ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

10/28/2020

CCB Lisboa | Matthew Barney em DICIONÁRIO DE ARTISTAS > textos inéditos de Gonçalo M. Tavares sobre artistas contemporâneos

Dicionário de Artistas - Espanto, dedicado a Matthew Barney - Por Gonçalo M. Tavares



Dicionário de Artistas

Espanto, dedicado a Matthew Barney

Por Gonçalo M. Tavares


Às quartas-feiras, é disponibilizado nas plataformas digitais

um texto inédito de Gonçalo M. Tavares, com leitura de Ana Zanatti.

Para ler em www.ccb.pt e ouvir no Spotify do CCB.


ESPANTO


dedicado a Matthew Barney


Materiais moles exibem a segunda parte de um fenómeno de que ninguém viu o início. As mobílias parecem invadidas por convulsões, mas estes distúrbios estão suspensos. Como se fosse possível fazer a estátua de um corpo que cai, no exacto momento em que cai. Não podes fazer uma estátua sem base, mas podes pensar nela, ou então fazer batota nos materiais que a constituem. Uma estátua-balão, por exemplo.


Orelhas feitas para ouvir o que ainda não começou a ser som. Orelhas grandes. Uma disformidade localizada, deficiência que permite uma maior eficiência lateral: o aumento de um lado é a prova de que esse lado se espantou. O espanto é uma técnica. O espanto é o pressuposto da atenção localizada, do aumento das possibilidades. Estar espantado é estar pronto para um alargamento das possibilidades. Estar espantado é inventar. O espanto é uma invenção do próprio corpo sobre si. Como alguém que faz um corte no seu braço, com uma lâmina escolhida entre objectos recebidos por herança familiar. O corpo espantado é o corpo que recebe um golpe.

Sem comentários:

Publicar um comentário

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo