LightBlog
>

ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

11/30/2008

BRASIL - PORTUGAL


Por: Armindo Guimarães

A propósito de uma matéria publicada no Portal Splish Splash sob o título "ARY BARROSO - Aquarela do Brasil", disse o nosso amigo Carlos Marley que “Aquarela do Brasil”, era a maior exaltação popular do Brasil só superada pelo hino nacional brasileiro.

Mais disse que “Aquarela do Brasil” pode ser cantada como um hino alternativo, mas jamais em substituição ao mais lindo hino nacional do mundo.

É claro que sorri compreensivelmente por o Marley se referir ao hino do Brasil como o mais lindo do mundo, pois eu diria o mesmo, porém, referindo-me ao de Portugal.

Por isso, ao meu amigo Marley e a todos os brasucas e portugas, dedico este post que inclui as letras dos hinos do Brasil e Portugal, bem como uma versão em guitarra eléctrica da autoria do brasileiro Jimmy Oliveira.

Hino do Brasil - Jimmy Oliveira


HINO DO BRASIL

Letra: Joaquim Osório Duque Estrada
Música: Francisco Manuel da Silva

I

Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo heróico o brado retumbante,
E o sol da Liberdade, em raios fúlgidos,
Brilhou no céu da Pátria nesse instante

Se o penhor dessa igualdade
Conseguimos conquistar com braço forte,
Em teu seio, ó Liberdade,
Desafia o nosso peito a própria morte!

Ó Pátria amada
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, um sonho intenso, um raio vívido
De amor e de esperança a terra desce,
Se em teu formoso céu, risonho e límpido,
A imagem do Cruzeiro resplandece.

Gigante pela própria natureza,
És belo, és forte, impávido colosso,
E o teu futuro espelha essa grandeza

Terra adorada,
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada,
Brasil!

II

Deitado eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo

Do que a terra mais garrida
Teus risonhos, lindos campos têm mais flores;
“Nossos bosques têm mais vida",
“Nossa vida" no teu seio "mais amores"

Ó Pátria amada,
Idolatrada,
Salve! Salve!

Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro desta flâmula
- Paz no futuro e glória no passado.

Mas, se ergues da justiça à clava forte,
Verás que um filho teu não foge à luta,
Nem teme, quem te adora, a própria morte.

Terra adorada
Entre outras mil,
És tu, Brasil,
Ó Pátria amada!

Dos filhos deste solo és mãe gentil,
Pátria amada, Brasil!

Hino de Portugal - Jimmy Oliveira


I
Heróis do mar, nobre povo,
Nação valente, imortal,
Levantai hoje de novo
O esplendor de Portugal!
Entre as brumas da memória,
Ó Pátria sente-se a voz
Dos teus egrégios avós,
Que há-de guiar-te à vitória!

Às armas, às armas!
Sobre a terra, sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

II
Desfralda a invicta bandeira
À luz viva do teu céu!
Brade a Europa à terra inteira:
Portugal não pereceu
Beija o solo teu jucundo
O oceano, a rugir d'amor,
E o teu braço vencedor
Deu novos mundos ao Mundo!

Às armas, às armas!
Sobre a terra e sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

III
Saudai o Sol que desponta
Sobre um ridente porvir;
Seja o eco de uma afronta
O sinal de ressurgir.
Raios dessa aurora forte
São como beijos de mãe,
Que nos guardam, nos sustêm,
Contra as injúrias da sorte.

Às armas, às armas!
Sobre a terra e sobre o mar,
Às armas, às armas!
Pela Pátria lutar!
Contra os canhões
marchar, marchar!

NOTA: Normalmente, como em encontros de futebol e eventos comemorativos, utiliza-se a versão abreviada do hino que contém apenas as duas primeiras estrofes.

17 comentários:

  1. Meu querido amigo Armindo!

    Muito intressante esse post, pois sua criatividde, vai além das nossas espectativas e dos horizontes, pois a partir de um comentário do nosso amigo Carlos Marley, criaste, esta belíssima matéria, posta os dois hinos que realmente são belos, tanto as letras, quanto as melodias.

    As Bandeiras dos dois países lusófonos, também são magníficas, onde suas cores vivas e brilhantes, deu um realce maior a essa brilhante postagem.

    Vocês dois, Armindo e Carlos Maeley, cada um mais patriota que o outro, terão mesmo que escolher como o Hino mais lindo do mundo, àquele que refere-se as suas diferentes nacionalidades.

    O vídeo dos dois hinos, ao som dsta guitarra, encantou, pois o brasileiro Jimmy Oliveira, deslumbrantemente executou com toda capacidade de um grande guitarrista, que pra mim foi inédito e brilhante.

    Armindo você está de parabéns pela postagem e o Marley, por ter dado margem artavés de seu comentário para que a mesma acontecesse.

    Beijos e abraços luso-braileiro!

    Da sua amiga brasuca!

    Mazé Silva.

    ResponderEliminar
  2. Oi Armindo!

    Que maravilha de postagem!
    Bela homenagem aos belos nossos Hinos e países.
    Fico contente que a minha Aquarela do Brasil, tenha dado início a isso.
    E esse rapaz Jimmy Oliveira toca maravilhosamente bem a guitarra elétrica.Que destreza!
    Parabéns meu amigo!

    Um abraço,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  3. Por acaso já conhecia. Este rapaz toca que é um espanto. Além dos hinos também toca variados temas de outros artistas de uma forma muito própria.

    Abraço

    ResponderEliminar
  4. Amigo Armindo,

    Os amigos Mazé, Guta e Bernardo já disseram tudo a respeito da postagem e dos vídeos. Então, vou dizer a respeito da montagem da foto com as bandeiras do Brasil e de Portugal abrindo a postagem, que ficou fantástica.
    Vi na foto a união dessas duas nações tão importantes uma a outra, que até em seus pavilhões se entrelaçam como fazem o seu povo.

    Um abraço a todos,

    Sandro Rogério

    ResponderEliminar
  5. Oi, Mazé!
    Obrigado pelo comentário.
    Beijos e abraços do
    Armindo Portuleiro

    ResponderEliminar
  6. Oi, Guta!
    Obrigado pelo comentário.
    Beijos do Armindo Portuleiro

    ResponderEliminar
  7. Olá, Bernardo!
    Há muito que sei que o dificil é saber o que não conheces. eheheheh
    Grande abraço, pá!

    ResponderEliminar
  8. Meu amigo Sandro,
    você tem razão quanto a montagem das bandeiras. Excelente!
    Me antenei nos hinos, vídeo e esse grande e importante item ficou para trás.
    Desculpe Armindo, obrigada Sandro.
    Beijos para vocês, da amiga,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  9. Olá gente!

    No segundo parágrafo do meu comentário, eu também falei da beleza das bandeiras dos dois países lusófonos.

    Mas o Sandro também como sempre atento pra todos os detalhes.

    Um beijo pra todos do blog.

    Mazé Silva.

    ResponderEliminar
  10. Sandro e Mazé:

    Sobre a bandeira portuguesa, existe um dado curioso que muitos portugueses não sabem e muito menos os brasileiros.
    Cito um trecho da Wikipédia, que diz o seguinte: “Logo após a Revolução Republicana, em 5 de Outubro de 1910, a Bandeira da Monarquia Constitucional foi abolida, e o Estado promoveu um concurso de bandeiras para representar o novo governo.
    Houve então um grande debate para decidir sobre a manutenção do azul e branco da monarquia ou pela adopção do verde e vermelho do Partido Republicano Português. Embora muitas das propostas para bandeiras se centrassem no azul e branco (como, entre outras, a do poeta Guerra Junqueiro), o vencedor final foi uma bandeira vermelha e verde, cores associadas ao PRP”.
    O tal dado curioso é que em lado nenhum se fala sobre as propostas a concurso. Há muito anos li em qualquer sítio que não me lembro, que algumas das propostas da bandeira, possuíam ao centro um losango no meio do qual era aposto o escudo português, sendo as cores da bandeira metade verde e metade vermelha. A intenção, segundo os proponentes era identificar Portugal com o Brasil. Nenhuma dessas propostas foi aceite, mas a que foi aprovada manteve a proposta da cor verde e quase ao centro a esfera armilar que representa os Descobrimentos Portugueses e que em astronomia representa o conjunto da esfera celeste e o movimento dos astros. O globo central representa a terra e os vários anéis concêntricos (armilas) os corpos celestes, fazendo lembrar o céu da bandeira brasileira.
    Abraços do Armindo Portuleiro

    ResponderEliminar
  11. CURIOSOS ON LINE PELO MUNDO

    Caros Amigos:

    Às vezes dou uma olhada aos curiosos on line por esse mundo fora. Para além de Portugal, Brasil, Espanha, Peru e dos Estados Unidos, hoje tivemos visitantes do Japão e de Angola.

    Por isso, a pergunta que habitualmente faço a mim próprio: quem serão os amigos do Japão e de Angola?

    Abraços

    ResponderEliminar
  12. Nobre colega Armindo e povo português,

    Reputo como a mais significativa postagem até hoje neste blog. Parabéns ao Armindo pela iniciativa e ao artista Jimmy Oliveira pelas belíssimas execuções.

    Estes dois hinos nacionais, um exaltando a liberdade às margens do Rio Ipiranga, o outro a bravura de seu povo nos mares. Um enaltecendo a grandeza e a beleza de suas terras, o outro buscando inspiração em seus antepassados. Um desejando paz no futuro e lembrando das glórias do passado, mas se preciso for não foge à luta e nem teme a própria morte. O outro também destemido e preparado para a luta seja na terra, seja no mar, sem temer avançar contra as armas dos inimigos. Para manter a ordem e o progresso concluo com um trecho do Hino Nacional do Brasil, mas que é o mesmo sentimento dos filhos desses dois países irmãos: “dos filhos deste solo és mãe gentil, pátria amada Brasil e Portugal”.

    Um grande abraço

    P.S. Existe um pequeno erro na primeira palavra (em) do antepenúltimo verso do hino do Brasil. A palavra correta nem. Ficaria assim: “nem teme, quem te adora, a própria morte”

    ResponderEliminar
  13. Olá, Marley!

    Fico feliz por teres gostado deste post.

    Já rectifiquei a palavra "em" para Nem.

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  14. Oi Armindo,
    gostei muito da sua explanação sobre a bandeira de Portugal. Realmente desconhecia.

    Amigo, também gosto de olhar quem está online e me faço a mesma pergunta: Quem será?
    Se você não sabe, imagine eu...

    Um beijo,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  15. realemente soa dois hinos lindissimos maravilhosamente enterpretados por um guitarrista que desconheço e claro que o nosso querido Amindo continua de parabens por estas ideias genais e nao so é que a nossa cultura geral todos dias enrriquesse e a minha cabeça esta fumegando de tanto aprender com esta criatura.Mas como é agradavel conhecer gajos como este grande Armindo. Um forte abraço.Dusculpai os erros ou faltas

    ResponderEliminar
  16. Olá Manuel!

    Olá, Amigos!

    Se não sabem gostaria que soubessem que o Manuel é um portuga há muitos anos a viver em França e como tal é normal que por vezes algumas palavras não lhe saiam bem escritas, mas isso até acontece a mim que nunca saí deste meu berço à beira-mar plantado.

    Além disso, o Manuel nem imagina a admiração que tenho por ele, por, mesmo sabendo que pode errar escrevendo, ele sempre está em todo o lado que respire Portugal e RC. Em suma, é um gajo do carago! Daqueles que eu tanto gosto.

    Grande Manel, carago!

    Abraços

    ResponderEliminar
  17. Caro Armindo,
    tanto por conhecer..tanto...


    Ab

    ResponderEliminar

ESTIMADO LEITOR: esteja à vontade para partilhar e comentar este post em qualquer rede social, mas não esqueça de comentar aqui no próprio post. O autor agradece,

Topo