ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/31/2009

Carmen Augusta - O Paulo acompanhou, o outro Paulo (o São), fez o milagre e a emoção aconteceu

Carmen Agusta e Maestro Eduardo Lages


Recebi da nossa amiga Carmen Augusta uma mensagem na qual relata toda a emoção por que passou antes, durante e depois do show do Roberto Carlos realizado no passado dia 28 em São Paulo.

Escusado será dizer que a forma como a Guta relatou toda a sua emoção me deixou a mim tão ou mais emocionado, como se eu próprio tivesse vivido todos aqueles momentos que nos arrepiam a pele, nos enchem o peito e nos inflama o coração.

Eis a mensagem da Guta:
--------------------------------------

Ainda meia extasiada, parecendo tudo um sonho do qual não queria acordar, cá estou para lhe contar sobre o show.

Primeiro, pegamos um trânsito danado, caminhões, caminhões e mais caminhões. Fora o resto aquela infinidade de motos, um verdadeiro caos. Olha, saímos daqui, 15.20h e chegamos lá no Ginásio Ibirapuera, às 19.30h. Acho que você não tem noção, mas não é longe. Daqui a S. Paulo é 1h, acho que nem isso, o resto foi lá dentro da cidade. S. Paulo à sexta-feira é difícil.

Uma vez lá, fomos para o Portão 3 encontrarmo-nos com as meninas. A primeira que me achou foi a Regina. Que amor de pessoa, um verdadeiro anjo.

Daí fomos para o Portão 6 onde eles chegam (a Vitória e amigas, já tinham visto o Roberto chegar, de Escort.), para esperar o Maestro Eduardo Lages. Vimos os músicos chegando. As que os conheciam chamavam e cumprimentavam. Mas o Maestro, nada.

Eis que de repente aponta uma van, que entra, e vem até a porta, e o Maestro era um dos que estavam nela. Desceu e logo veio direto para nós, a mulherada que o esperava: Con, Cida, Santinha, Regina, Vitoria, Rose, eu e nem lembro quem mais.

Armindo, ele é uma simpatia, me abraçou, me beijou, como se nós fôssemos conhecidos de anos. Abraçamos de novo, tirou foto de monte, com todas.

Uma comigo ele tirou me beijando a testa. Ficou linda! Foi a Regina que tirou. Nossa, o Maestro até falou para não termos pressa! Depois disse: agora vou conversar com o Paulão. Conversou com o Paulo também como velhos amigos.

Por causa daquele Bate-papo que você colocou no Blog dele, ele falou para o Paulo: seu danado, não quis entrar para ficar aqui fora vendo as menininhas, né? Juízo! eheheheheh
Tirou fotos connosco também.

Bom, de lá fomos para o ginásio já lotado. Na porta eles dão uma lanterninha que depois com tudo apagado, só elas acesas, parece um céu estrelado, lindo.

Roberto está lindo, cada vez mais jovem e feliz.

Agora, você nem imagina, o meu espanto, quando chega um funcionário do Roberto, olha o número da minha cadeira, pergunta meu nome, e a Regina se apressou e disse: é ela mesmo e já pegou o cartão. Agora é um cartão, não mais pulseirinha.

Lembramos de você quando ele cantou "Cavalgada". Eu vibrei quando ele cantou "Quando". Há anos que ele não a cantava.

Bom, show terminado, esperamos o povão sair e fomos a caminho do sonho.

Regina que me acompanhou por todo lado, queria entrar comigo, mas não pôde. Só quem tem o cartão. Mas um dos funcionários me deu o braço e me levou até a sala de espera. Todos muito educados e gentis.

Meu amigo, entrei numa sala, toda branca, móveis brancos, e cheia de gente. Pensei comigo: nossa não saio daqui hoje!

Mas quando começaram a chamar, vi que iam de turma. Por exemplo, se está a família toda com cartão entram todos juntos. Se é uma turma de amigos, entram todos. Eu, como estava só, entrei só. Acredita só eu e ele, e a Carminha lá no canto. A Conceição e as outras iam entrar depois de mim, por causa do presentão que levaram para ele.

Meu amigo, quando fui chamada bambiei.

Me puseram numa sala vazia, sem nada. Só o Roberto lá no meio. Fecharam a porta e fiquei lá parada, que nem uma tonta. Apenas disse baixinho: Ai, Roberto! Mas ele veio sorrindo de braços abertos. Ô meu amor, e me abraçou. Daí já viu. Desandei a falar, a contar, ele deu aquela gargalhada uma hora, eu o abracei e disse; Adoro essa sua gargalhada...

Olhe, eu mesma fiquei boba da minha desenvoltura.

Perguntei se podia dar um beijo e ele respondeu: Claro! Até 30. Eu dei um de cada lado do rosto e o Roberto disse: Eu disse 30. Ainda faltam 28! E e eu, rindo, respondi: Olhe que dou, heim?

Olhe, Armindo, o que conversamos nem lembro tudo direito, só sei que o Guto abriu a porta e disse: Carmen, vamos. Tem mais gente. Roberto mandou esperar mais um pouco. Eu disse: Ah! não posso ficar? Ele, rindo: Pode, pode!

Falei de você, que eu fazia parte do seu blog; um português que te adora.

Depois foram tiradas as fotos. Tive de me despedir e sair. Me dirigi a Carminha que estava ali do lado, e saí. Do lado de fora deixa-se o e-mail para as fotos serem enviadas, e acabou-se o sonho.

Olha, falei tanto, acho que de nervoso, porque lá fora já tinha me dado uma tremedeira. E hoje fico pensando, não falei isso, podia ter falado aquilo... É um drama, e o tempo que a gente tem é pouco para falarmos tudo o que queremos. Tudo que ficou guardado por mais de quarenta anos.
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

12 comentários:

  1. Olha, eu gosto muito da Carmem. A acho um doce de pessoa! Humilde, atenciosa, educada! Talvez eu nunca a conheça pessoalmente, mas a admiração virtual que tenho por ela já vem de muitos anos! Fico muito feliz por ela ter realizado esse sonho que nem todos poderão realizar, mas que todos poderemos compartilhar dos que nossos amigos queridos vivenciaram!

    E claro, um abraço também para Mazé e para Armindo, o portuga perigoso!

    Blog Música do Brasil
    www.everaldofarias.blogspot.com

    Um forte abraço a todos!

    ResponderEliminar
  2. Que lindo Carmem, fico muito feliz por você que merece tud de bom, beijos!

    ResponderEliminar
  3. Armindo

    Que bom que vc colocou aqui para nós todos ler o relato da Carmem. Adorei. Eu ainda hoje estou meio muito extasiada, e nem consegui relatar nada. Aos poucos vou voltando.

    Carmem, é bem assim. Treme-se antes. Fala-se muito e nada ao mesmo tempo. E depois nem lembramos o que se falou. E quando lembramos, começa o pensar pq não falei isto ou aquilo. Fiquei alguns dias assim, se é que ainda não estou assim. Mas enfim, é pouco tempo, mas muito intenso, uma eternidade de momentos vividos. Instantes que ficam como flaches. Momentos de muita alegria, euforia, que nos entorpece.

    Eu, que torci por ti, junto me emocionei lendo o teu relato,

    beijus

    Lilian

    ResponderEliminar
  4. Meu Deus do céu, que lindooooo!!!!
    Padrinho vocè fez muito bem de ter publicado este e-mail!
    Eu estava lá e pude dividir com ela muitas destas emoções!
    Estou muiito feliz por você madrinha...Você mereceu esta felicidade!
    Que bom que relaizou seu sonho!!!
    Adoro você!
    Beijos azuisss

    ResponderEliminar
  5. Carmen, Parabéns pelo seu relato feito minunciosamente e muito bem contado sobre o encontro dos seus dois grandes ídolos.

    Imagino como deve ter sentido-se diante do Rei, com aquela emoção da espera e que já fazia mais de quarenta anos nessa espectativa de poder abraçar e beijar o Rei Roberto Carlos , o seu maior ídolo.

    Deve ter sido muito bacana o encontro com o Maestro essa pessoa linda carismática, simples, amoroso e que nos deixa a vontade. Não dá pra imaginar que uma pessoa com tanto talento, tão famoso, o Maestro do Roberto e conhecido nacionalmente, ser um homem do povo, digo assim pelo seu jeito amigo e delicado que conversa com seus fãs.

    Ainda hoje lamento não ter tido oportunidade de falr com ele, no show que eles fizeram em junho aqui em Fortaleza.

    Carmen, curta bastante as suas emoções, que eu sei foram muitas e nem todo mundo tem esse privilégio de ter dois encontros importantes em uma única noite.

    Você merece, esperou tantos anos, com paciência, mas sem perder a esperança de que o seu dia iria chegar, pois recebeu a recompensa de tanta dedicação pelo seu grande ídolo.

    UM beijo grande!

    Mazé Silva

    ResponderEliminar
  6. Guta PARABÉNS!!!!!!!!!!
    Voce merece toda essa felicidade,
    afinal são 40 anos de espera e de
    muito amor!
    Quero dizer que tive o prazer de
    conhecer voce e o Paulo seu esposo,
    ambos muito simpaticos!
    Certa ocasião eu disse da humildade
    e do amor com que o Roberto trata
    todas as suas fãs e ainda mais eu
    disse isso é que é ser REI e, agora
    voce entendeu essas palavras porque
    sentiu de perto tudo que eu disse,
    ele é mesmo um se ILUMINADO!!!
    Guta desejo que voce tenha mais
    momentos mágicos como esse e que
    guarde bem este que foi só o
    primeiro de muitos que virão com
    toda certeza!
    bjs no seu coração!
    sua amiga
    Vitoria

    ResponderEliminar
  7. Olà Mindo! uma maravilha tu publicares este relato da Guta pà.Fiquei tao feliz como se fosse eu que tivesse vivido este sonho.Lindo mesmo e merecido porque a Guta é sim uma fa de verdade e uma mulher fiche e por isso estou muito feliz disso acontecer.agora eu vou mandar para a Guta os 28 beijos que ela nao chegou a dar ao rei.Abraços para ti Mindo e beijos para a tua familia.

    ResponderEliminar
  8. Grande amiga Carmem, você merece todas essas emoções! É atenciosa e educada!
    Que Deus te ilumine por esse momento, sem dúvida, inesquecível!!!!

    Derbson Frota
    Tianguá CE

    ResponderEliminar
  9. Armindo e Carmen, obrigada por este relato, tão emocionante de um sonho realisado!
    Carmen, fiquei muito feliz por voçê e emocionada!Quando voçê fala " me deu uma tremedeira"até parece que tremi junto, só de imaginar a emoção!
    Claro que eu só posso imaginar!
    Emoções destas, nos dão força e
    esperança ,para a realização de nossos sonhos!
    Obrigada por partilhar o seu!
    Abraços e beijos

    ResponderEliminar
  10. Nobre colega Carmen,

    Esse encontro tão aguardado só pode ser descrito com as palavras do próprio RC: "Se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi" e jamais serão esquecidas.

    Estou feliz por você ter realizado o seu sonho. Continue vivendo esse momento lindo.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  11. Olá Carmen!

    Fiquei feliz por ti!

    Ainda bem que realizaste o teu grande sonho!

    Beijinhos da Dina.

    ResponderEliminar
  12. Meus queridos amigos,

    nem sei como agradecer a vocês, me emocionaram muito, com suas palavras.
    É muito bom a gente ter amigos e amigos como vocês que expressaram seu carinho por mim.

    Eu ainda não estou acreditando na emoção que tive, parece um sonho bom que tive.Realmente vai ser uma emoção que vou levar comigo para sempre.
    Mas não quero parar por aí, quero estar com "ele" pelo menos mais uma vez.Ainda tenho tanto pra lhe dizer....
    E tenho de dar o resto dos beijos, ora...

    Obrigada amigos,amo vocês.

    Abraços e beijos,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar

MÚSICA LUSÓFONA

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil