Porque hoje é domingo



Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Não sou, nunca fui, homem virado para o chauvinismo, apesar de adorar o meu país. Portugal é, nos tempos hodiernos, um país modernizado. Digamos um país de cara bem lavada em termos de apresentação paisagística. Em toda essa mutação, um país que vem denotando clarividente desenvolvimento no seu quotidiano, ultrapassada que foi a falta de bom-senso, constatada nos primeiros dez anos pós-democracia. Os políticos de todos os quadrantes, não descurando os próprios ideais partidários, é certo, se consciencializaram de que, acima de tudo, está o bem-estar da nação lusa, mau grado as tricas entre os maiores líderes, mormente aqueles que, derrotados no sufrágio eleitoral, vestiam a capa da oposição, aliás, de todo necessária para rebater programas governamentais que, no conceito dessa mesma oposição, não satisfaziam o povo português. Mas sabe-se como funciona a política, ou seja, todos querem chegar ao poleiro. Mas meus amigos, devagar, devagarzinho, porque, felizmente, o estatuto da democracia em questões eleitorais não mudou: é o povo quem mais ordena!
Carlos Alberto Alves

Sobre o autor

Carlos Alberto Alves - Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Colabora semanalmente no programa Rádio Face, da Rádio Ratel, dos Açores. Leia Mais sobre o autor...

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário