BoCa no CCB | Overlapses, Riddles & Spells > Andreia Santana | 9 a 12 /9 - Portal Splish Splash

Recentes

sexta-feira, setembro 03, 2021

BoCa no CCB | Overlapses, Riddles & Spells > Andreia Santana | 9 a 12 /9

 O modo como nos correlacionamos ou como nos afetamos mutuamente, numa permanente interdependência, é um princípio que atravessa muitas das obras da artista visual Andreia Santana. Overlapses, Riddles & Spells é um projeto que contempla uma instalação inédita com obras de vidro e ferro, acompanhadas por duas projeções de vídeo.

BoCA | Andreia Santana
Overlapses, Riddles & Spells


CCB . 9 a 12 setembro . Black Box


O modo como nos correlacionamos ou como nos afetamos mutuamente, numa permanente interdependência, é um princípio que atravessa muitas das obras da artista visual Andreia Santana. Overlapses, Riddles & Spells é um projeto que contempla uma instalação inédita com obras de vidro e ferro, acompanhadas por duas projeções de vídeo.


As esculturas serão vocalizadas por António Poppe (poeta e artista visual), semeando bactérias nos objetos através do sopro, sonorizadas por João Polido (músico), dando a ouvir sons quase impercetíveis ou direcionados para outros seres, e usadas enquanto cápsula, extensão ou prótese do corpo, pela performer Vânia Doutel Vaz.


Em Overlapses, Riddles & Spells, Andreia Santana concebe um espaço híbrido e mutante, que serve de recetáculo para objetos metamórficos em constante movimento serem acionados através de performance, poesia e som, enfatizando a correlação e interdependência entre seres desenhada a partir da leitura dermatológica das obras.


___________


BIO ANDREIA SANTANA

Andreia Santana (1991, Lisboa) vive e trabalha em Nova Iorque. Licenciada em Artes Plásticas na ESAD - Escola de Artes e Design de Caldas da Rainha, foi participante no Programa de Estudos Independentes da Maumaus e bolseira do programa de Studio Art da CUNY, Nova Iorque. Tem participado em vários programas de residências artísticas, nomeadamente a Residency Unlimited (Nova Iorque) com bolsa da Fundação Calouste Gulbenkian, Artistes en Résidence, França e Gasworks - Triangle Network no Hangar (Lisboa). Foi vencedora do Prémio Novo Banco Revelação, nomeada para o Ducato Prize (Itália) e recipiente de bolsas incluindo a Fulbright/Fundação Carmona e Costa, Criatório - CMP, Amadeo Souza Cardoso, e Fundação Calouste Gulbenkian - Delegação de França. Expõe regularmente em Portugal e no estrangeiro, em instituições como o Museu de Arte Contemporânea de Serralves, Porto; Hangar, Lisboa; Generali Milano, Itália; Galeria Filomena Soares; MAAT; Galeria Municipal do Porto; Cordoaria Nacional; La Nave, Madrid; Chiado 8; Galeria da Boavista, Lisboa e MACE - Museu de Arte Contemporânea de Elvas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário