ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

30 de outubro de 2018

App que mede sentimentos de crianças e adolescentes vence hackathon na cidade de Santos

Integrantes das três equipes vencedoras comemoram

Nascem três startups!

App que mede sentimentos de crianças e adolescentes vence hackathon na cidade de Santos

Sistema para avisar aos pais a ausência dos filhos na escola e game que amplia vocabulário ficaram em segundo e terceiro lugar, respectivamente

A equipe vencedora do Hackathon Desafio Startup Cidadã - sob o tema "Educação", com 33 horas de duração, iniciado no sábado, dia 20 de outubro, às 9h, e finalizado no domingo, 21, às 18h, no Senai-Santos, foi a "Educ4Feel", que criou um app homônimo para saber se os alunos  estão felizes ou tristes.

O app mede o sentimento de crianças e adolescentes em relação à vida com emojis colocados em totens dentro da escola. As informações geradas pelo sistema são passadas para os educadores e responsáveis que poderão tomar iniciativas baseadas no estado emocional dos alunos e assim  melhorar aproveitamento do ensino.

"Aluno triste não aprende", observa Luana Costa, 20, integrante da Educ4Feel, que participou pela primeira vez de um hackathon, integrando o time juntamente com Nathan Alves Pelicano, 19, Jonathas Santos, 26, Maurício Lisbão da Silva, 42, e Lucas Rabelo Moreaux, 22.

O segundo lugar foi para o app "Professor Presente", que registra as presenças dos estudantes e comunica por SMS aos pais a ausência dos filhos, otimizando assim o tempo dos professores, que precisam se dedicar, em média, pelo menos 1 hora diária a essa tarefa. Um game denominado Alfabet Hero, que busca letrinhas para formar palavras ampliando o vocabulário de crianças de 7 a 12 anos, foi o terceiro colocado.

Nascem três startups - Foram distribuídos mais de R$ 50 mil em prêmios doados em dinheiro, cursos e serviços pelas empresas IBM, Grupo Resolv, CNA, Alura e SOC. A equipe vencedora, Educ4Feel, entrou para o Programa de Startups da IBM Brasil.

As três equipes classificadas foram convidadas para um tour no prédio da IBM, em São Paulo, e irão incubar seus projetos na Fundação Parque Tecnológico de Santos - FPTS, com todo suporte necessário para o desenvolvimento de soluções dentro dos labs da Zero Treze Innovation Space.

Para sua viabilização operacional, a maratona ainda contou com a transportadora Via Santos; a Top Bar, que forneceu energéticos durante toda a madrugada (horário de "codar", ou seja, escrever as linhas de código dos apps); Sétima Avenida Pizzaria, que proporcionou um dos pontos altos da agenda "a hora da pizza", à meia-noite; e a Mob Mídia, que disponibilizou o totem eletrônico com as informações do evento e as marcas dos patrocinadores.

Resultado de alto nível - Na avaliação de Marco Riveiros, CEO do Grupo Resolv, que engloba a Zero Treze, empresa organizadora do evento, parte do sucesso da maratona tecnológica se deu graças a atuação de mentores de alto nível.  "Entre os mentores presentes estavam Matheus Barbosa, youtuber de 12 anos, do canal Teteus Bionic, que já palestrou na Campus Party e é embaixador da IBM. Tivemos ainda Andrezza Amorelli, diretora da escola paulistana Elvira Brandão, uma referência nacional em inovação e tecnologia".

Os times também receberam mentoria de tecnologia, negócios e educação de comunidades tecnológicas de São Paulo e contaram com o apoio de uma rede de 5 mil  educadores online, que participou de pesquisas e  opinou sobre os projetos. 

Boas perspectivas - O Hackathon Desafio Startup Cidadã foi o evento de encerramento da 4ª Semana Municipal da Ciência e da Tecnologia de Santos, que por sua vez integrou a 15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, tendo Ciência para a Redução das Desigualdades, como tema.

Maria Helena Marques, chefe do Departamento Pedagógico da Secretaria da Educação de Santos, destacou positivamente o fato do hackathon trazer novas perspectivas. "Os desafios não partiram de um programa proposto ou uma matriz curricular, mas de 'dores' reais, problemas 'reais', onde todos desconhecem as soluções, mas desejam vê-las superadas".

Na avaliação de Felipe Nogueira, chefe do departamento de Ciência, Tecnologia e Inovação da Prefeitura de Santos, o evento foi muito bom. "A cidade de Santos, por intermédio da prefeitura e do Parque tecnológico, querem que isso aconteça cada vez mais, havendo não só ideias, mas principalmente o surgimento de startups e novos produtos".
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis