ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

22 de dezembro de 2017

Roberto Carlos faz especial de fim de ano, é hoje, 22/12, na TV Globo

Roberto Carlos 2017, especiais desde 1974
JOÃO MIGUEL JÚNIOR/GLOBO

Roberto Carlos faz especial de fim de ano

Em show, Rei se apresenta com artistas de diferentes estilos

E lá vem mais um especial de Natal de Roberto Carlos. Desde 1974 encantando os fins de ano da Globo – com exceção de 1999, quando sua mulher Maria Rita morreu –, o show terá mais uma versão hoje, após a novela “O Outro Lado do Paraíso”. Com o título de “Esse Cara”, o espetáculo reúne composições consagradas do Rei, como “Emoções”, “As Curvas da Estrada de Santos”, “Fera Ferida” e “Detalhes”, e participações de artistas de diferentes estilos.

A dupla Simone e Simaria dividiu o palco com o Rei em “Eu te Amo, te Amo, te Amo”, escrita por ele, e “Quando o Mel É Bom”, gravada por elas. Simaria, aliás, quase não consegue cantar, tamanha a emoção. “Passou um filme na nossa cabeça. Quando nos perguntavam qual era o nosso maior sonho, sempre falamos que era cantar com o Roberto Carlos. Quem nunca quis estar ao lado dele? É um ícone da música brasileira. E, hoje em dia, depois de conhecê-lo e de ver o ser iluminado e abençoado que é, nos tornamos ainda mais fãs”, diz ela.

Já Simone destaca a memória afetiva que os especiais do Rei despertam. “Além de termos crescido ouvindo as músicas dele, o Roberto nos faz lembrar do nosso pai, então sempre nos emocionamos nos especiais de final de ano.”

Outra artista que é parte da apresentação e que conseguiu destaque recentemente é Erika Ender. A brasileira, que vive entre o Panamá e os EUA, é uma das compositoras de “Despacito”, música que, na voz do porto-riquenho Luis Fonsi, chegou a ser a mais tocada no mundo em 2017. E foi justamente essa a canção que os dois dividiram, em versão que ganhou até a participação de bateria de escola de samba. “Foi lindo! Fiquei impressionada com o carinho e o respeito com que ele me apresentou. E nos ensaios senti a mesma atenção. Foi bem especial”, conta a artista.

Ela conta que, mesmo vivendo no exterior, sempre acompanhou a carreira de Roberto. “Em todos os países por onde passei, as obras dele são presentes. Sem contar que fico nos fins de ano com minha família brasileira.”

A velha guarda da MPB está representada com o cantor e compositor Djavan, que cantou com o Rei “As Curvas da Estrada de Santos” e “Pétala”. “Me apresentei no especial de 1996 e estava com saudade do meu querido amigo. As duas músicas ficaram lindas”, celebra o cantor. 

Alba Maria Fraga Bittencourt

Sobre a autora

Alba Bittencourt - Doutorada em Robertologia Aplicada e Ciências Afins. Redatora do Portal Splish Splash e Administradora/Redatora do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre a autora...

2 comentários:

  1. eu eminha tia nana naoperdemos o show do Roberto carlos todos final de anos curtimos os grandes e melhores sucessos dele com muitas lembras e alegrias de amigos do passados enfim o Roberto carlos e um grande coposito e canto especial !

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis