ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

4 de novembro de 2008

Punheta de bacalhau


Por: Armindo Guimarães
Facebook
https://www.facebook.com/armindo.guimaraes

Hoje estava no meu emprego a fazer um trabalho manual que embora de pouca duração exigiu algum esforço do punho da minha mão direita há muito habituado apenas a manusear esferográficas, lápis, papéis e outros artefactos de escritório. Era a hora do lanche e, talvez a propósito dos ossos cárpicos ressentidos pelo exercício a que foram sujeitos, lembrei-me como ia a calhar uma punheta de bacalhau.


Portugal é o maior e principal consumidor de bacalhau a nível mundial, possuindo na sua gastronomia mil e umas maneiras de confeccionar aquele a que chamam o Fiel Amigo. A punheta é uma dessas maneiras. Um petisco de comer e chorar por mais. Dizem que surgiu como resultado dos exíguos ingredientes da mesa medieval, de poucos recursos além de peixe seco e um outro legume esporádico, sendo que a combinação do bacalhau desfiado com alho picado e itens opcionais como cebola, tomate e azeitonas era refeição das mais corriqueiras.

Com o tempo, os portugueses “adoptaram” a punheta, e foram responsáveis por divulgá-la para o resto do mundo, incluindo, claro está, o Brasil que, enquanto nós portugueses usamos a receita mais rústica, apenas com bacalhau, alho, cebola e azeite, os nossos irmãos acrescentam uns tomates e pimentões para alegrar, como não podia deixar de ser.

Eis a receita:

PUNHETA DE BACALHAU
Para 4 pessoas

INGREDIENTES:
- 600g de bacalhau desfiado dessalgado
(ou 500g de bacalhau desfiado salgado e seco)
- 3 cebolas cortadas aos palitos
- azeite extra-virgem
- pitada de pimenta
- vinagre
150g de azeitonas

Modo de preparar:


(Se o bacalhau é salgado e seco, deve antes ser dessalgado conforme as instruções).

Deitar o bacalhau desfiado dessalgado (cru) numa travessa. Com um pano limpo, envolver o bacalhau e fazer movimentos para a frente e para trás, para ficar bem desfiado.


Cortar as cebolas aos palitos. Misturar com o bacalhau desfiado, com movimentos fortes dos punhos e colocar uma pitada de pimenta. Regar com azeite extra-virgem português e umas gotas de vinagre.

Servir frio acompanhado de azeitonas.

Bebida aconselhada:
Vinho Branco ou Tinto

A propósito da punheta, lembrei-me da recifense Glória Guimarães, minha amiga robertocarlista membro “Friend” do Portal Clube do Rei, que me mandou este vídeo onde se prova que os brasucas também adoptaram (e bem) o nosso Fiel Amigo.



Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

5 comentários:

  1. EHEHEHEH!!
    A música está demais.
    Quanto à punheta de bacalhau, em tempos coloquei dois desenhos no cuaoléu para testar as pessoas.. não vou desvendar vou-te deixar aqui o link. Já volto!
    :)

    ResponderEliminar
  2. Fiz, em Março de 2007, este teste aos leitores do cuaoléu. (ler comentários)

    http://cuaoleu.blogspot.com/2007/03/punheta.html

    http://cuaoleu.blogspot.com/2007/03/bacalhau.html

    Ab

    ResponderEliminar
  3. Patrãozinho meu querido amigo,
    voltamos às receitas...
    Olha, só de falar "bacalhau", já dá água na boca.
    É muito bom!
    Dessa maneira nunca fiz.Faço ao fôrno,com batatas, azeitonas, celola,um pouco de pimentão e claro a salsinha no final para não murchar... Modéstia à parte fica ótimo!!!!A turma gosta...Quer dizer nem todos, meu filho mais velho não gosta de bacalhau, desde pequeno. Sempre que fazia, para ele tinha de fazer algo diferente.Hoje isso ficou para a esposa dele...

    Achei ótimo esse vídeo. Sinceramente nunca tinha ouvido falar nesse conjunto teatral Rádio Comida, aqui de Sorocaba.
    Mas são bons.

    Bernardo, fui lá ver os desenhos que postaste.Sem comentários...
    Da minha parte claro.
    eheheheheheh

    Um abraço para os dois,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  4. Querida Carmen,
    obrigado!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Nobre colega Armindo,

    Uma palavra dúbia e o seu comentário de duplo sentido, parece que afugentou algumas pessoas da mesa. Por isso sirva essa iguaria portuguesa somente para os três mosqueteiros e você é claro.

    Um grande abraço

    ResponderEliminar

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis