ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

1/29/2020

Debate Internacional coloca em foco o cinema brasileiro nas telas do mundo

23ª Mostra Tiradentes - Roda de Conversa-Foto Jackson Romanelli-Universo Produção
Mostrar o cinema nacional para o Brasil e para o mundo: este é um dos objetivos da 23ª Mostra de Cinema de Tiradentes, que vai até 1º de fevereiro na cidade histórica mineira. Filmes de todo o país vêm sendo exibidos no evento, que recebe, a cada ano, profissionais internacionais do audiovisual especialmente convidados para falar sobre as possibilidades de cooperação e intercâmbio entre países, relatar suas experiências, estratégias e seleção e programação em festivais internacionais e, é claro, compartilhar seu olhar sobre o cinema brasileiro.

Estas visões serão apresentadas nesta quarta (29), a partir das 15h, no Cine-Teatro Sesi. Participam do seminário “O Cinema Brasileiro nas telas do mundo” quatro convidados, representando três países: da Argentina, a programadora do Festival Internacional de Cinema de Mar del Plata, Paola Buontempo e o crítico de cinema e curador do Filmfest Hamburg e da Viennale, Roger Koza. Da Espanha, a diretora artística do Filmadrid - Festival Internacional de Cinema de Madrid, Nuria Cubas, e, de Portugal, o curador do IndieLisboa - Festival Internacional de Cinema, Miguel Valverde. A conversa será mediada pelo curador Pedro Butcher (RJ).

O Centro Cultural Sesiminas Yves Alves também recebe o Encontro com os Filmes, com discussões com representantes de longas-metragens e curtas-metragens exibidos na noite de terça-feira. Às 10h, o bate-papo é sobre o filme “É Rocha e Rio, Negro Léo” (Mostra Olhos Livres), com participação da diretora Paula Gaitán (SP), e dos músicos Ava Rocha e Negro Léo, além do crítico convidado Juliano Gomes (RJ). A mediação será da curadora Camila Vieira (CE). Em seguida, às 11h15, é a vez do debate sobre a produção “Ontem havia coisas estranhas no céu” (Mostra Aurora), com a presença do diretor Bruno Risas e convidados. Integram a mesa o crítico Vítor Medeiros (RJ) e o mediador Marcelo Miranda (MG).

Às 12h30, começa a conversa sobre os curtas da Mostra Foco – Série 2. Participam do bate-papo os diretores dos filmes “Egum” (RJ); “Cinema Contemporâneo” (PE); “Estamos todos na sarjeta, mas alguns de nós olham as estrelas” (SP) e “Mansão do Amor” (PE). A mediação é do crítico de cinema e jornalista Marcelo Miranda (MG)

Programação artística segue em alta no Sesc Cine-Lounge 

Espaço de encontro e de diálogo do cinema com as outras artes, o Sesc Cine-Lounge recebe, das 15h às 0h, o Festival Timeline - Festival de Arte Eletrônica. Realizado há cinco anos em Belo Horizonte, o Festival apresenta uma seleção de trabalhos que refletem a produção contemporânea brasileira, a partir dos quais são exploradas novas formas para o cinema e as convergências que surgem nos diálogos com outros meios artísticos.

Às 19h15, o público poderá conferir o Encontro de Cinema - Roda de Conversa “A música em diálogo com o cinema” com a presença do montador e cineasta Gabriel Martins (MG), o compositor e guitarrista Heberte Almeida (MG) e o cineasta Maurílio Martins (MG). A mediação é do crítico Marcelo Miranda (MG). Neste bate-papo, será apresentada a experiência da trilha sonora do longa "No Coração do Mundo", dirigido por Gabriel Martins e Maurílio Martins, e o processo de composição e escolha da trilha sonora para o filme.

À 0h30, Heberte Almeida retorna ao palco para o show de lançamento do seu primeiro álbum solo “Negro Amor”. Letrista exímio e guitarrista dos mais talentosos, o artista passeia por sonoridades e temáticas relacionadas à música negra brasileira com um afetuoso repertório autoral de canções acerca de narrativas e vivências da negritude e do amor.

TODA PROGRAMAÇÃO É OFERECIDA GRATUITAMENTE AO PÚBLICO.

Acompanhe o programa Cinema Sem Fronteiras 2020
Participe da Campanha #eufaçoaMostra
Na Web: www.universoproducao.com.br No Twitter: @universoprod
No Facebook: universoproducao / mostratiradentesNo Instagram: @universoproducao
Informações pelo telefone: (31) 3282-2366

SERVIÇO:
23ª MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES
24 de janeiro a 1o de fevereiro de 2020
LEI FEDERAL DE INCENTIVO À CULTURA
LEI ESTADUAL DE INCENTIVO À CULTURA
Patrocínio: ITAÚ, TAESA, CBMM, PETRA, COPASA, CEMIG,  CODEMGE|GOVERNO DE MINAS GERAIS
Parceria Cultural: Sesc em Minas
Apoios: SESI FIEMG, CAFÉ 3 CORAÇÕES, MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES, OI, DOT, MISTIKA, CTAV, CIA/NAYMAR, CINECOLOR, THE END POST, CANAL BRASIL, CANAL CURTA, REDE GLOBO MINAS, PREFEITURA DE TIRADENTES, POLÍCIA MILITAR DE MINAS GERAIS.
Idealização e realização: UNIVERSO PRODUÇÃO
SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA E TURISMO | GOVERNO DE MINAS GERAIS
SECRETARIA ESPECIAL DE CULTURA, MINISTÉRIO DA CIDADANIA - GOVERNO FEDERAL|ORDEM E PROGRESSO

LOCAIS DE REALIZAÇÃO DO EVENTO
Centro Cultural Sesiminas Yves Alves   
Largo das Fôrras 
Largo da Rodoviária
Escola Estadual Basílico da Gama
Espaço Cultural Aimorés

SOBRE A MOSTRA DE CINEMA DE TIRADENTES 
Maior evento dedicado ao cinema brasileiro contemporâneo em formação, reflexão, exibição e difusão realizado no país. Apresenta, exibe e debate, em edições anuais, o que há de mais inovador e promissor na produção audiovisual brasileira, em pré-estreias nacionais, de longas, média e curtas – uma trajetória rica e abrangente que ocupa lugar de destaque no centro da história do audiovisual e no circuito de festivais realizados no Brasil.
Trata-se de um programa audiovisual que reúne todas as manifestações da arte numa programação cultural abrangente oferecida gratuitamente ao público que prevê a exibição de 113 filmes brasileiros em pré-estreias nacionais, 53 sessões de cinema, homenagens, oficinas, debates, seminário, mostrinha de cinema, exposições, lançamento de livros, teatro de rua, shows musicais, performance audiovisual, encontros e diálogos audiovisuais e  atrações artísticas. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo