ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4 de dezembro de 2018

Primavera no Castelo tem estréia em São Paulo no Clube Hebraica com presença de convidados, amigos e da atriz de cinema Cris Lopes

Primavera no Castelo-Diretor Helcio  Muller-Clube Hebraica-São Paulo-Teatro Arthur Rubinstei-Regina Hiromi Kinjo-Paula  Neves-atriz Cris Lopes-Mariana Eric Silveira-Crédito das fotos - atriz Cris Lopes e Diretora Cênica Paula Neves

"Primavera no Castelo" tem estréia de sucesso em São Paulo no Clube Hebraica, Teatro Arthur Rubinstein com presença de convidados, amigos e da atriz internacional de cinema Cris Lopes: Espetáculo de Música e Dança do Renascimento Europeu encantou o público e foi aplaudido de pé diversas vezes
Dirigido por Hélcio Muller, Regente Regina Kinjo e Direção Cênica e Figurino de Paula Neves, espetáculo reune jovens talentos 

Jovens músicos talentosos: instrumentistas, coralistas/cantores da Escola Municipal de Música de São Paulo e bailarinos da Escola de Dança do Theatro Municipal brilharam na estréia do espetáculo "Primavera no Castelo" extremamente envolvente ao estilo europeu. A soprano solista Mariana Neves Silveira foi destaque em seu canto solo, experiente em óperas e peças, Mariana possui 10 obras no currículo com apenas 18 anos e seu irmão, o jovem músico violinista Eric Neves Silveira estreou com mais dois colegas violinistas com Regência da conceituada Regina Hiromi Kinjo, Diretora do espetáculo junto com o Idealizador e Diretor Geral Helcio Muller. Cenografia e figurinos transportaram o público para a época renascentista com Direção de Cena e Figurinos de Paula Neves. Convidados e amigos prestigiaram o espetáculo entre eles: a atriz internacional de cinema Cris Lopes marcou presença para cumprimentar os amigos do espetáculo. Cris que já esteve diversas temporadas na Europa onde especializou-se em cinema e prestigiou óperas européias, definiu "Primavera no Castelo" em uma palavra:"ESPETACULAR"  (comenta a atriz de cinema Cris Lopes) que está no longa metragem juvenil Bia 2.0 esta semana no Brasil estreando no Espaço Itaú Cinema Augusta no qual que teve participação especial e a atriz vai atuar em mais 03 longas nacionais confirmados, um deles com Jackson Antunes no longa policial Metrópole 153.


"O espetáculo "Primavera no Castelo" Renascimento Europeu dos Séculos XVI e XVII surgiu com o objetivo de proporcionar uma vivência aos alunos das Escolas de Música e Dança de São Paulo através de uma viagem aos séculos XVI e XVII, utilizando como referência manuscritos importantes cancioneiros da época e também do Tratado Orchesographie de T. Arbeau, um verdadeiro marco sobre coreografias de danças e instrumentação renascentistas. A instrumentação do Ensemble reíne a família das flautas doces, violinos, cello, contrabaixo, trompetes, trombones, harpa, violão, percussão além de outros mais raros como o krumhorn, gemshorn, cravo, guitarra barroca e alaúde. Apesar de serem instumentos com afinação moderna (A=440hz) todo o repertório foi trabalhado com uma interpretação historicamente orientada, baseada em pesquisas de manuscritos, partituras e retórica musical da época, uma experiência inesquecível para os 100 participantes entre instrumentistas, coralistas/cantores e bailarinos. O repertório traz canções e peças instrumentais de vários países como Espanha, França, Inglaterra, Itália bem como algumas obras do Cancioneiro Sefaradita (judaico ibérico). Os textos se referem ao amor como em "Pase El Agoa", "Come Again", outros falam da primavera "La Rosa Enflorece", "Ce Moys de May", "Now is the Month Of Maying", a bíblica passagem do nascimento do patriarca Abrãao "Quando El Rey Nimrod" e terminando com uma festa onde todos comem e bebem comemorando a vida "Hoy Comamos Y Bebamos". As danças do programa também seguiram os passos e orientações do tratados antigos começando com a dança baixa - Pavane - "Belle Qui Tiens Ma Vie" de passos simples e repetitivos, que tinham caráter calmo e imponente, para desfile e entrada dos casais em um salão palacial. Jáa "Les Bouffons" era uma dança tipicamente teatral dançada por cavaleiros e amazonas, em pares. A "Gagliarde Ferrarese", ao contrário da Pavane, era uma dança mais rápida, saltitante, que exigia bastante habilidade e força dos dançarinos. A última dança "Bransle* de Chevaux (cavalos)" era uma típica dança francesa renascentista, formada em linha ou roda, com o detalhe dos dançarinos imitarem o patear de um cavalo em momentos da coreografia." (Helcio Muller, Idealizador e Diretor Geral)  EQUIPE: Concepção e Direção Geral: Helcio Muller; Direção Geral e Regência: Regina Hiromi Kinjo; Direção de Cena e Figurino: Paula Neves; Pianista Correpetidor: Juliano Kerber; Auxiliar de Ensaio: Barbara Olivier Garcia; Coordenador de Dança: Flávio Lima; Coreógrafo: Armando Aurich; História da Dança: Miriam Yayoi Matsuda Sardo; Coordenadora Pedagógica: Mavi Chiachietto; Ensaiador de Dança: Gustavo Lopes, Guivalde de Almeida e José Ricardo Tonazelli; Consutlor: Elimar Plinio Machado (UEL-Londrina - PR); Fotos: Renato Rena, Sung Hwan; FIlmagens: R30 Filmes, Rodney Borges; Secretário Municipal de Cultura: André Sturm.

Atriz de cinema Cris Lopes-diretora cênica-figurinos-Paula Neves-Crédito das fotos - atriz Cris Lopes e Diretora Cênica Paula Neves

CLUBE HEBRAICA SAO PAULO-atriz de cinema CRIS LOPES-Teatro Arthur Rubinstein-Primavera no Castelo-estreia famosos-cinema-bia20-metropole

Fan Page Cine & TV: atriz internacional Cris Lopes (entrevistas e trailers Brasil e exterior): https://www.facebook.com/crislopesoficial

Jovens e Diretoras: Violinista Eric Neves Silveira e solista Mariana Neves Silveira com Paula Neves e Dir. Regente Regina Kinjo 
Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

Sem comentários:

Enviar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis