Canto Coral Brasileiro é destaque em apresentação gratuita do Madrigal Contemporâneo no Centro do Rio

Do Texto: Ouvir um coro a capela é uma experiência musical diferente da qual estamos acostumados a experimentar no nosso dia a dia
Coral Madrigal Contemporâneo

Repertório à capela será apresentado no espaço anexo ao Theatro Municipal no dia 14 de outubro, sexta-feira, às 19 horas. Projeto faz parte do Edital Municipal em Cena

Que a música brasileira é rica e transita em vários gêneros, todo mundo sabe. E no dia 14 de outubro, sexta-feira, às 19 horas, o espaço anexo ao Theatro Municipal, a Sala Mário Tavares, no Centro do Rio, recebe a apresentação Canto Coral Brasileiro feita pelo (coral) Madrigal Contemporâneo, com a regência da maestrina Danielly Souza. O evento é gratuito, aberto a todas as idades, e conta com o apoio institucional do Theatro Municipal do Rio de Janeiro, da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa, do Governo do Estado do Rio de Janeiro. A apresentação faz parte do projeto Edital Municipal em Cena.

O repertório será todo cantado à capela, ou seja, sem a participação de qualquer tipo de instrumento musical, e vai destacar três frentes que caracterizam bem a musicalidade brasileira: religiosa, literatura e folclórica. Cada frente será composta de cinco canções, totalizando 15 músicas.

As obras que compõem o repertório possuem diversas influências, como o maracatu e o frevo, por exemplo. Somam-se a tais gêneros musicais, composições baseadas em poemas de consagrados nomes da literatura brasileira e portuguesa.

A ideia central do projeto é levar ao público um breve panorama da música coral brasileira com obras dos séculos passado (XX) e do atual (XXI), que exemplificam a diversidade de estilo e linguagem característicos deste repertório. O projeto também proporciona uma experiência sonora através das várias possibilidades oferecidas pela música coral.

Para a maestrina Danielly Souza, o diferencial de uma apresentação à capela, comparada a outras que têm o acompanhamento instrumental, está na possibilidade do público acompanhar cada detalhe do conjunto de vozes que forma um coral neste estilo.

“Ouvir um coro a capela é uma experiência musical diferente da qual estamos acostumados a experimentar no nosso dia a dia, porque nos dá a oportunidade de ouvir um repertório feito somente por vozes, sem acompanhamento de instrumentos. Sendo assim, o público tem um contato direto com as diversas possibilidades de uso da voz cantada, através das diversas texturas e timbres abordados por meio das obras selecionadas para este concerto”, explica a maestrina.

Medidas para públicos de pessoas com deficiências

Um diferencial desse projeto é que a apresentação vai contar com medidas de democratização de acesso a diferentes públicos, em especial para pessoas com deficiência visual, realizando breve descrição da cena e autodescrição dos cantores.

Para estimular a ida de grupos, o projeto disponibilizará meio próprio de transporte para ajudar no deslocamento. Quem quiser agendar um grupo de pessoas com deficiência visual para ir ao concerto pode entrar em contato pelo e-mail contato@9meses.art.br ou pelo telefone (21) 99436-0412, checando a disponibilidade de vagas no transporte.

Posteriormente, a apresentação, que será gravada, receberá legendagem e será divulgada online, contemplando também parte da comunidade surda.

Presença de jovens do Instituto Zeca Pagodinho

Além da presença de pessoas com deficiência, jovens alunos do Instituto Zeca Pagodinho foram convidados para assistirem à apresentação. Professora de Canto Coral na iniciativa fundada pelo famoso sambista, Danielly explica como a presença destes adolescentes é fundamental neste tipo de evento.

“A importância de trazermos o público infantojuvenil para esta apresentação está na oportunidade de oferecer um contato, que pode até mesmo ser o primeiro, com este tipo de repertório, no intuito de ampliar o conhecimento e a escuta musical. Novas experiências, em geral, são promissoras para despertar a curiosidade e a vontade de saber e de conhecer mais a respeito de um determinado assunto, e nada mais instigante do que uma experiência tão imersiva quanto um concerto”, afirma..

Experiência do Madrigal Contemporâneo e prêmios conquistados

Com treze anos de experiência, o Madrigal Contemporâneo tem se mantido atuante no cenário musical brasileiro. O conjunto apresenta-se para este projeto com 12 (doze) cantores de ampla experiência vocal e coral. Ao longo de sua trajetória o grupo tem realizado concertos nas mais diversas séries e projetos.

Destacam-se as participações em duas edições da Bienal de Música Brasileira Contemporânea (XX – 2013; e XXII - 2017); o registro para o programa “Partituras” (2014), na TV Brasil, apresentado em rede nacional; o concerto realizado na tradicional série “Quartas Clássicas” promovida pelo BNDES (2015), com o espetáculo “Brasil, mostra a tua música”, a participação na série “Concertos SESC Partituras” (2015) em Paraty – R.J., com obras corais do banco de partituras disponibilizado pelo SESC; o concerto de abertura dos “Concertos do FLADEM” na série “Música no Conservatório” (2016), organizado pelo Conservatório Brasileiro de Música, e o concerto no Festival UFF de Música Antiga (2016), apresentando o projeto “Os Madrigais Ingleses no tempo de Shakespeare”, no Theatro Municipal de Niterói; a participação na Série Compositores – Unirio (2017); as apresentações na série “Música nas Américas” (2018), organizada e apresentada por José Schiller, em parceria com a FUNARTE; no XXIX Panorama da Música Brasileira Atual (2018), festival organizado pela Escola de Música da UFRJ; e na série “Sala Contemporânea” (2021), organizado pela Sala Cecília Meireles, com repertório totalmente voltado à música brasileira atual.

Ficha Técnica
Coro: Ana Claudia Reis, Antonio Cerdeira, Bruno dos Anjos, Carlos Eduardo Barcelos, Carolina
Morel, Guilherme Moreira, Iago Cirino, Lina Santoro, Lucio Zandonadi, Macla Nunes, Marina
Valladares e Sarah Salotto.
Regência: Danielly Souza
Direção artística: Danielly Souza
Técnica de luz e som: Livs Ataíde
Assessoria de imprensa: Sheila Gomes
Registro e transmissão em vídeo: Coité Produção Audiovisual
Produção: Thamires Trianon – 9 Meses Produção
Idealização: Madrigal Contemporâneo

SERVIÇO:
Edital Municipal em Cena
Madrigal Contemporâneo apresenta "Canto Coral Brasileiro"
Local: Sala Mário Tavares (anexo do Theatro Municipal RJ)
Data: 14 de outubro de 2022 (sexta-feira)
Horário: 19 horas
Avenida Almirante Barroso, 22 - Centro
Ingressos gratuitos (sujeito a lotação) 
Classificação etária: LIVRE

Também pode ler:

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !