Trienal de Lisboa | COEXISTÊNCIA > CCB Lisboa 25 de maio

Campo Comum 2022 - ciclo de conferências de arquitetura  - Coexistência


Campo Comum 2022 - ciclo de conferências de arquitetura
Coexistência
Com os ateliers Grand Huit (FR) + Kuehn Malvezzi (DE)
Coprodução: CCB – Garagem Sul e Trienal de Arquitectura de Lisboa

CCB . 25 maio . quarta-feira . 18h30 . Sala Luís de Freitas Branco

A última sessão do programa da Conferência foca-se na coexistência, na arquitetura como um quadro para encontros frutíferos entre diferentes utilizadores e comunidades. Se as últimas décadas têm sido definidas por uma forte sensação de fragmentação entre nós — consequência direta tanto do capitalismo como do neoliberalismo que nos rodeiam —, parece que agora há a vontade de enfrentar os desafios da nossa época em conjunto. Os nossos convidados são Wilfried Kuehn, cofundador do atelier berlinense Kuehn Malvezzi, e Clara Simay, cofundadora da cooperativa parisiense Grand Huit. Ambos os convidados apresentarão projetos específicos onde têm atuado como designers, facilitadores e mediadores: da primeira casa do mundo para o culto de três religiões, à quinta urbana de policultura para a integração económica e alojamento de pessoas vulneráveis.

Kuehn Malvezzi (DE) é um atelier de Berlim co-fundado por Simona Malvezzi, Wilfried Kuehn e Johannes Kuehn, em 2001. Realizou vários projetos que vão desde museus e edifícios culturais até edifícios multiusos e residenciais. Os seus atuais projetos incluem a inter-religiosa House of One em Berlim, o novo Insectarium de Montreal, a renovação do Bâtiment d'Art Contemporain em Genebra e um novo conjunto habitacional em Jannowitzbrücke, Berlim.

Wilfried Kuehn é um arquiteto, curador e escritor estabelecido em Berlim e Viena. Desde 2018 que é professor e diretor do Departamento de Design Espacial na Universidade Técnica de Viena. Junto com Simona Malvezzi e Johannes Kuehn, fundou o atelier de arquitetura Kuehn Malvezzi em Berlim em 2001. De 2006 a 2012, foi professor de Design de Exposições e Prática Curatorial na Universidade Estadual de Arte e Design de Karlsruhe. Foi curador de um grande número de exposições transdisciplinares e editor de vários livros e publicações sobre espaços curatoriais.

Grand Huit (FR) é uma cooperativa de arquitetura co-fundada por Julia Turpin e Clara Simay em Paris. Participou na criação de espaços baseados na sustentabilidade, inovação e solidariedade; projectos ancorados nos territórios, impulsionados por uma sinergia com múltiplos atores e ativadores da economia circular. Está comprometida com o desenvolvimento da ecologia urbana, a reutilização de materiais de construção e a utilização de materiais ecológicos.

Clara Simay é uma arquiteta e militante profissional das questões ambientais e sociais. Com Julia Turpin fundou e gere a Scop Grand Huit, que reúne arquitetos, paisagistas e investigadores na área do urbanismo. Criadoras de espaços urbanos inovadores e respeitadores da natureza e das pessoas, inventam (projetam) outras formas de habitar. O compromisso e a utilidade social são a marca distintiva da sua atividade, em plena sintonia com os modelos da Economia Social e Solidária e a economia circular.

Sobre Campo Comum:
Esta série de conferências assume a arquitetura como uma atitude estratégica face ao espaço e aos recursos. Ao adotar uma postura crítica e otimista, pode abordar a realidade de formas radicais, revelando contradições e potencial, e desenvolvendo projetos que viabilizem ideias emancipatórias, construindo assim um campo comum. Curadoria: Diana Menino e Felipe de Ferrari.
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !