Coala Festival anuncia Gilberto Gil na programação de 16 de setembro

Gilberto Gil em grande plano com o seu violão.

Neste ano, o Coala Festival realiza a maior edição da sua história

O Coala Festival se aproxima da sua oitava edição com novidades no line-up. Marcado para os dias 16, 17 e 18 de setembro, no Memorial da América Latina, em São Paulo, o evento confirma Gilberto Gil na sexta-feira, 16, mesma data em que estão confirmadas as apresentações de Djavan, Mayra Andrade, Liniker e Tasha & Tracie. O show Gilberto Gil In Concert, no qual o artista sobe ao palco acompanhado por Bem Gil (guitarra e baixo), Guilherme Lírio (guitarra e baixo), Marcelo Costa (bateria) e Flor Gil (teclado e voz), entra para a programação após o cancelamento de Alcione, que se apresentaria no evento com a participação de Céu, mas foi submetida a uma cirurgia na coluna e precisou estender o seu período de recuperação até a época do Coala. Ainda há ingressos para este dia (acesse aqui).

“No momento, desejamos uma boa recuperação à Alcione e esperamos vê-la nos palcos muito em breve”, comenta Gabriel Andrade, sócio-fundador e curador do Coala Festival. “Ter o Gilberto Gil nesta edição de retomada é bastante simbólico. Ele esteve com a gente em nossa quinta edição e também no Coala VRTL, transmissão que fizemos durante a pandemia”, ele completa.

Neste ano, o Coala Festival realiza a maior edição da sua história, sendo a primeira vez que acontece ao longo de três dias. Vale lembrar que os ingressos para 17 e 18 de setembro já estão esgotados. Em 17 de setembro (sábado), sobem ao palco do Coala Festival: Gal Costa (com a participação de Tim Bernardes e Rubel), Alceu Valença, Ana Frango Elétrico, Bala Desejo, BK’ e Rachel Reis. E, no dia 18 de setembro (domingo), se apresentam Maria Bethânia, Rodrigo Amarante, Black Alien, Marina Sena, Nego Bala e Chico Chico com Juliana Linhares. 

Todos que já haviam garantido ingressos para os dias 17 e 18 de setembro terão um desconto de 20% na compra do ingresso para o dia 16 de setembro.

Confira os horários do Coala Festival 2022:

16 de setembro (sexta-feira)
14h: abertura dos portões
14h: Gustavo Treze
14h40: Tasha & Tracie
15h20: Eunãotodoido
15h55: Liniker
16h45: Peroli
17h20: Gilberto Gil
18h20: Deekapz
18h55: Mayra Andrade
19h50: KL Jay
20h25: Djavan

17 de setembro (sábado)
11h: abertura dos portões e DJ set da curadoria
13h: Vitória Nicolau
13h30: Rachel Reis
14h10: Odara Kadiegi
14h45: Ana Frango Elétrico
15h25: DJ Tudo
16h: Alceu Valença
17h: BRIME
17h35: BK’
18h20: Ubunto
18h55: Bala Desejo
19h50: Tata Ogan
20h25: Gal Costa part. Rubel e Tim Bernardes

18 de setembro (domingo)
11h: abertura dos portões e DJ set da curadoria
12h30: Liz Tibau
13h315: Chico Chico e Juliana Linhares
14h00: Miria Alves
14h35: Nego Bala
15h20: DJ Diaz
15h55: Marina Sena
17h20: Rodrigo Amarante
18h10: Cinara
18h45: Black Alien
19h40: Discopédia
20h25: Maria Bethânia

Mais informações, a seguir:
Coala Festival 2022
Data: 16, 17 e 18 de setembro
Local: Memorial da América Latina

> Ingresso avulso - Sexta-feira - 16 de setembro (terceiro lote)
Meia-entrada: R$ 105,00
Ingresso solidário: R$ 160,00
Inteira: R$ 210,00

Tipos de Ingressos:
>  Passe Coalático: Válido para os dois dias do Coala FSTVL©️ 2022
>  Inteira: Válido apenas para o dia escolhido
> Meia-entrada: Válido apenas para o dia escolhido (obrigatória a apresentação do documento comprobatório ao direito a meia-entrada na entrada no evento).
> Ingresso Solidário: Válido apenas para o dia escolhido (obrigatória a entrega de 1 kg de alimento não-perecível na entrada do evento)

Sobre o Coala Festival
Criado em 2014, o Coala Festival é um dos eventos mais importantes do país, além de ser um dos mais aguardados do calendário. Responsável por ditar tendências e fortalecer a música brasileira de forma criativa e diversa, o festival realizou seis edições no Memorial da América Latina, em São Paulo, por onde passaram nomes como Caetano Veloso, Gilberto Gil, BaianaSystem, Emicida, Duda Beat, Dona Onete, Liniker, entre outros. Agora, em 2022, o Coala passa a ter três dias de duração. Na maior edição de sua história, o festival celebra a retomada sem perder a sua essência, com espaço para encontros, fusões de ritmos e representantes de vários gêneros musicais e regiões do Brasil. 
Também pode ler:
Tags

Enviar um comentário

0 Comentários
* Gostou do que leu, viu e/ou ouviu? Então, para completar, só falta o seu comentário. Se não gostou, comente também. O autor agradece.

buttons=(OK!) days=(20)

Este site utiliza cookies para tornar a sua experiência melhor. Saiba mais
Accept !