O Brasil está de luto, avião com equipe da Chapecoense cai na Colômbia e deixa mortos

Fotocomposição Alba Bittencourt

Avião com equipe da Chapecoense sofre acidente na Colômbia e deixa mortos

O avião com a equipe da Chapecoense sofreu uma queda perto do aeroporto internacional de Medellín na madrugada desta terça-feira. O prefeito Frederico Gutierrez disse que o acidente deixou 75 mortos. Num primeiro momento foi divulgado que havia apenas cinco sobreviventes e, horas após a tragédia, autoridades colombianas anunciaram ter encontrado mais uma pessoa: o zagueiro Neto. Foram socorridos dois tripulantes - um deles morreu no hospital -, quatro jogadores e um jornalista.

"Foram resgatadas seis pessoas com vida, mas infelizmente uma faleceu. O restante dos ocupantes lamentavelmente faleceu. O balanço trágico é de 76 vítimas fatais", disse o general José Gerardo Acevedo, comandante regional da polícia.
 
Os sobreviventes são Alan Ruschel, Ximena Suárez Otterburg, Marcos Danilo Padilha, Jackson Follmann e Rafael Henzel.

A aeronave da companhia Lamia, com 72 pessoas a bordo e nove tripulantes, perdeu contato com a torre de controle ao sobrevoar o município de La Ceja, perto de Medellín, no noroeste da Colômbia, por volta de 22h15 (hora local). O avião teria sofrido falha técnica, e uma das causas da queda seria a falta de combustível.

Três jogadores sobreviveram.


Danilo, Jackson Follmann e Alan Ruschel sobreviveram ao acidente 
Foto: Montagem com fotos de divulgação

Os jogadores da equipe de Santa Catarina são os goleiros Danilo e Follmann; os laterais Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo; os zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto; os volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco; os meias Cleber Santana e Arthur Maia; e os atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.

"A polícia nacional chegou ao local (do acidente) e está mobilizando toda a ajuda possível, sendo que há seis sobreviventes", informou o aeroporto de Medellín. Entre os sobreviventes estão os goleiros Danilo e Follman e o lateral Ruschel.

Os jogadores decolaram do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, na segunda-feira e chegaram a fazer escala técnica em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia, antes de seguir para seu destino. A delegação da Chapecoense teve que mudar seu plano de voo por uma decisão da autoridade da aviação brasileira, que o impediu de se ir para Medellin em um avião fretado.


Jogadores no avião da Chapecoense Foto: Reprodução do Facebook

Delegação da Chapecoense no voo para a Colômbia (Reprodução/Twitter)

Equipes de resgate tentam se aproximar do local do acidente que seria de difícil acesso. As condições climáticas ainda dificultam a chegada ao local, de acordo com as autoridades colombianas. Helicópteros da força aérea colombiana sobrevoam a área para auxiliar no trabalho de resgate.

A Aeronáutica da Colômbia informou que instalou um centro de controle no aeroporto de Medellín por conta do acidente.


Imagens do acidente com o time da Chapecoense foram divulgadas nas redes sociais 
Foto: Reprodução / Twitter (@TheACMario)

O prefeito de Medellín disse através de seu perfil no Twitter que a prefeitura disponibilizou a rede de hospitais e enviou uma equipe do Departamente Administrativo de Gestão de Risco e Desastre ao local do acidente.

A equipe da Chapecoense disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra Atlético Nacional, na quarta-feira, em Medellín.



Associação Chapecoense de Futebol
 
"Em função do desencontro das notícias que chegam das mais diversas fontes jornalisticas, dando conta de um acidente com a aeronave que transportava a delegação da Chapecoense, a Associação Chapecoense de Futebol, através de seu vice-presidente Ivan Tozzo, reserva-se o direito de aguardar o pronunciamento oficial da autoridade aérea colombiana, a fim de emitir qualquer nota oficial sobre o acidente. Que Deus esteja com nossos atletas, dirigentes, jornalistas e demais convidados que estão junto com a delegação."

A Confederação Sul-americana de Futebol, por meio de nota, confirmou que foi notificada por autoridades colombianas sobre o acidente envolvendo a aeronave que transportava a equipe da Chapecoense. No comunicado, a Conmebol lamenta o ocorrido.

"A família Conmebol lamenta enormemente o ocorrido. Todas as atividades da confederação estão suspensas até um novo aviso", consta em um trecho da nota.

Ainda de acordo com o comunicado, o presidente da confederação, Alejandro Domínguez, está a caminho de Medellín.

Um vídeo publicado na página da Chapecoense em uma rede social mostra a equipe e os jogadores do time no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, momentos antes do embarque. No registro, o gerente de futebol do clube, Cadu Gaúcho, afirmou que essa seria a viagem "mais importante do clube até agora", confira no site - https://www.facebook.com/AChapeF/?fref=ts

 
— A cada ano que passa a gente vai conseguindo marcar a história do clube. A gente espera que, novamente, numa final inédita sul-americana, a gente possa fazer um primeiro jogo muito bom — disse ele no vídeo.

Clube fundado em 1973, a Chape fez história ao se classificar para a decisão da Sul-Americana logo na sua segunda participação a uma competição internacional.

O 'Verdão do Oeste', que disputa a Série A do Brasileirão desde 2013, eliminou gigantes do futebol argentino, como o Independiente, recordista de títulos na Libertadores, nas oitavas de final, e o San Lorenzo, campeão continental em 2014, nas semifinais.


Anderson Paixão é preparado físico da Chapecoense Foto: Divulgação / Chapecoense

Confira a lista dos jogadores que viajaram para a Colômbia

 
Jogadores
 
Goleiros: Danilo e Follmann;
Laterais: Gimenez, Dener, Alan Ruschel e Caramelo;
Zagueiros: Marcelo, Filipe Machado, Thiego e Neto;
Volantes: Josimar, Gil, Sérgio Manoel e Matheus Biteco;
Meias: Cleber Santana e Arthur Maia;
Atacantes: Kempes, Ananias, Lucas Gomes, Tiaguinho, Bruno Rangel e Canela.

Comissão técnica

Treinador - Caio Júnior
Auxiliar técnico - Duca
Preparador Físico - Anderson Paixão
Preparador de Goleiros - Boião
Fisiologista - Cezinha
Médico - Dr. Marcio
Fisioterapeuta - Rafael Gobbato
Analista de Desempenho - Pipe Grohs

In
extra
-------------------
 Último registro de todo o elenco da Chapecoense antes do embarque

Nota da Redação: A nossa solidariedade às famílias das vítimas dessa terrível tragédia, a toda comunidade de Chapecó e ao estado de Santa Catarina, que Deus lhes dê conforto, força e fé para superarem este momento tão difícil e descanso eterno para os entes queridos que partiram.


CONFIRMADO - 76 MORTOS NA QUEDA AVIÃO CHAPECOENSE - QUE DEUS CONFORTE A FAMÍLIA #FORÇACHAPE

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplica e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Compartilhar Google Plus
    Comentários

1 comentários :

  1. As minhas sentidas condolências a toda a família do Chapecoense pela morte da quase totalidade da sua equipa de futebol, vítima de um acidente aéreo quando partiam para a Colômbia para disputar a final da Copa Sul-Americana. Mais um trágico acidente aéreo que vitimou uma equipa de futebol. Recorde-me, por exemplo, o que aconteceu, em tempos remotos, com as equipas do Manchester United (Inglaterra) e Torino (Itália). Manchester United que, naquela época, tinha nas suas fileiras um dos maiores avançados do futebol mundial, Tony Taylor.

    ResponderEliminar