Professora Tem Momento Inesquecível com Roberto Carlos e Recebe Carona no “Cadillac” do Rei




Por: Tâmara Oliveira Santana  
tamaraoliveirasantana08@gmail.com

Margarida Aguiar seria mais uma entre as estatísticas de mais uma mulher batalhadora que lutou para concluir os estudos, para adquirir o diploma em Pedagogia, em se esforçar ao máximo para enviar os filhos para boas instituições de ensino , em descobrir que a filha caçula que nasceu um bebê lindo foi diagnosticada com uma doença rara e então enfrentar um divórcio de uma união que aparentava sólida após 33 anos de casamento. Ela viveu o lado bom e negativo que muitas mulheres da classe média vivem, mas com garra e sem querer sustentar “status” não pestanejou um segundo quando o marido resolveu não apoiá-la na “luta” para descobrir de fato a doença da filha caçula Bia (32). Mãe de Simone (44) jornalista concursada da Prefeitura de Macaé/RJ, de Victor (40) fotógrafo que atualmente trabalha em cruzeiros exclusivos em diferentes países e de seu “Anjo da Guarda” assim desde quando sua caçula era pequena, Margarida intitula Bia, portadora da síndrome De Rett, e foi esse Anjo que “seduziu” os filhos do Rei: Roberto Carlos II (Dudu), Luciana Braga e o próprio Rei Roberto Carlos que durante um bom tempo dispensaram total atenção a Margarida, Bia, e seu filho Vitcor no bairro da Urca no Rio de Janeiro. Margarida conta com detalhes para o Portal Splish Splash este momento de pura emoção.

PSS: Você pode dizer quando e como aconteceu essa feita?

MA: Isso aconteceu em 24/12/2000, faz um bom tempo, mas parece que foi ontem, esse acontecimento fica marcado como um dos melhores de minha vida (revela Margarida com os olhos cheios de lágrimas). Como muitas mães que tem filhos que estudam na capital, fui ao Rio de Janeiro com Bia passarmos as festas de fim de ano com meu filho do meio, Victor que na época cursava publicidade no Rio de Janeiro. Tinha visto no programa do Jô Soares uma entrevista com Roberto Carlos II, o Dudu, dizendo que passava o Natal com a família na casa do pai no Rio de Janeiro e que no dia 24 de dezembro todos os familiares iam ver seu pai cantar na Missa da Paróquia Nossa Senhora do Brasil próxima ao prédio do Roberto Carlos no bairro da Urca, então após aqueles passeios tradicionais que todo morador do interior do Estado gosta de fazer no Rio de Janeiro perguntei ao meu filho se ele podia nos levar até a Paróquia Nossa Senhora do Brasil imaginando que a Missa seria no fim da tarde e teríamos a chance em ver Roberto Carlos cantar, pegamos um táxi e rumamos até a igreja. Para nossa surpresa ao chegarmos lá a mesma estava fechada e nem sinal de Missa, meu coração gelou...

PSS: Se seu “coração gelou” você chorou?

MA: Fiquei muito desapontada era como se tivesse jogado um “balde de água fria” em mim, lembrei da entrevista no Jô do Dudu dizendo que a igreja era próxima ao prédio do seu pai, falei para meu filho que ia bater em todos os prédios próximos a Paróquia para perguntar onde RC morava, no primeiro prédio um porteiro educadíssimo disse por interfone que não era ali que o Rei morava mas que se eu fosse no número 818 no edifício Golden Bay eu “acharia” o Rei, sai dali como se tivesse ganho o bilhete premiado da loteria, dentro de mim algo me dizia que alguma coisa extraordinária iria acontecer naquela véspera de Natal.

PSS: Imaginamos que tinham muitos fãs em frente a portaria do prédio do cantor...

MA: Ai que você se engana tudo calmo, o que me encheu mais ainda de esperança, toquei o interfone e falei para o porteiro que tinha saído de Macaé que precisava muito falar com o Rei Roberto Carlos, ele deu uma risada, e disse que nem se eu fosse a comediante Regina Casé ou o jornalista Renato Machado o cantor não iria me atender, mas que não era para eu me importar que se isso me consolava seu Roberto Carlos, o Rei de milhões não estava em casa.

PSS: Hora de voltar para casa então...

MA: Sempre fui católica, sou uma mulher de muita fé e como te disse ao sair do primeiro prédio, tinha dentro de mim que algo especial iria acontecer, quando escutei exatamente essa frase de meu filho, “mãe vamos embora, chega, para com isso!”, e olho para o outro lado da rua , quem estava sentado na mureta?

PSS: Quem? O Rei Roberto Carlos?

MA: Não! Calma! Vocês mais jovens tem que aprenderem a serem mais pacientes e terem mais Fé! Os filhos dele: O Roberto Carlos II, o Dudu, Luciana Braga e a ex-esposa de Dudu, Márcia. Foi ai que tudo começou. Atravessámos os três: eu, Bia e Victor em direção aos membros da família Braga que curtiam calmamente e livremente a fresca do verão de dezembro. Expliquei que na minha inocência tinha ido ver a Missa porque queria ver o pai deles cantar, o quão fã era do Rei, dos shows do pai deles que tinha ido. Eles se interessaram pela Bia, o Dudu colocou as mãos no rosto da Bia e falou que de fato ela era um Anjo expliquei rapidamente que durante anos ficamos como “semi residentes” no Hospital das Clínicas em São Paulo pela equipe de cientistas de Dr. Eneida Matarazzo até descobrirem que Bia tem a Síndrome De Rett, como Luciana é jornalista ela fez muitas perguntas e como já estava ficando tarde eu disse que ia embora mas a Luciana insistia que a gente continuasse a ficar ali a conversar. Sempre com a mesma frase “espera mais um pouquinho”...

PSS: Então seu encontro foi com os filhos de RC?

MA: Você acredita em Papai Noel?

PSS: Silêncio...

MA: Enquanto conversava com os meninos que foram muito educados, pareciam pessoas que a gente já conhecia há anos, de repente aparece um carrão, que não sei precisar o modelo e entra na garagem do prédio, do nada a Luciana chama o Dudu se despede e fala assim para mim: “a gente tem que subir mas você e seus filhos fiquem mais um pouquinho aqui”. E saíram os três o Dudu, a Luciana que é uma graça de pessoa, e a Márcia que foi até muito simpática antes de irem ela mesma se prontificou em tirar uma foto da gente.

PSS: O que vocês pensaram quando Luciana pediu para vocês ficarem ali do outro lado da rua?

MA: Para lhe ser sincera só passou na minha cabeça em pegar um táxi e ir para a casa de meu filho, o papo já tinha sido muito bom com os filhos do Rei, já estava grata por demais, chegou aquele momento que não estava pensando mais em nada, mas como era dia 24 de dezembro, acredito que Papai Noel resolveu entregar um grande presente para mim. Logo depois que eles saíram demoraram mais alguns minutos e o porteiro apareceu e chamou a gente, quando entramos no hall do prédio quem estava lá?!

PSS: O Papai Noel com uma foto autografada do Roberto Carlos especialmente para você.

MA: O próprio Rei Roberto Carlos!!! Quase desmaiei. Meu coração acelerou, minhas lágrimas me traíram porque não paravam de rolar pelo meus olhos, borrando toda a minha maquilagem! Dai entendi porque Luciana mandou a gente esperar do outro lado! E estava insistindo tanto para a gente ficar mais um pouco! O Rei é lindo! O cheiro do RC é algo difícil de descrever de tão maravilhoso

PSS: Sim, mas o que vocês falaram?

MA: Ah! Inicialmente eu só falava: “Nosso Rei! Nosso Rei!”, e ele disse “Eu não sou Rei, eu sou AMIGO de vocês”!

PSS: O que tem de especial no hall do edifício do RC? É todo em azul e branco também?

MA: É uma recepção extremamente elegante, tinha uma mesa com muitas guloseimas natalinas, com pistaches, avelãs, tâmaras, nozes, ao lado uma área com bebidas, refrigerantes, vinhos, uisques, tudo de muito bom gosto e qualidade ele nos ofereceu tudo que tinha ali, de fato parecia um amigo, eu só queria água se possível com açúcar para me acalmar.

PSS: Alguma curiosidade que ele tenha contado para vocês?

MA: Não sei se é curiosidade mas meu filho estava com uma blusa dos Beatles e o Rei falou da paixão dele pelos Beatles, da Abbey Road em Londres, eles passaram um tempo falando do Abbey Road Stúdios, da “terra” dos Beatles na cidade de Liverpool na Inglaterra, e colocou Bia minha filha com Síndrome de Rett em seu colo, limpou a baba de Bia, acariciou Bia, foi um momento lindo! Nossa Senhora de fato me deu a mão naquele dia!

PSS: Você deu alguma lembrança ou ganhou algum presente do Rei Roberto Carlos?

MA: Sim todos nós que estávamos no hall ganhamos. Bia, Victor, o Matias o porteiro que me disse não logo no início de tudo, eu e Roberto Carlos rezamos na recepção do prédio, quer presente maior que este?

PSS: E a Missa ele de fato canta na Paróquia do bairro no dia 24 de dezembro?

MA: Sim, só que a Missa é pela manhã isso ouvi da própria boca do RC.

PSS: Transportes em período de festa em grandes metrópoles são terríveis, no Rio de Janeiro os táxis parecem reduzirem nas ruas. Vocês voltaram rápido para casa de seu filho após o grande encontro?

MA: Voltamos muito rápido, pois o Rei pediu seu motorista para nos levar até o apartamento de meu filho que ficava em Laranjeiras.

PSS: Vocês foram de Cadillac ou calhambeque?

MA: Nem um, nem outro, fomos de Santana do ano, vistoso, me senti uma rainha (risos). Podia ser até um fusca sem problemas era do Rei e ainda com motorista? Olhe a preocupação dele em nos ver com uma criança especial, ele é muito, muito humano! Aliás toda a família!

PSS: Sua história é super interessante, por que logo quando aconteceu você não a divulgou?

MA: Você já traiu um amigo? Na época minha filha mais velha, Simone, era jornalista do jornal O DIA naquele tempo era o maior da região Norte Fluminense do Estado ela fez de tudo para eu publicar esse encontro com o Rei, eu disse não em consideração a todo o carinho que o Rei e os filhos dele tiveram comigo e meus filhos.

PSS: Sua filha ficou chateada?

Muito, mas em 2006 quando o Rei veio em Macaé fazer um show ela já como jornalista da prefeitura foi quem cobriu o show, não fui ao camarim, mas fiquei na área vip e curti o show relembrando com muita, muita emoção o encontro da gente em 2000. (clique aqui para conferir a matéria publicada sobre o show).

PSS: E por que você resolveu falar desse encontro agora?

MA: Primeiro porque já passou muito tempo. Já viu veículo de comunicação gostar de notícia velha? (risos) . Segundo porque foi o pedido de uma filha de uma grande amiga para que eu fizesse. Terceiro só profissionais sensíveis para entenderem a profundidade do ocorrido, quarto porque a entrevista é para um Portal de pessoas como eu, que respeitam e amam o Rei e quinto os meninos, os filhos de Roberto Carlos, provavelmente já não tem mais esse estilo de vida, então não vou estar colocando o estilo de vida deles em risco.

PSS: O que significa esse encontro para você?

MA: Para mim é como se eu tivesse acertado na loto, ganhei o bilhete premiado da mega sena. Estar com Roberto Carlos foi mais emocionante, mais lindo, do que de fato ver o rio Sena em Paris ao vivo que sonhava em conhecer desde jovem.

Após "Via Sacra" em pleno Natal professora e filhos ganham "presente dos céus" 
e se encontram com o Rei Roberto Carlos

Dudu e Luciana Braga antes de "presentearem" Margarida 
e os filhos com a visita do pai no hall do prédio do Rei


Dentro do "Cadillac" do rei Victor tirou essa foto 
da fachada do prédio de RC como "souvenier"

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :

  1. Que lindo, me emocionou muito, porque conheço esse lado humano do Roberto. Parabéns pra todos e olha, ele estava ainda de luto!

    ResponderEliminar