ROBERTOLOGIA EM DESTAQUE

8/04/2008

Francesinha




Por: Armindo Guimarães
Facebook
https://www.facebook.com/armindo.guimaraes


UM POUCO DE HISTÓRIA
 
Na década de sessenta, um emigrante português em França, regressa a Portugal para trabalhar num dos mais conceituados restaurantes da cidade do Porto. Mesmo fora das refeições principais, muitos eram os clientes que frequentavam “A Regaleira” (assim se chamava e se chama o referido restaurante), devido aos bons petiscos que por lá eram servidos. Talvez influenciado pelo croque monsieur, um snack muito apreciado em França, à base de pão de forma, mostarda, queijo gruyère, fiambre e manteiga, o ex-emigrante teve a ideia de experimentar um snack diferente, juntando outros ingredientes regados por um molho que pelas suas características bem se pode dizer que é a alma do snack baptizado de “Francesinha”.

E a aceitação das gentes tripeiras foi tal, que a francesinha, rapidamente deixou de ser um simples petisco para passar a ser mais um prato típico da Cidade Invicta, servido em muitos cafés, snack-bar e restaurantes.


INGREDIENTES:
 Molho:
- 1 Cerveja
- 1 Caldo de carne
- 2 Folhas de louro
- 1 Colher de sopa de margarina
- 1 Cálice de brandy ou vinho do porto
- 1 Colher de sopa de farinha maizena
- 2 Colheres de sopa de polpa de tomate
- 1 dl de leite
- Piripiri q.b.


PREPARAÇÃO: 
Molho:
- Dissolver bem a maizena com o leite e juntar os restantes ingredientes. Com a varinha mágica triturar, levar ao lume até ferver e engrossar um pouco mexendo para não pegar no fundo.


FRANCESINHA: 
Ingredientes:
- 2 fatias de pão de forma
- Fiambre qb
- Queijo qb
- Salsichas qb
- Linguiça qb
- Carne assada ou bife qb

Fazer uma sandes com os ingredientes e cobrir com queijo. Colocar no centro de um prato e regar com o molho. Levar ao forno a gratinar.

Esta é a receita clássica. Porém, com o passar do tempo, outras nuances apareceram nos ingredientes, tais como o acompanhamento com batatas fritas e um ovo frito a coroar o cume de tão picante e saboroso pitéu.

Bebida recomendada: 

cerveja.

Só em escrever isto tudo, fiquei com uma vontade do carago de comer uma francesinha, acompanhada de uma caneca de cerveja bem fresquinha.

Inventam estas coisas e depois um gajo não aguenta.

Por isso, parafraseando o meu Amigo Roberto Carlos, além de me apetecer comer, também me apetece dizer:

Que culpa tenho eu, me diga amigo meu: será que tudo que eu gosto é ilegal, é imoral ou engorda?


FOTO: No fim-de-semana passado tive família e malta amiga em minha casa para debatermos à mesa o importante assunto das francesinhas. Quando elas chegaram a fumegar, estava eu de máquina fotográfica armado em repórter do blog para tirar umas fotos às meninas. Da meia-dúzia de fotos que consegui tirar, só uma se aproveitou e mal. A malta quando viu as francesinhas gritou: AO ATAQUE! E eu também ataquei. Bolas, eu não sou de ferro!
Armindo Guimarães

Sobre o autor

Armindo Guimarães - Doutorado em Robertologia Aplicada e Ciências Afins e Escriva das coisas da Vida e da Alma. Administrador, Editor e Redator do Portal Splish Splash e do site oficial da Confraria Cultural Brasil-Portugal. Leia Mais sobre o autor...

25 comentários:

  1. Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!!!!!! Delícia heimmmmmmm!!!!!!!!!!

    ResponderEliminar
  2. Olá Armindo!
    Meu amigo, isso deve ser muito BOM!!!!!!!
    Olha, me deu água na boca essa foto, essa receita... E eu já jantei...
    Acho que logo vou tentar fazer uma Francesinha. Porque eu também, Bolas Não Sou de Ferro...

    Gostei do visual novo do Blog, com os seus preferidos.Muito bom. Vou visitar todos.
    Armindo meu amigo,
    um abração,
    Carmen Augusta

    ResponderEliminar
  3. Que encanto este blog!! Entrei por pura casualidade, mas eu não sabia de que se tratava, e vejo que aqui há uma mão mágica que consegue fazer desta página uma verdadeira caixa de surpresas.
    Vou ler um por um cada trabalho elaborado com tanta fineza e cuidado, mas sobre as francesinhas, só posso dizer que fiquei mais que com vontade de tentar fazer algo tão deleitável, só que há um pormenor que não entendi bem, e não me atrevo a pedir explicação pelo tanto só me vou conformar com imaginar aquele prato típico da cidade de Porto que pelos vistos é uma verdadeira delicia..
    Mas não quero deixar de ressaltar, que a resenha histórica sobre a origem deste saboroso convite, foi realmente formidável. Amigo Armindo meus respeito para você.

    ResponderEliminar
  4. Oi, Glória!

    Esse teu: Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm!!!!!!!!, significa que tiras o chapéu e pedes bis pra francesinha, né?

    Também eu!

    Abração

    ResponderEliminar
  5. Olá, Guta!

    Se fizeres a francesinha como fizeste a mágica da nota, estou certo que vai ser de comer e chorar por mais.eheheheh

    Obrigado por gostares do visual do melhor blog do mundo. eheheheh

    Abração

    ResponderEliminar
  6. Respeitável Alondra:

    Que bom que você ficou encantada. Acontece que na magia não existem casualidades, ou seja, as coisas simplesmente acontecem, como é o seu caso ao visitar este blog, enriquecendo-o com tão simpáticas palavras.

    Quanto ao pormenor da francesinha que não entendeu bem, só tem que dizer qual é pois não quero que se prive de a confeccionar e de ter o prazer de saborear tão delicioso petisco.

    Abraços

    ResponderEliminar
  7. Acompanho minha amiga Glória:
    Hummmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm
    Imagino que deve ser de "chamar os cachorros"!!!Rsrsrsrs
    Beijos azuisssss

    ResponderEliminar
  8. Oi, meu amigo Mindo!

    Sempre chegando atrasada pra comentar essas coisas belas e apetitosas desse melhor Blog do mundo.

    Bem, acho muito interesante essa maneira como postas essas receitas, pois sempre nos mostra um histórico sobre a origem e como chegaram à Portugal.

    Deve ser mesmmo um prato delicioso, pois apareceu gente aqui no Blog que nunca havíamos percebido a presença delas e a sua incrível receita, mexeu com a degustação do pessoal da net, que já está por aqui a apreciar e outros virão pra ter a certeza que a " FRANCESINHA ", é um sucesso do carago, sem falar na cervejinha do gosto brasileiro, que acendeu os ânimos da malta frequentadora desse lindo Blog.

    Mindo, já viajei no mundo dos teus favoritos. Acho que vives vagando por esse mundo de tantas informações na Net e cada vez mais está aprofundando os seus ricos conhecimentos interdisciplinares.

    Adorei tudo, embora não tenha petiscado nada.

    Beijão da amiga de sempre.

    Mazé Silva.

    ResponderEliminar
  9. Nobre colega Armindo,

    Que francesinha gostosa. Comecei saboreando com os olhos. Depois abracei o copo de cerveja e aproximei dos meus lábios. Senti que estava gelada, mas aos poucos foi esquentado com calor do meu corpo. Mas o que eu desejo mesmo é sentir o sabor da francesinha. Qual será o seu sabor? Seja o sabor que tiver te devorarei aos poucos até saciar a minha fome...

    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  10. Oh pá :) eu também não sou de ferro!! Isto faz-se a uma pessoa que está melhor dos olhos que da barriga?? aiiiii

    assim que melhorar, experimento! ehehehe

    Abraço ;)

    ResponderEliminar
  11. Uaaaaaauuuuuuuuuuuuuuu!!!!

    Serei obrigada a enfiar-me na cozinha para experimentar esta delícia!
    Se,ilegal, imoral ou engorda, o mais importante é o prazer de saborear!
    Abraços!!!

    Regina

    ResponderEliminar
  12. ola pa gostei bastante de aprender a historia da francesinha e ao mesmo tempo obrigado pela receita olha a minha mulher adora eu nem por isso estou no pais do queijo mas esses cheiros nunca me cairam bem talvez foram as francesas em geral que me enjoaram.Agora vou de férias para Espanha por isso vou atacar mais no meu presunto preferido (iberico)u m abraço até bréve.

    ResponderEliminar
  13. Olá,CON, minha afilhada:

    Na verdade, "é de chamar cachorros", pois até já se servem cachorros (hot dog) em prato, com o molho da francesinha.

    Abraços do teu padrinho!

    ResponderEliminar
  14. Olá, Mazé!

    Como já ouvi dizer que és uma especialista em receitas, estou certo que não perdeste tempo e já puseste mãos à obra, digo, à panela e que em vez de uma francesinha até comeste duas. eheheheheh
    E devias ter gostado muito, pois até ficaste a falar portuga e ainda por cima com sotaque do Porto, carago!

    És do baril!

    Mil beijos

    ResponderEliminar
  15. TÁ-SE BEM!

    Olá, pá!

    Realmente, TÁ-SE BEM com umas francesinhas, umas cucas e... umas Blogatadas!

    eheheheh

    A propósito, vou até lá!

    Abraços

    ResponderEliminar
  16. Olá, Marley!

    A forma como descreveste o teu "encontro" com a francesinha e o copo de cerveja, foi tão poética, que julgo não me enganar se disser que nunca antes alguém tinha escrito com tanto encanto e beleza acerca dessa iguaria mesmo sem antes a ter provado.

    Abraços nobres!

    ResponderEliminar
  17. Olá, Regina!

    Já experimentás-te a receita?

    Então de que estás à espera para nos dizeres a tua opinião?

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  18. Olá, Manuel!

    A tua cara metade tem bons gostos, pá!

    Boas férias pela Espanha e...

    Bons presuntos! eheheheheh

    Abraços

    ResponderEliminar
  19. Armindo,

    Já lhe reclamei, mas você não deu ouvidos! Meus índices de colesterol se elevarão, mas por uma gula induzida por esses deliciosos pratos apresentados por você!

    Se meu coração pipocar, irei o culpar! hihihi

    Brincadeiras amigo, é muito legal ver seu blog cada vez mais fascinante! Você é mais um poeta português! Que bom que conseguiu os favoritos, pois você sempre será o português favorito de todo Brasil

    www.everaldofarias.blogspot.com
    Blog Música do Brasil

    Abraços amigo!

    ResponderEliminar
  20. Grande Everaldo!

    Fico sempre contente quando te vejo por aqui, o que até nem é para admirar pelo facto de sermos fãs um do outro. Eheheheheh

    Aquela dos Favoritos foi fácil depois da tua preciosa ajuda. Eu até pensava que como portuga não ia conseguir, mas a coisa até foi fácil. Isto significa que os portugas estão a evoluir. Eheheheheh

    Contudo, hoje meti água, ou melhor, leite, pois fui ao supermercado, peguei numa embalagem de leite que no topo dia: ABRIR AQUI. E eu abri e logo ali bebi o leite. Escusado será dizer que o segurança do supermercado viu e o resto não conto, pois foi uma confusão do carago.

    Eheheheheheh

    Grande abraço e obrigado por tudo, pá!

    ResponderEliminar
  21. Caramba amigo Armindo , que receita!!! Porque não voce não manda um video mostrando como se faz e envia para a Ana Maria Braga?? Garanto que vai fazer sucesso!!Gostei do blog, muito legal!! Parabéns! Abraços Maria do Carmo

    ResponderEliminar
  22. Olá, Carmo!

    Enfim… chegaste! Eheheheheh

    A brincar que o digas, essa de mandar a receita para a filha do nosso mais que tudo, na certa que ela iria gostar, até que pode não ser descabido, pois há dias, no meu emprego, estando a bater um papo sobre “francesinhas” com um colega, ele disse-me que se um dia fosse para o Brasil abrir um negócio, seria com uma Francesaria (aí chamar-se-ia Franceseria ehehehehe sem o eheheheh, é claro! Eheheheheh), isto porque, segundo ele me disse, existe no Orkut uma comunidade de brasileiros apreciadores de francesinhas. É claro que eu fiquei espantado com a novidade e fiquei de ir logo ao Orkut ver se descobria essa tal comunidade brasuca de apreciadores de francesinhas, mas até hoje ainda não fui pesquisar, mas agora que estou aqui a falar sobre o assunto, vai ser o que vou fazer já a seguir.

    Grande abraço!

    Ah! Vê se apareces por aqui mais vezes, tá? Senão estás tramada comigo que vou fazer queixa de ti ao Roberto!

    NOTA: Para quem não souber (em especial os robertocarleanos), a Carmo é a nossa amiga Maria do Carmo, uma brasuca habitual frequentadora do Clube do Rei, em especial do fórum quando ele estava no activo.

    ResponderEliminar
  23. Padrinho aqui no Brasil temos uma apresentadora, a Ana Maria Braga, ela tem um programa voltado para as donas de casa onde ensina várias receitas deliciosas...
    Quando o prtao fica muuuuiiiiiito bom, ela experimenta e entra debaixo da mesa e diz: Chama os cachorros!!!
    Isto quer dizer que a receita está mais que aprovada!!!
    Então por isto chamei os cachorros para a Francesinha, rsrsrsr
    Tá mais que aprovado ok?
    Beijos azuis

    ResponderEliminar
  24. Que surpresa mais deliciosa, regressar de férias e ter uma francesinha à minha espera, já servida num prato e com uma cervejinha a acompanhar, ou seja, pronta a comer.
    Estava deliciosa, soube-me às mil maravilhas.
    Obrigada por este post com a história da origem da famosa "Francesinha da Invicta".
    Já agora gostaría de mais um pormenor sobre este maravilhoso manjar. Qual o melhor sítio aí do Porto onde se pode degustar esta delícia ?
    Saudações

    ResponderEliminar
  25. Olá, Esmeralda:
    Existem no Porto muitos bares, cafés e restaurantes que servem francesinhas. Na lista que abaixo discrimino, encontram-se aqueles que têm fama de servir boas francesinhas. Porém. Já tenho ouvido dizer que há alguns que ficaram com a fama e deitaram-se na cama, como por exemplo, o “Capa Negra” e o próprio “Regaleira” onde a francesinha nasceu.
    Pessoalmente, gosto mais de saborear a francesinha em casa, mas se tiver que sair, o Café Santiago, em frente ao Coliseu do Porto, é dos meus preferidos.
    Saudações

    Café Santiago – R. Passos Manuel, 226
    Cervejaria Galiza – R. do Campo Alegre, 55
    Capa Negra – R. do Campo Alegre, 191
    Gambamar – R. do Campo Alegre, 110
    Cufra – Av. da Boavista, 2504
    Convívio – R. Arq. Marques da Silva, 303
    Regaleira – R. do Bonjardim, 87

    ResponderEliminar

HOMENAGEM A ROBERTO LEAL

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES - Clique para ver o perfil