PROJETO BOANDA - Cruzamentos artísticos entre Portugal e Angola

DIFERENTES TÉCNICAS E ESTILOS ARTÍSTICOS QUE REFLETEM ENCONTROS IMPROVISADOS, CONFLUÊNCIAS DE IDEIAS E “DEBATES” VISUAIS DAS DUAS CULTURAS, PORTUGUESA E ANGOLANA


DIFERENTES TÉCNICAS E ESTILOS ARTÍSTICOS QUE REFLETEM ENCONTROS IMPROVISADOS, CONFLUÊNCIAS DE IDEIAS E “DEBATES” VISUAIS DAS DUAS CULTURAS, PORTUGUESA E ANGOLANA

António Gonçalves • Babu • Rita GT • Sara Maia • Tim Madeira
 
O projeto BOANDA, cuja designação apresenta uma fusão dos nomes das capitais LisBOA e LuANDA, junta sob curadoria de Elisa Ochoa 5 artistas da nova e promissora geração criativa de Portugal e Angola e que têm vindo a construir um corpo de trabalho individual e em conjunto.

Estes cinco artistas desenvolveram diferentes técnicas e estilos artísticos que refletem encontros improvisados, confluências de ideias e “debates” visuais das duas culturas, portuguesa e angolana. 

As obras apresentadas na exposição no Camões - Centro Cultural Português em Luanda são o resultado de manifestações destes artistas, no que diz respeito aos seus contextos civilizacionais, às suas experiências sociais, familiares e profissionais e ao que trazem consigo culturalmente. 

Sara Maia, Tim Madeira, Hamilton Francisco (Babu), Rita GT desenvolveram, num primeiro momento, obras coletivas e individuais em diferentes cidades portuguesas, com ritmos muito próprios, abrindo uma constante discussão e troca de temas de trabalho, de forma a que a sua relação humana e artística mergulhasse nos universos culturais em jogo, chegando a uma simbiose de valores que BOANDA procura materializar: a inclusão identitária - dando prioridade aos processos criativos - o poder da imaginação e a aprendizagem local - com o uso de matérias-primas autóctones e técnicas próprias que a geografia do lugar oferece.

Entre os dias 24 de outubro a 14 de novembro realizou-se uma residência artística em Luanda, durante a qual os artistas António Gonçalves e Tim Madeira desenvolveram trabalhos imergindo nos contextos e matérias-primas locais, criando peças que espelham o cruzamento destes diferentes universos estéticos e sociais.

Esta exposição é organizada pelo Camões – CCP, contando com a parceria estratégica do Caixa Angola e da UCCLA – União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, contando ainda com o apoio da MOVART e da empresa Delta Q.
 
Para mais informações contatar:  icamoes.ccluanda@gmail.com ou 
+244 938141858.

Enviar um comentário

0 Comentários
* Só falta o seu comentário! O autor agradece.

buttons=(OK) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !