Fim-de-semana com conversas com música, movimento que se mistura com teatro e música que conta histórias - CCB 2 e 3/4

No próximo fim-de-semana, dias 2 e 3 de abril, as salas do CCB recebem conversas com música, movimento que se mistura com teatro e música que conta histórias.


No próximo fim-de-semana, dias 2 e 3 de abril, as salas do CCB recebem conversas com música, movimento que se mistura com teatro e música que conta histórias.

Raquel Varela entrevista Fausto Bordalo Dias
Conversas com História
2 abril . sábado . 17h00 . Centro de Congressos e Reuniões

Mais do que nunca urge pensar o futuro a partir da revisitação crítica do passado, para um público não académico, amplo, que é chamado a participar no ciclo Conversas com História.

Fausto Bordalo Dias tem-se destacado ao longo da sua carreira pela sagacidade com que sempre abordou a música. Com base no desenvolvimento e estilização da rítmica tradicional portuguesa, a que sempre juntou uma escrita poética e muito cuidada. O percurso de Fausto é único no universo musical português e o seu legado na música popular portuguesa é altamente próspero e diversificado.

O músico estará à conversa com a historiadora Raquel Varela em mais uma sessão do ciclo Conversas com História.

Silêncio
UMCOLETIVO
2 e 3 abril . sábado e domingo . 19h00 . Black Box 

Dramaturgia, criação e interpretação Cátia Terrinca
Cocriação Francisco Salgado
Cenografia Bruno Caracol
Produção UMCOLETIVO
Parceria de criação Casulo Teatro - Caísa Tibúrcio & Tiana Oliveira

Silêncio é uma performance torrencial e íntima a propósito de Silêncio para 4, de Ruben A. – que não é nem teatro, nem romance, nem um diário – pilar dramatúrgico ao qual o projeto rouba fôlego suficiente para erguer o precipício do qual caímos para chegar ao centro do corpo. A pergunta «o que é o amor?» é a pulsão erótica e filosófica em torno da qual se quer pensar e fazer pensar. Atriz e espectador, a cada SILÊNCIO, marcham sobre um manifesto cívico e político, que emerge de uma sociedade onde se subtrai o corpo até ser número.

UMCOLETIVO é uma associação cultural, fundada em 2013, que desenvolve atividades no âmbito da criação artística, tendo como eixos essenciais o teatro, a performance e a palavra – onde transversalmente se encontra uma ideia de reescrita, de tempo real e de voz.

Trevas e Saudade
Ensemble Pulcinella
3 de abril . Pequeno Auditório . Domingo . 17h00

Direção artística e Violoncelo Ophélie Gaillard
Guitarra portuguesa, novas obras e arranjos Miguel Amaral
Voz Raquel Camarinha e Ana Vieira Leite
Cravo e órgão Constance Taillard
Teorba e guitarra Daniel Morais

Este programa explora novas ressonâncias entre os melismas intemporais das lições das trevas de François Couperin e o repertório tradicional do fado, revisitado pela escrita para instrumentos de cordas históricos. Uma perspetiva singular e inesperada que se inspira no trabalho sobre a retórica barroca do Grand Siècle do conjunto Pulcinella e no encontro com a vocalização própria da tradição do fado.

As letras hebraicas que introduzem cada verso das lamentações de Jérémie permitem que as vozes solistas esculpam uma melodia que pode elevar-se acima do abismo da dor de uma mãe, a virgem que perde o seu filho amado. Esses melismas suspensos parecem aprofundar o sentimento de perda e questionar o desespero. E é de facto desses «Ritos das Trevas» que a esperança cristã pode renascer. 
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !