ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/21/2020

Como comentar facilmente como um especialista matérias e obras literárias sem as ler

 Comentar no Facebook com base apenas no título e na imagem da partilha


Quem escreve sobre qualquer tema gosta de receber "feedback", ou seja, avaliações dos leitores, sejam elas positivas ou negativas.


Por: Armindo Guimarães

https://www.portalsplishsplash.com/p/armindo-guimaraes.html


Ontem foi publicado no Portal Splish Splash um texto sobre Roberto Carlos do fã Carlos Marley, muito conhecido nos meios robertocarlisticos. O texto tem como título "Roberto Carlos deixa o seu fã triste e abandonado" e foi partilhado no Facebook em vários grupos dedicados ao Rei.


Só para dar um exemplo, no grupo FRC - Fãs de Roberto Carlos, no momento em que são escritas estas linhas, a partilha detinha 667 visualizações e 10 comentários.


Ora, dos 10 comentários acima referidos, estranhamente nenhum deles foi colocado no site onde o autor publicou o texto.

 

E digo "estranhamente" porque quem no Facebook teve o "trabalho" de clicar no título ou na imagem da partilha para ler a publicação no Portal Splish Splash e depois comentar neste ou naquele grupo do Facebook, não se compreende por que o não o fez na publicação do autor, tanto mais que o mesmo não tem conta no Facebook e mesmo que tivesse não lhe seria fácil aceder a todos os comentários ao seu artigo espalhados por aquela rede social.


Alguém me disse que o mais certo é que os autores dos 10 comentários no FRC, não comentaram na publicação do autor porque simplesmente não a leram e comentaram no Facebook com base apenas no título e na imagem da partilha, género "lei do menor esforço".


É claro que eu não quero acreditar no que me disseram ter sido o mais provável, mas à cautela, de futuro, na minha página pessoal do Facebook, se alguém comentar a partilha de um artigo, por exemplo, este mesmo, sem antes o ter feito no sítio onde foi publicado, pura e simplesmente elimino tal comentário por não me dizer nada. E nos grupos que administro no Facebook não faço a mesma coisa porque um grupo é de todos e não apenas de um, mas passarei ao largo de tais comentários, rindo-me.


Agora vou mas é ouvir uma robertada, no caso, "Como dois e dois".


1 comentário:

  1. Nobre colega Armindo,

    Mais uma vez agradeço o seu esforço e preocupação sobre textos publicados e omissão de comentários no Portal. Mesmo assim agradeço a todos.

    Um forte abraço

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo