdade é uma grande maquete da história da arte", resume Fernando Ribeiro.

A abertura da exposição acontece no dia 27 de junho, às 19h, e marca também o lançamento do novo site da Tramas Arte Contemporânea (www.tramasgaleriadearte.com.br). Na mesma noite, duas outras exposições serão abertas no Shopping Cassino Atlântico: Extração, individual de Ramon Martins, na Galeria Movimento, e o 8º Salão dos Artistas Sem Galeria, na Galeria Patricia Costa, numa verdadeira maratona artística.
Fernando Ribeiro, que nasceu em São Paulo e interessado pelo universo dos gibis, iniciou sua carreira ainda jovem, como cartunista e roteirista de história em quadrinhos. Aluno de Nelson Leirner, tornou-se produtor do artista nos anos seguintes e também seu assistente em exposições nacionais e internacionais.

Desenvolve seu trabalho através de pinturas, assemblage, ready-made e tridimensional, usando o humor como ferramenta. Em seus trabalhos, utiliza ícones pop e do mercado publicitário como Mickey Mouse e rótulos da Coca-Cola. Faz ainda uma passagem pela história da arte, através da releitura de obras de grandes nomes arte como Picasso, Matisse e Miró.

A exposição Louça Fina fica em exibição até 29 de julho, de segunda a sexta, das 10h às 19h, e aos sábados, das 12h às 18h. A galeria Tramas Arte Contemporânea fica no Shopping Cassino Atlântico, na Avenida Atlântica 4.240/loja 219, em Copacabana, na Zona Sul do Rio.

In
http://www.jb.com.br/cultura/noticias/2017/06/23/galeria-de-copacabana
 
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário