Lovefield



NOTA SPLISH SPLASH:

É obrigatório ver este vídeo até ao fim.



Enviar um comentário

3 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.
  1. Ola! Grande Amigo!

    Este vídeo, é sobremodo criativo, tendo em vista que o produtor sai, num giro de 360º, do suspense sinistro para o Belo e Magnífico: O nascimento da vida!

    Confesso que acelerou-me um pouco batimento cardíaco, tendo eu que abaixar um pouco o volume, para que pudesse assustar menos.

    Quase chorei de medo, digo, de emoção!

    Aliviei-me sobremodo, quando vi a criança e a alegria do casal.

    Estás de parabéns pela iniciativa, pá! Acredite!

    Abraços!

    ResponderEliminar
  2. Ai maninho,

    aquele trigal balançando com o vento,a gralha, fui ficando tensa, achei que algo ia me assustar...Suspense mesmo...

    Ao contrário foi bonito, emocionante. Você teve uma boa idéia em colocar aqui.

    Beijos,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  3. Olá Armindo!

    Comecei a ver o vídeo, mas sempre pensando na frase que deixastes: "É obrigatório ver este vídeo até ao fim."

    Continuei a ver e já estava triste pela cena e sussurros e gemidos, choros da mulher que não dava para identificar bem o que acontecera. Por um momento senti que era um estupro, muita violência, perna jogada para um lado, o homem em busca de um lençol para enrolar a vítima. Só dava para entender assim, mas para felicidade de todos foi ao contrário.

    Como persisti em ver mesmo sem gostar de ver violência que era o que pensei, mas na volta de senhor como lençol e abaixando-se enrola no lugar de um cadáver que imaginei, um bebê, que nascera na estrada sem ter sido o momento desejado.

    Naquele instante eu sorri, e fiquei cheia de alegria e emoção, pois naquele instante viera ao mundo uma linda criança sem ter as mínimas condições humanas, mas chegou para alegrar aquele momento tedioso, e o sorriso da menina mãe e do senhor que ajudou a fazer o parto, fez-me deixarem as lágrimas rolarem em meu rosto que como final feliz superei todos os más pensamentos que aumentaram ao ver o homem com um facão em punho que provavelmente lhe servira para cortar os laços maternos mas estreitos, que era o cordão umbilical.

    A Ave de rapina anunciava naquele instante a chegada da vida e a placenta jogada talvez serviria como alimento para um abutre ao sentir o cheiro de sangue, demonstrava a alegria pela chegada da comida e também enviado ´por Deus, que serviu de alerta para quem estava mais próximo fazer a emissão de socorrro.

    Parabéns pelo vídeo, gostei muito e achei super interessante, como uma forma de não interpretarmos algo sem termos a certeza antes do final.

    Beijos!

    Mazé Silva.

    ResponderEliminar

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !