Sinfonia n.º 3 Heroica de Beethoven - Jovem Orquestra Nacional de Espanha | CCB 14/01

Do Texto: O maestro português Nuno Coelho, atual diretor da Orquestra Sinfónica do Principado das Astúrias (OSPA), conduzirá a JONDE em quatro concertos, que...
Maestro Nuno Coelho



Nuno Coelho dirige a Jovem Orquestra Nacional de Espanha
numa digressão de concertos por Espanha e Portugal


Sinfonia n.º 3 Heroica de Beethoven
CCB . 14 janeiro . sábado . 21h00 . Grande Auditório
Coapresentação Centro Cultural de Belém, JONDE

PROGRAMA
Gioachino Rossini (1792-1868)
Abertura de Guilherme Tell (1824-1829)
Igor Stravinsky (1882-1971)
O Pássaro de Fogo, Suíte para orquestra (1919)
I. Introdução. Dança do Pássaro de Fogo. Variação do Pássaro de Fogo
II. Dança de roda das Princesas
III. Dança infernal do rei Kastchei
IV. Berceuse. Final

Ludwig van Beethoven (1770-1827)
Sinfonia n.º 3 em Mi bemol maior, op. 55 Heroica (1803-1804)
I. Allegro con brio
II. Marcia funebre: Adagio assai
III. Scherzo: Allegro vivace. Trio
IV. Finale: Allegro molto. Poco Andante. Presto

FICHA ARTISTICA
Maestro Nuno Coelho
Jovem Orquestra Nacional de Espanha

Para marcar o início das comemorações do 40º aniversário, a Jovem Orquestra Nacional de Espanha (JONDE) realiza a sua primeira digressão anual entre 11 a 16 de janeiro de 2023. O maestro português Nuno Coelho, atual diretor da Orquestra Sinfónica do Principado das Astúrias (OSPA), conduzirá a JONDE em quatro concertos, que terão lugar em Saragoça (11 de janeiro), Madrid (12 de janeiro), Lisboa (14 de janeiro) e Porto (16 de janeiro).

Ao Grande Auditório do CCB, o maestro português Nuno Coelho, um dos músicos portugueses com maior reconhecimento internacional, traz um programa de peças incontornáveis do repertório sinfónico, como a suite O Pássaro de Fogo de Igor Stravinsky e a Heroica de Ludwig van Beethoven.

A Jovem Orquestra Nacional de Espanha é uma orquestra dedicada à formação de jovens músicos através da prática de repertório sinfónico e de câmara. Foi criada a 17 de outubro de 1983 pelo Ministério da Cultura Espanhol, sendo o seu primeiro diretor Edmon Colomer. Em 1996, por ocasião do centenário do nascimento de Robert Gerhard, a JONDE foi convidada a participar nos Proms em Londres, tornando-se assim a primeira orquestra espanhola a participar neste importante festival. Entre os maestros convidados estão Carlo Maria Giulini, Jesús López Cobos, Víctor Pablo, Peter Maag, Josep Pons, Alberto Zedda, Arturo Tamayo, Juanjo Mena e José Luis Temes, entre outros.

Entre os músicos que compõem a JONDE, cinco deles, provenientes da Orquestra Giovanile Italiana (OGI) e da Jovem Orquestra Portuguesa (JOP), participarão como convidados através do Programa de Intercâmbio MusXchange da Federação Europeia de Jovens Orquestras Nacionais (EFNYO). O projeto de intercâmbio responde ao envolvimento ativo da JONDE em redes transnacionais, através das quais pretende promover o intercâmbio cultural e contribuir para a mobilidade no mercado de trabalho.
Também pode ler:

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !