ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

3/19/2019

Sete dicas para aliviar problemas visuais durante a gravidez e amamentação


Especialista revela sete dicas para aliviar problemas visuais durante a gravidez e amamentação

São inúmeras as transformações que o corpo de uma mulher sofre durante a gravidez. Até mesmo a visão pode ser impactada por essas mudanças, principalmente porque o organismo passa a reter mais líquido que o habitual, aumentando também o volume de sangue. Além disso, a variação dos níveis hormonais também contribui para determinados problemas visuais. Com tantas mudanças, pode ocorrer o espessamento da córnea, bem como um aumento de curvatura e inclinação. Neste caso, há prejuízo da visão e pode inclusive resultar na falta de acomodação das lentes de contato – voltando ao normal pouco tempo depois de o bebê nascer. 

De acordo com o médico oftalmologista Renato Neves, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, no último trimestre da gravidez a gestante pode sentir mais dificuldade para enxergar o que antes era simples. Essa mudança de grau se deve ao acúmulo de líquido no organismo. “Os problemas oculares mais comuns na gravidez são: olho seco, visão embaçada, aumento de sensibilidade à luz nos primeiros meses, presença de pontos ou manchas no campo visual, desdobramentos da pré-eclâmpsia e desdobramentos do diabetes gestacional. Muitos desses eventos são temporários, mas ainda assim precisam de acompanhamento especializado para não ganhar proporções que poderiam ter sido evitadas”. 

Neves destaca SETE dicas para atenuar problemas visuais durante o período da gravidez e da amamentação:

1. Uso de lágrimas artificiais. “Se a gestante perceber que os olhos estão mais secos que o normal ou sentir algum incômodo ao usar lentes de contato, o ideal é usar lágrimas artificiais específicas para lubrificar os olhos durante esse período – além de substituir as lentes de contato por óculos de grau, a fim de evitar irritação nos olhos”.  
2. Piscar mais que o habitual. “Se a gestante passa muitas horas por dia diante de um computador ou celular, os olhos tendem a piscar menos e ressecar. Sendo assim, na medida do possível, a cada meia hora é recomendado parar tudo o que está fazendo e piscar pelo menos trinta vezes seguidas para compensar. Essa dica vale para todos, de modo geral”. 
3. Compressas de água gelada. “As compressas de algodão embebido em água gelada ou fria são especialmente importantes quando a retenção de líquidos pelo organismo leva a um inchaço inclusive ao redor dos olhos, podendo interferir na qualidade da visão. Máscaras de gel – que podem ser armazenadas no refrigerador – são altamente recomendadas para diminuir esse tipo de desconforto”. 
4. Acompanhamento oftalmológico mais frequente. “Isso é especialmente importante em gestantes diabéticas, que já têm risco aumentado para a retinopatia diabética – doença que aumenta as chances de os vasos sanguíneos do globo ocular romperem e desencadear hemorragia, comprometendo a visão. Sendo assim, qualquer mudança deve ser reportada imediatamente a um oftalmologista, ainda que a gestante mantenha os níveis de açúcar no sangue dentro de parâmetros aceitáveis”. 
5. Ajuste nos medicamentos de glaucoma. “Geralmente, a pressão ocular das gestantes tende a diminuir nesse período, provavelmente em função das variações hormonais. Mulheres que tratam glaucoma devem procurar o oftalmologista logo no início da gestação para ajustar os medicamentos – já que pode ser necessário trocar ou ainda suspender os colírios habitualmente utilizados”. 
6. Controle da pressão arterial. “Os sinais de pré-eclâmpsia – hipertensão arterial específica da gravidez que pode ocorrer a partir da 20ª semana – podem ser identificados através dos olhos em até 8% das gestantes, sendo provável que a paciente se queixe de perda temporária de visão, maior sensibilidade à luz, visão embaçada ou com formação de halos ou flashes. Na presença desses sintomas, principalmente se a paciente tiver histórico de hipertensão, o médico responsável pelo pré-natal deverá ser imediatamente comunicado, tendo em vista que essa condição progride rapidamente e pode resultar em sangramento ou outras complicações”.
7. Uso de óculos de sol. “Usar óculos de sol para sair de casa até mesmo em dias nublados é o tipo de recomendação que deve ser adotada por todas as pessoas. Mas, como durante a gestação a paciente pode notar um aumento de sensibilidade à luz, esse hábito trará muito mais conforto e proteção”.

Fonte: Dr. Renato Neves, médico oftalmologista, diretor-presidente do Eye Care Hospital de Olhos, em SP – www.eyecare.com.br 
Carmen Augusta

Sobre a autora

Carmen Augusta - Administradora e Redatora do Portal Splish Splash. Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

AS 10 TOP+ DE RC da menina Lola Amorim | Maia, Portugal

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil