ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11 de janeiro de 2010

RC9 - Os músicos da banda de Roberto Carlos (Eduardo Lages)



A banda do cantor e compositor Roberto Carlos, vulgarmente designada por RC9, é comparável à famosa trilogia de Alexandre Dumas, intitulada “Os três mosqueteiros”.

Os 3M, que na verdade eram 4, estavam ao serviço do rei de França, Luís XIII, e os RC9, que na verdade são 17, estão ao serviço do Rei Roberto Carlos.

Mas enquanto os 3M enfrentavam grandes inimigos como o Cardeal Richelieu e seus guardas, além dos huguenotes e dos ingleses, inimigos da Coroa francesa, os RC9 são o séquito real que aqui e além fronteiras apoiam Sua Majestade que no trono salpicado por uma miríade de luzes banhadas por nevoeiro sebastianista, é aclamado pelos seus súbditos ao som de instrumentos musicais regidos pelo seu cavaleiro-mor.

No âmbito das comemorações do cinquentenário da coroação do Rei, os RC9 foram recentemente trazidos à estampa através do site
http://www.rc50anos.com.br/com com fotos e breves palavras de apresentação. São essas fotos e essas breves palavras sobre cada um dos 17 elementos que compõem a banda RC9 que aqui reproduzimos com a devida vénia como reconhecimento por tudo quanto têm feito em prol de Roberto Carlos e dos seus fãs.

Alguns dos elementos já foram alvo de enredos fictícios produzidos pelo autor destas linhas, pelo que se aproveitará para também incluir alguns excertos de tais episódios.

A ideia era publicar este trabalho num só documento, porém, isso iria tornar o artigo demasiado extenso e como tal não muito prático para os estimados leitores. Por isso, decidimos dividi-lo por cada elemento do RC9, sendo que em todos manteremos o presente texto.






Primeiro, em 1964, foram chamados de RC Trio tendo o próprio RC na guitarra, Dedé Marquez na bateria e Bruno no contrabaixo. Roberto Carlos passou a ser só o cantor surgindo então o RC 4 com a entrada de Wanderley no piano e Gato na guitarra. Daí entraram os sopros... e o resto é história. Nos dias de hoje é chamada de RC 9. Com vocês: os músicos que acompanham Roberto Carlos!


------------------------

EDUARDO LAGES - Maestro




Eduardo era maestro do Globo de Ouro quando foi chamado para reger a orquestra de RC que estreava no Canecão. O ano? 1978! O que pouca gente sabe é que 10 anos antes foi chamado para substituir durante 1 mês o pianista Wanderley! Amigos, compadres (RC é padrinho de Christiane, filha de Eduardo) e colegas de palco, continuam juntos nesta jornada musical até hoje.

----------------------------

NOTA PRÉVIA:

Desde que em 5 de Março de 2005 aconteceu o primeiro Bate-papo entre Roberto e eu, muitos outros se lhe seguiram até ao dia 28 de Julho de 2009, data em que ocorreu o trigésimo segundo. Em quase todos eles, umas vezes por coincidência e outras não, o maestro Eduardo Lages está presente nas conversas ora telefónicas, ora via Internet, mais exactamente pelo Messenger. Entretanto, em 23 de Outubro de 2007 o maestro Eduardo Lages tomou ele próprio a iniciativa de dar início ao primeiro daqueles que iriam ficar conhecidos por bate-papos entre Eduardo Lages e eu, sendo que o último (o oitavo) ocorreu em 20 de Agosto de 2009. A série de shows que durante 2009 foram levados a efeito em terras brasileiras no âmbito dos 50 anos de carreira de Roberto Carlos, foi uma empresa deveras exaustiva para Roberto Carlos, Eduardo Lages e toda a equipa, daí que a partir de Agosto acontecesse que nem o Roberto nem o Eduardo me pudessem contactar e eu muito menos já que a iniciativa sempre tem que partir deles e não de mim pelo facto de desconhecer o número dos seus celulares que nunca me deram nem darão pois já sabem que eu tenho a língua ao pé da boca e que logo iria compartilhar com todos os fãs, com os inconvenientes daí resultantes.

Tudo isto só para dizer que para não alongar demasiado o presente texto, não vamos aqui publicar excertos de todos os bate-papos com o maestro Eduardo Lages, mas antes publicar na íntegra aquele que foi o primeiro com que o maestro me brindou.

Escusado será dizer que os bate-papos não passam de pura ficção e que segundo Jessamyn West (que o Roberto teima em chamar de Jasmim Beste), a ficção revela verdades que a realidade omite.
Depois do bate-papo, teremos ainda quatro vídeos; três (I, II e III Parte) com o maestro dando entrevista aos seus fãs em 28 de Janeiro de 2009 na TV Cenário do seu blogue www.eduardolages.blogspot.com e o outro um tributo desses mesmos fãs por ocasião do lançamento do seu último CD “Nossas Canções”, em 2009.



Tudo está a ser demais para mim. É emoção atrás de emoção.

Eu sei que ninguém vai acreditar, porquanto nem eu próprio acredito, pensando tudo não ter passado de um sonho.

Com efeito, como se já não bastasse a sorte que tenho de bater papo periódico com Roberto Carlos, não é que ontem, dia 23 de Outubro, sou surpreendido com um telefonema, de uma criança que por sua vez passa o celular a seu vovô que de imediato fica batendo papo comigo durante imenso tempo?

Nem sei mais que dizer. Só sei que ontem...

23 de Outubro de 2007, terça-feira, 20,38h.

O meu telemóvel toca.

Trrrimmm, trrrimmm, trrrimmm... Chamada anónima.

E eu atendo.

Estou! Quem fala?

- Oi, seu Armindo! Tô falando do Brasil e meu nome é Enrico. Cê sabe quem sou?

- Assim de repente não me estou a lembrar de ninguém com esse nome, mas... é algum
membro do Portal Clube do Rei?

- Nada disso, seu Armindo! Meu vovô se chama de Eduardo e ele conhece você.

- Eduardo?...

- É isso aí, seu Armindo! Eduardo Lages.

- Eduardo Lages? Eheheheheh

- Cê se tá rindo? Eheheheheh Vovô tá a meu lado e vou passar pra ele o celular, viu? Gostei de ouvir você!

- Eu também, Enrico. Abraços!

EDUARDO LAGES - Alô, Armindo! Como vai você?

ARMINDO - Tudo bem, obrigado! E o Maestro como vai?

EDUARDO LAGES - Tou indo bem, graças a Deus! Não precisa de me chamar de maestro, não. Meu nome não é maestro eheheheheh. Pra meus amigos meu nome é apenas Eduardo.

ARMINDO - Obrigado, Eduardo. É uma honra para mim ouvir isso de si, assim como é para mim uma honra ter o privilégio de estar a falar consigo.

EDUARDO LAGES - Duas pessoas contribuíram para isso. A primeira foi Roberto, me dizendo: "Oi, Edu! Um dia você tem de bater papo com meu amigão Mindo lá de Portugal. Cê tando tristonho logo ele o põe numa boa com seus ditos bem legais". Roberto me disse isso um dia, me entrando por um ouvido e saindo pelo outro, mas pensando pra meus botões: "Roberto bem que anda gamado demais com seus bate-papos com aquele portuga e tá querendo eu entrar na jogada eheheheheh". Os dias foram passando e nunca mais eu pensei nesse assunto. Acontece que meus netinhos, a Nathalie, a Ana Luíza, a Maria Fernanda, e Enrico, são fãs de carteirinha de Roberto e sempre estão de olho naqueles bate-papos entre ele e você, achando uma gozação e sempre esperando o próximo.

ARMINDO - Fico contente por saber isso e confesso que nunca me tinha passado pela cabeça os bate-papos entre Roberto e eu serem lidos e apreciados por si e pelos seus netos.

EDUARDO LAGES - Pra lhe falar verdade, bem que eu apenas li um, creio que o 15º que você me enviou com aquela sua reportagem "O depois de Lisboa", onde você relata toda a emoção do show de Guimarães do ano passado, inclusive aquele momento inesquecível em que Roberto anuncia meu aniversário e toda a galera cantou para mim os parabéns. Se lembra?

ARMINDO - São coisas que não esquecem.

EDUARDO LAGES - É isso, aí. Mas voltando a seu bate-papo com Roberto, eu apenas li aquele 15º que você me enviou e depois disso não li mais nenhum, não. Roberto e meus netinhos bem que sempre me avisam, mas eu digo a eles que logo mais vou ler e na volta sempre me esqueço. Eheheheheh E se agora lhe estou telefonando, se deve a meu chefe que sempre está mandando.

ARMINDO - Quem, o Roberto?

EDUARDO LAGES - eheheheheh Roberto não é meu chefe, Armindo! Meu chefe que sempre está mandando é meu neto Enrico. Ele pegou em meu celular e me disse: "Vovô vai ser hoje que você vai bater papo com aquele cara lá de Portugal. E pronto, aqui estou batendo papo com você a mando de Enrico. Eheheheheh

ARMINDO - Então, quer dizer que devo esta surpresa ao Enrico.

EDUARDO LAGES - Eu não diria que você lhe está devendo coisa alguma, pois a surpresa maior é dele por estar aqui a meu lado curtindo nosso bate-papo. Este rapaz é fogo, sabe? Eheheheheh

ARMINDO - Eduardo, você lembra-se que numa mensagem que me enviou, disse-me que estava programada nova visita a Portugal em 2007 e eu de contente quis logo partilhar a notícia com toda a malta, mas não o fiz na altura mas sim mais tarde após alguém ter anunciado tal novidade?

EDUARDO LAGES - Sim. De facto lembro-me de ter dito isso a você, mas acontece que as coisas levaram rumo diferente e não deu. Mas quem sabe pro ano a gente está aí em Portugal. Você sabe que sempre tenho grandes recordações de seu país.

ARMINDO - Por falar em recordações, estou-me a lembrar da grandiosa empresa que foi a edição do novo CD e DVD. Como correu o show no Teatro Municipal de Niterói?

EDUARDO LAGES - Armindo, você nem imagina quanta emoção. Me assustei, quando alguns minutos antes de começar o show dei uma saída rápida na rua e ví aquela extensa fila aguardando para entrar. Eu estava cansado pois os dois dias anteriores tinham sido tensos com as montagens de luz, áudio, palco, etc. Além disso, eu aguardava pelos meus amigos , músicos da orquestra, que estavam vindo de São Paulo já que muitos deles residem lá e com todos esses problemas de aeroportos, apagões aéreos e tudo mais, eu temia que algum cancelamento de voo ocasionasse um grande transtorno para a gravação com cancelamentos de voos, etc. Na própria tarde do dia do show, fizemos alguns ajustes num ensaio geral gravado, talvez, já com o publico na porta. O ambiente nos bastidores era de alegria já que todos que participariam da gravação estavam movidos de uma certa euforia com a beleza da luz, cenário e do som. Havia também uma bela e democrática mesa de salgados e doces onde todos compensavam a ansiedade do início do espectáculo degustando algumas delícias ali dispostas. Tocou o terceiro sinal e o "velho" aqui todo "engomadinho" pensou no pai e na mãe que deviam estar lá de "cima" cheios de orgulho torcendo e protegendo o filho...abri um longo sorriso que deixava cair uma lágrima de emoção e encarei aquele público carinhoso que me deu "colo" durante todo o espectáculo, cantando junto a maioria das musicas que toquei no piano e dançando feliz embalado pelo som da minha Orquestra...e vivi, talvez, o dia mais feliz da minha vida...

ARMINDO - Eduardo! Estou emocionado.

EDUARDO LAGES - Se emocionou de quê, Armindo?

ARMINDO - De tudo o que acabei de ouvir, em especial da última parte, quando você disse: "Tocou o terceiro sinal e o "velho" aqui todo "engomadinho" pensou no pai e na mãe que deviam estar lá de "cima" cheios de orgulho torcendo e protegendo o filho...abri um longo sorriso que deixava cair uma lágrima de emoção e encarei aquele público carinhoso que me deu "colo" durante todo o espectáculo, cantando junto a maioria das musicas que toquei no piano e dançando feliz embalado pelo som da minha Orquestra...e vivi, talvez, o dia mais feliz da minha vida...".

EDUARDO LAGES - ehehehehehe Que tem essas frases de especial, Armindo?

ARMINDO - Você sabe que têm muito de especial. Essas frases foram para mim não só pura poesia, como música celestial para os meus ouvidos que remeteram ao meu coração toda essa emoção que os meus olhos não puderam deixar de acusar.

EDUARDO LAGES - Puxa vida, Armindo! Emocionado estou eu ficando com você falando desse jeito. Agora entendo porque você em seu último bate-papo com Roberto disse a ele que não queria bater papo comigo. Você com Roberto sempre se sente mais à vontade se rindo com ele. Comigo você já suspeitava que iria ter tristeza mas não é minha culpa, não. Eu falo o que sinto.

ARMINDO - Eduardo, não foi por isso que eu disse ao Roberto que não queria bater papo com você, mas sim porque já estava a imaginar ter que transcrever tudo para o computador como faço com os bate-papos entre mim e ele, pois se não o fizer, o Roberto já me disse que nunca mais batia papo comigo e isso é óbvio que eu não quero. Por isso...

EDUARDO LAGES - Por isso, bem que você escusa de estar preocupado, pois eu bem que sou mais flexível que Roberto que como você bem sabe é barra limpa mas tem génio especial, daí você e ele sempre pegarem em cada bate-papo. Mas comigo isso não acontece, não! Depois, eu nem sequer pretendo que você publique este nosso bate-papo lá no fórum do Portal, até porque enquanto que com Roberto você já vai no 19º eheheheheh, comigo você jamais passaria do 1º e mesmo este por culpa de meus netinhos, em especial de meu chefe Enrico que sempre está mandando em seu vovô. Eheheheheh

ARMINDO - Eduardo dê aí um abraço ao Enrico por mim e diga-lhe que eu lhe estou a dever uma. Eheheheheh

EDUARDO LAGES - Dei pra ele o seu abraço e ele me está dizendo que você não deve nada pra ele, pois é seu fã. Eheheheheh

ARMINDO - eheheheheh

EDUARDO LAGES - Armindo, adorei nosso bate-papo e sabe o que estou pensando? Bem que não será má ideia você publicar ele lá no fórum do Portal. Que você diz:

ARMINDO - Pois. Já adivinhava! E dizia você há pouco que não era como o Roberto. Eheheheheh Tudo bem, eu publico. Mas, uma coisa, Eduardo: você também quer, como o Roberto, que eu no final mencione que tudo é fictício?

EDUARDO LAGES - Que nada, Armindo! Pra quê esconder verdades? Que mal tem nosso bate-papo?

ARMINDO - Os bate-papos que eu tenho com o Roberto, também não têm mal nenhum, mas ele sempre faz questão que eu mencione no final que tudo é fictício, por isso...

EDUARDO LAGES - Comigo não se preocupe com esses pormenores. Esteja à vontade, viu? Foi um prazer falar com você, Armindo!

ARMINDO - O prazer foi todo meu, Eduardo! Eu nem me acredito que isto está a acontecer e a galera lá do Portal quando ler isto menos vai acreditar. Nem estou em mim!!!

EDUARDO LAGES - Olhe aí, Armindo! Pensando bem, talvez não seja pior você pôr no final essa frase que falou. Como é ela mesmo?

ARMINDO - Pois, pois. Nota-se que o Eduardo é totalmente diferente do Roberto. Eheheheheh A frase é a seguinte: "O texto que acabaram de ler é fictício. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência."

EDUARDO LAGES - É isso aí, Armindo! Adorei nosso bate-papo. Até um dia, viu? Um abração pra si e pra todo mundo lá do Portal.

ARMINDO - Eduardo, muito obrigado pelo presente que me deu e receba de mim um grande abraço de admiração e estima. Beijinhos para os seus netinhos!

EDUARDO LAGES - Até sempre, Armindo!

ARMINDO - Até sempre, Eduardo!

AVISO:
O texto que acabaram de ler é fictício.
Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

"A ficção revela verdades que a realidade omite"
Jessamyn West



EDUARDO LAGES – Maestro entrevistado pelos fãs – Parte I




EDUARDO LAGES – Maestro entrevistado pelos fãs – Parte II




EDUARDO LAGES – Maestro entrevistado pelos fãs – Parte III




EDUARDO LAGES 2009 – Tributo dos fãs




A SEGUIR:
JOÃO LENHARI - Trompete
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

7 comentários:

  1. Olà Mindo! nao sei se velerà a pena dizer que o que està aqui realizado por ti é uma maravilha porque com certeza é melhor de que isso e no meu Portugues nao tenho agora mesmo inspiraçao suficiente para encontrar a palavra adequada.No entanto graças ati ou por tua culpa jà sou fa de outra pessoa que é o Eduardo Lages.é verdade foi muito emocionante a partir do bate papo até au final dos videos e eu estive a ver tudo isto com uma atençao que tu nao imaginas até fiz bis.Mindo e eu para te dizer a verdade nunca tinha ouvisto a voz do Maestro e eu sempre ouvi dizer bem dele e escutando bem ele falando realemente descubri uma pessoa muita legal muito meiga e humilde.Nao sei o que dizer mais, mas foi um show este poste.Hà tambem notei outra coisa tindes os dois o mesmo celular nao me digas que o R.C.tambem oferece presentes desse estilo; entao como é que ele quer que os bate-papos tenham fim!Abraços

    ResponderEliminar
  2. Que maravilha bicho essas coisas bacanas que você colocar aqui pra gente,

    Obrigado pelos seus comentários lá no meu blog

    Abraços
    Carlos André
    pareinacontramao.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Padrinho amado!!!
    Que bela homenagem aos músicos do nosso REI.
    Falar do Maestro é sempre um prazer para mim...Ele é além de um super hiper mega Maestro um ser humano muito especial!
    AMEI este post, adorei reler o bate papo...Você está mesmo de parabéns!!!
    Tudo de bom para você e para o nosso querido Maestro Eduardo Lages, o Maestro dos nossos corações!!!


    Beijos azuissss

    ResponderEliminar
  4. Nosso amigo Armindo é igual ao Flamengo: só faz gol de placa! Falar dos músicos do rei foi mais um golaço!
    E ainda por cima com esses telefonemas "muito doidos", uma grande mentira verdadeira, ou será verdade mentirosa? Até já nem sei...rsrsrsrsrsr

    Derbson Frota
    Tianguá CE
    twitter.com/derbsonfrota

    ResponderEliminar
  5. Olá irmãozinho!

    Que coisa linda essa homenagem aos músicos do Roberto, e agora ao nosso Maestro Eduardo Lages!

    Muito bom reler o bate-papo, ver os vídeos.Ah! Rever o nosso Maestro me deu uma tremenda saudade do dia em que o conheci, uma saudade de vê-lo de novo...
    Nosso Maestro é um amor de pessoa.
    Simples, amável, educado, atencioso,uma pessoa que te trata tão bem, que é de deixar saudade mesmo.Eu o vi agora no último show do Roberto, a gravação do Especial da Globo,mas foi só de longe.Assim mesmo ele nos deu atenção...Não é uma graça?

    Parabéns mano, por esse trabalho lindo que fez.

    Beijos,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  6. Querido Armindo de Deus!!!!!!!!!!!!!

    Agente ve estas reportagens e os olhos se enchem de lagrimas. Estas gravacoes nos levam de volta, pelo menos me leva de volta ao Brasil/Rio, pois assisti as respostas das nossas perguntas em uma de minhas viagens ao Rio. E agente nao esquece as boas memorias, neh? O carinho, o jeitinho do maestro, esta figurinha tao importante na vida do RC!!!!!

    Parabens pelas suas reportagens!!!!!!!!!!!!

    Parabens pelos seus bate-papos inusitados!!!!!!!!!

    Voce eh do barril!!!!!!!!!!!!!!!!! So que em brasuca fica barriu!!!!!!!

    Abracosrobertolageanos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  7. Meu querido amigo Armindo!

    primeiramente peço-lhe desculpas na demora em vir prestigiar uma matéria de maior qualidade como estas que você tem produzido em homenagem aos músicos de Roberto Carlos.

    Esta é ainda mais especial, não tirando os méritos dos outros, mas porque hoje você homenageia o nosso querido Maestro, que é uma pessoa brilhnate, pelo seu profissionalismo e como também um ser humano simples, amável com seus fãs e nós que somos de seu blog ainda temos um carinho todo especial por esse grande músico.

    Meu querido Mindo, eu gostei imensamente de toda matéria deste post, pois você caprichou, pesquisou, buscou na essência da vida artística desse grande músico o que de melhor você podia nos mostrar.

    Foi bom saber mais detalhes do Maestro Eduardo Lages. Adorei rever a entrevista com os fãs embora a minha pergunta não tenha sido respondida por negligência minha, pois demorei a entregar as perguntas.

    O vídeo que você formatou foi muito bom repetir a dosagem com a mistura das músicas do " Nossas Canções". Ficou um espetáculo mesmo!

    O seu primeiro Bate-papo com o Maestro eu já nem me lembrava dos detalahes e ri muito ao ler e saber o quanto você é criativo, dinêmico em tudo que faz e usa sempre o seu humor pra enaltecer as coisas dando um toque de perfeição do grande fã e admirador dos dois maiores astros da arte musicalista mundial; Roberto e Eduardo Lages.

    Meu amigo do peito, não existe nota máxima pra poder pronunciar aqui, mas eu direi que tudo que tu fizeste é divino, é perfeito e merece sempre a nota maior que poderá existir na face da terra.

    Beijos e abrços meu amiguinho!
    Meus parabéns!!!

    Mazé Silva.

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis