Renomados nomes internacionais descendem de Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal

Tom Cruise, Marilyn Monroe, Bette Davis, Humphrey Bogart; os realizadores Orson  Welles e Luchino Visconti; a escritora Simone de Beauvoir; o dramaturgo Molière; o estadista Winston Churchill; o guerrilheiro argentino Che Guevara; a Rainha Vitória, o Príncipe Carlos, Carolina do Mónaco, Rei Juan Carlos e, imaginem, Donatien Alphonse François de Sade, mais conhecido por Marquês de Sade e mais de metade dos presidentes dos EUA são descendentes de Afonso Henriques primeiro rei de Portugal


Renomados nomes internacionais descendem de Afonso Henriques, primeiro rei de Portugal



Na sequência das nossas publicações intituladas "Confirma-se: Leonardo de Avintes (1452-1519) era Português" e "Cowboys Portugueses", datadas respetivamente de 26/6/2012 e 9/10/2016 e nas quais damos conta o que há muito se sabe, ou seja, que Portugal está onde menos se espera, mas que, pese embora as irrefutáveis provas que o tempo se encarrega de ampliar a qualquer momento, muitos são aqueles que são capazes de duvidar da própria dúvida e em especial para esses eis que veio a terreiro mas uma prova a juntar a tantas outras.

Desta vez, as provas foram mais longe, recuando no tempo até à fundação da Nacionalidade, que o mesmo é dizer ao primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques "O Conquistador".

Com efeito, através da Genealogia, ciência que estuda a origem, evolução e disseminação das várias gerações de uma família, foi possível descobrir que não só a esmagadora maioria dos portugueses são descendentes daquele monarca, de entre eles, os poetas Luís Vaz de Camões e Ary dos Santos, o romancista Eça de Queirós, o músico Rão Kião, e Armindo Gonçalves Guimarães, que por acaso sou eu (ver foto) entre muitos outros. No que se refere a figuras internacionais da atualidade, temos nomes não menos sonantes, como os atores de cinema Tom Cruise, Marilyn Monroe, Bette Davis, Humphrey Bogart; os realizadores Orson  Welles e Luchino Visconti; a escritora Simone de Beauvoir; o dramaturgo Molière; o estadista Winston Churchill; o guerrilheiro argentino Che Guevara; a Rainha Vitória, o Príncipe Carlos, Carolina do Mónaco, Rei Juan Carlos e, imaginem, Donatien Alphonse François de Sade, mais conhecido por Marquês de Sade. Parece impossível, não é? E se lhe dissermos que

E se dúvidas houver, convidamos os nossos estimados leitores a verem o vídeo anexo, no qual o conceituado canal de televisão português SIC, transmite tal notícia que por certo surpreendeu muita gente, exceto a nós que há muito apregoamos que a marca Portugal está em tudo quanto é sítio desde a saga dos Descobrimentos que muitos comparam com a chegada do Homem à Lua onde, também aqui, por incrível que possa parecer,  Portugal marcou presença naquele dia 20 de Julho de 1969 e se repetiu a história quando, qual padrão dos Descobrimentos colocado em terra descoberta, os astronautas Aldrin e Armstrong implantaram em solo lunar a bandeira dos EUA cuja confeção teve os retoques finais de uma costureira portuguesa

De notar que no vídeo, a jornalista, ao mesmo tempo que de forma efusiva notícia tal singularidade, por duas vezes a desvaloriza com o argumento de que "há coisas muito mais importantes do que a origem familiar" e que "a linhagem tem muito que se lhe diga e sobretudo é coisa de que não fica bem seja quem for gabar-se". Não reparem em tais ditos, pois toda a gente sabe que fica bem a qualquer um poder dizer que descende desta ou daquela importante figura histórica. Simplesmente, é o velho jeito de alguns portugueses de desvalorizar o que sabe que é de exaltar, caso contrário não teriam difundido a notícia.

Há coisas do carago!

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !