Especialistas discutem tratamentos inovadores em odontologia funcional e estética




                                                                                                                                    
Alda Jesus
Portal Splish Splash

A Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais (SBTI) realiza, de 6 a 8 de abril, no Hotel Maksoud Plaza, em São Paulo, o seu 2º congresso nacional. O evento reunirá renomados profissionais de todo o País para discutir as novas técnicas e a promover a disseminação das atividades inerentes à especialidade para o melhor atendimento das necessidades da população nas áreas funcionais e estéticas da odontologia.

Dentro alguns dos temas da grade do Congresso está o desenvolvimento de tratamentos com o uso adjuvante da Toxina Botulínica para pacientes com bruxismo, uma desordem funcional que se caracteriza pelo ranger ou apertar dos dentes durante o sono e que, segundo a literatura médica, está associada a fatores genéticos, estresse, tensão, ansiedade, ou a problemas físicos, como oclusão ou fechamento inadequado da boca. Em todo mundo, o bruxismo acomete aproximadamente 15% das crianças e afeta indistintamente homens e mulheres.

Na odontologia, a aplicação da toxina botulínica tem apresentado resultados positivos em pacientes como tratamento coadjuvante em pacientes com bruximo e também com disfunção temporomandibular - dor e mobilidade comprometida da articulação da mandíbula e dos músculos ao redor.

Muitos trabalhos científicos têm ratificado o uso da toxina botulínica no conjunto de tratamentos para o bruxismo primário de origem central, ligado ao Sistema Nervoso Central (SNC), para fins nas áreas motoras periféricas. “O tratamento visa, em sua essência, a reabilitação das funções dentárias, diminuindo a força muscular da mandíbula e gerando mais estabilidade para o paciente”, explica o cirurgião-dentista Flávio Luposeli, diretor cientifico do 2º Congresso Brasileiro de Toxina Botulínica e Implantes Faciais.

Dentre outras indicações terapêuticas importantes da toxina botulínica estão a sialorréia – excesso de salivação presente, especialmente, em crianças e adultos com paralisia cerebral.

O Congresso traz ainda recentes novidades a partir do uso de células-tronco para rejuvenescimento facial e a aplicação do ácido hialurônico na odontologia, um componente natural de várias células do corpo humano – mais especificamente, daquelas que estão associadas à síntese de colágeno, responsável pela elasticidade e sustentação da pele. A substância vem sendo utilizada como uma opção de tratamento minimamente invasivo para estimular a produção de colágeno e atenuar leves desequilíbrios na mandíbula ou nos lábios, bem como para preencher determinadas áreas da face que estão, direta ou indiretamente, associadas à função ou à estética odontológica.

Do terapêutico ao estético

O 2º Congresso Brasileiro de Toxina Botulínica e Implantes Faciais vai tratar ainda de questões sobre a atuação dos profissionais da odontologia, tendo como um dos tópicos centrais a nova resolução 176/2016 do Conselho Federal de Odontologia (CFO), que autoriza procedimentos de Toxina Botulínica e preenchedores faciais por cirurgiões dentistas para a harmonização orofacial.

“Nossa prática clínica está fortemente associada à harmonização facial, mas não é só isso. Na verdade, não é apenas cuidar do sorriso, mas ampliar o sentido de bem-estar para o paciente e, neste contexto, trabalhar ainda na correção da gengiva e dos lábios, que entre a estética e a terapêutica existe um equilíbrio importante que incide em questões psicológicas e funcionais, por exemplo”, diz o diretor cientifico do Brasileiro.

“A proposta do Congresso é proporcionar aos profissionais da área o que existe de mais atual na odontologia funcional e estética, para corresponder de forma especializada e assertiva às funções que nos compete aos tratamentos para os pacientes que buscam a harmonização facial”, ressalta Levy Nunes, Presidente do 2º Congresso Brasileiro de Toxina Botulínica e Implantes Faciais.

Entre outros temas, o evento abordará ainda o traumatologia Buco-Maxilo-Facial, Harmonização Orofacial nos conceitos de Beleza Facial atual, Bichectomia como Estética Funcional, Tratamento cirúrgico de sorriso gengival em associação com toxina botulínica, Análise facial digital, Preenchimentos faciais com transplante celular, entre outros.

O evento terá ainda a participação de especialistas de outras áreas, sempre essenciais no tratamento multiprofissional, como anestesistas e fonoaudiólogos, com os respectivos temas “Aspectos técnicos da utilização de toxina botulínica em dor crônica” e “Diagnóstico Funcional da Face para utilização de Toxina”.

SERVIÇO:
2º Congresso Brasileiro da Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais
Data: de 6 a 8 de 2017
Local: Hotel Maksoud Plaza - R. São Carlos do Pinhal, 424 - Bela Vista, São Paulo – SP
Realização: Sociedade Brasileira de Toxina Botulínica e Implantes Faciais (SBTI)
Site do Congresso:  http://congressosbti2017.com.br

Licenciada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora militante do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal.

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário