'Se pensasse em mim como herói nacional seria estranho', afirma o cantor Salvador Sobral


"Se pensasse em mim como herói nacional seria estranho"

O cantor Salvador Sobral afirmou hoje que seria estranho pensar em si próprio como um herói nacional, depois de ter sido responsável pela primeira vitória de Portugal no Festival Eurovisão da Canção.


POR LUSA

Na conferência de imprensa com o vencedor da edição deste ano, que se realizou em Kiev, Salvador Sobral disse que o herói nacional de Portugal é o futebolista Cristiano Ronaldo e mostrou-se contente por ser o desportista a ocupar tal posto.

"Só quero viver uma vida sossegada. Espero que isso possa acontecer, tenho a certeza que sim. Talvez no princípio seja um pouco agitado. Se pensasse em mim como um herói nacional seria um pouco estranho", respondeu o músico a uma das questões colocadas numa conferência de imprensa pontuada por várias salvas de palmas.

Face a uma pergunta sobre o apelo que fez de apoio aos refugiados na conferência de imprensa que se seguiu à primeira meia-final, Salvador Sobral disse não pretender acrescentar nada ao que já havia afirmado, mas realçou que transmitiu uma mensagem sobre os refugiados por acreditar ser o maior problema com que a Europa se confronta atualmente, sem querer ser político.

"Recebemos um e-mail da organização a dizer que não podia continuar a usar aquela camisola [que dizia 'SOS Refugiados']", explicou Salvador Sobral, por não serem permitidas mensagens políticas ou comerciais: "Pensei que era estranho. E se vestir uma camisola da Adidas, é uma mensagem comercial? Era apenas humanitária. Já disse tudo o que tinha a dizer, não penso que deva apertar o mesmo botão outra vez".

Sobral, que disse nunca ter escrito uma canção com o propósito de passar na rádio, frisou que a sua vida não vai mudar em nada e que vai prosseguir com a digressão prevista para este verão.

"Nunca quis saber dos votos, só quis cantar uma canção bonita como ela é", declarou.

Por seu lado, Luísa Sobral, irmã do cantor, disse acreditar que a principal razão para a canção portuguesa ter sido a escolhida talvez se prenda com a sua "simplicidade".

Durante a conferência de imprensa, o supervisor executivo da União Europeia de Radiodifusão, Jon Ola Sand, enalteceu o trabalho da organização local em Kiev e disse que a preparação para 2018, em Portugal, começa "já na segunda-feira".

"Amar pelos Dois", a canção com letra e música de Luísa Sobral que deu a vitória a Portugal, obteve 758 pontos na votação combinada dos júris nacionais e do público, na final do festival disputada em Kiev, na Ucrânia, que foi transmitida em direto pela RTP1.

A final do Festival Eurovisão da Canção foi disputada por 26 países.


In https://www.noticiasaominuto.com
---------------------------------------
Salvador Sobral (Portugal) Dress Rehearsal Amar Pelos Dois
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário