Brasileiros na mira de Mister Trump



Por: Carlos Alberto Alves
jornalistaalves@bol.com.br
Facebook
https://www.facebook.com/carlosalberto.alvessilva.9
Com tão pouco tempo nas funções de presidente dos Estados Unidos, Trump já terá sido tão badalado quanto o seu antecessor Barak Obama, mas, claro, Trump pela negativa. E das medidas que já tomou os brasileiros já foram visados em termos de vistos de entrada nos States. O homem Trump está danadinho, “quer o resto do mundo aos seus pés” no mais curto espaço de tempo. E será que ele agora tem tempo para dar assistência à mulher linda que tem? Se precisar de uma ajudinha, eu, para o efeito, aqui estou no Brasil, mas já lhe vou adiantando que sou português e, como tal, de uma decisão tomada anteriormente pelo seu governo, não necessito de visto, a não ser que ele se lembre de revogar essa mesma decisão. Para Trump, tudo é fácil. Eu perguntaria: Mister Trump, você quando vai fazer “pipi” se inspira para tomar medidas no dia seguinte?
No facebook, postado pelo meu amigo Humberto Carreiro, encontrei o seguinte:
TRUMP NÃO BRINCA
Um grande terramoto, com a força de 8,1 graus na escala de Richter atinge o Médio Oriente.
Dois milhões de muçulmanos morrem e mais de um milhão ficam feridos.
O Iraque, o Irão e a Síria ficam totalmente destruídos e os governos não sabem por onde começar com o fornecimento de ajuda para a reconstrução.
O resto do mundo está em choque.
A UE e a Rússia enviam tropas para ajudar a manter a paz.
A Arábia Saudita envia petróleo.
Os Países latino-americanos enviam roupas.
A Nova Zelândia e a Austrália enviam ovelhas, gado e sementes.
Os países asiáticos enviam trabalhadores para ajudar na reconstrução das infraestruturas.
O Canadá envia equipes médicas e suplementos.
Os USA ... enviam dois milhões de muçulmanos de substituição.
God bless América !!!
Da minha parte diria que, para acompanhar esses dois milhões de muçulmanos, nada melhor do que o meu amigo Humberto Carreiro que toca maravilhosamente órgão. E sugeria que não optasse por uma música fúnebre, para não entristecer o Mister Trump. O que é que eu disse? Entristecer? O homem não entra nessa. Ele é alegre por natureza. E vão ver daqui a uns tempos ele dançando e cantando no Casino dos Artistas em Atlantic City. A canção é da sua autoria e intitular-se-á O MUNDO A MEUS PÉS.

Jornalista há mais de 50 anos com crónicas e reportagens na comunicação social desportiva e generalista. Atualmente com site próprio (http://jornalistacarlosalbertoalves.blogspot.com) e contribuidor diário no Portal Splish Splash e no site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. jornalistaalves@bol.com.br

Compartilhar Google Plus
    Deixe o seu comentário

0 comentários :

Enviar um comentário